Translate

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Martírio de São João Batista ☧ 29 de Agosto

No dia 29 de agosto celebramos o martírio de São João Batista, primo de Jesus, que foi chamado por Ele de “o maior profeta da antiga lei”. João Batista começou sua missão, pregando a conversão de coração, mudança radical de vida e batismo de penitência, como uma forma de preparar os caminhos para a chegada do Messias, ansiosamente esperado por todo o povo de Israel. 

Sua pregação atingia a todos e a todas as classes sociais. Ao próprio Herodes Antipas que vivia em adultério com Herodíades, João censurou com franqueza e coragem: “Não te é lícito viver com a mulher de teu irmão”. 

Herodes, embora atraído pela personalidade de João, não via a hora de livrar-se dele. Não o fazia para não desagradar o povo que tinha verdadeira veneração por João. Um dia, porém, quando comemorava seu aniversário, e após uma dança oriental, magistralmente executada por Salomé, filha de Herodíades, Herodes prometeu à jovem dar-lhe tudo que pedisse, ainda que fosse metade de seu reino. Instigada pela mãe que odiava João, Salomé pediu a cabeça de João Batista. Herodes apavorou-se com o pedido, mas como não podia voltar atrás numa promessa feita publicamente, mandou decapitar o santo e entregou a Salomé, num prato, a cabeça de João (Mateus 14:1-12).

O martírio por decapitação de são João Batista, que nos chegou narrado através do evangelho de são Marcos, ocorreu no dia 29 de agosto, um ano antes da Paixão de Jesus.

Hoje também, os que têm coragem de denunciar as situações de pecado e injustiça reinantes nas cortes desse nosso tempo, estão pagando muito caro por essa coragem. Mas hoje também João Batista quer ser exemplo de coragem para todos os que estão sinceramente empenhados em consertar os caminhos tortuosos e aplainar, com a espada da justiça, as estradas que conduzem à verdadeira paz.

Oração do Martírio de São João Batista

"Bendito seja São João Batista, que anunciou com firmeza e fé a Vinda do Messias! Sede ó São João, nosso fiel intercessor, em nossas necessidades e projetos. Concedei-nos, Senhor Jesus, pelos méritos de São João Batista, os dons que nos faltam para maior perseverança e paz em nossas vidas, amém. São João Batista, rogai por nós."


____
Fonte/Referências: Twitter @Pontifex_pt e @vaticannews_pt - Internet: Paróquia de São Pedro: "Santo do Dia 29 de Agosto – Martírio de São João Batista", Site Encontro com Cristo e Wikipédia - Imagem: dimitrisvetsikas1969: Saint John The Baptist Icon - Free image on Pixabay

terça-feira, 27 de agosto de 2019

Orações à Ibejada

"Salve Ibeji, Orixá da continuidade da vida. Governadores da Falange da Ibeijada. Orixá criança, que alegra nossos corações e marca o inicio da nossa vida. Nos leve pelos caminhos da saúde, do amor e da prosperidade assegurando-nos a união e a fraternidade. Farta seja nossa mesa e prospero seja nosso lar.

Oni Beijada!"

Oração a Ibeji

"Omi Ibeji. Bejé eró! Salve as forças das crianças. 
Força pura, verdadeira, que reluz no céu azul e na rosa das flores, traga ao nosso Axé a paz e a esperança, zele por nossas crianças. 
Peça a Oxalá, com sua imensa pureza, que meus pedidos feitos com clareza e verdade sejam atendidos. 
Doces crianças, representantes de Cosme e Damião, que vossa santa proteção nos sirva de consolo e apoio nas horas difíceis. 
Aceitem essa oração que é feita com verdade e interceda por mim junto ao Pai de Amor Supremo. 
Agradeço desde já a vocês, crianças. Obrigada.

Oni Beijada!"

Oração à Ibeijada

"Cosme e Damião, luzeiros espíritos da corte de Oxalá, amados benfeitores, queridos guias, nós vos imploramos a vossa proteção, força, saúde e resignação para que possamos cumprir com os desígnios do Pai.

Dai-nos sempre os fluídos de paz, amor alegria e felicidade que vos são peculiares. Curai nossos males, fortalecendo nosso corpo material e proporcionando aos nossos espíritos as satisfações que lhes sejam agradáveis.

Protegei-nos e a nossos familiares; protegei também a todas as criancinhas para que tenham a cada dia uma vida melhor e mais feliz, também sob o prisma material. Que vossos fluídos sacrossantos, recaiam sobre nossas cabeças, é o pedido que humildemente vos fazemos.

Saravá São Cosme e Damião!
Saravá Ibeijada! Erê! Oni!"

domingo, 25 de agosto de 2019

Mulheres são 16 vezes mais poderosas e intuitivas que homens

Foto do Yogi Bhajan em 1995*
"As mulheres são 16 vezes mais poderosas e intuitivas que os homens, e sua capacidade inata excede em 16 vezes a dos homens. A mulher é a incorporação do poder criativo de Deus, Shakti. A mulher encarna o aspecto feminino de Deus, através do qual a criação aconteceu.

Esse Poder Original é chamado Adi Shakti (a Energia Primeira) e tem sido adorado durante séculos na forma de várias deusas. Toda mulher possui o poder da deusa em seu ser, esperando ser reconhecido.

A mulher deve entender o que significa ser mulher: a sensibilidade, a graça, o poder e a nobreza que ela pode manifestar.

A situação de uma nação é refletida na face de suas mulheres. Quando os homens do mundo respeitarem as mulheres, haverá paz no planeta. O arquétipo da Mãe Divina e do Sagrado Feminino é tão velho quanto o próprio tempo, profundamente arraigado em cada célula do corpo da mulher."
Yogi Bhajan
____
Harbhajan Singh Khalsa (1929/2004), também conhecido como Yogi Bhajan e Siri Singh Sahib para seus seguidores, era um iogue, professor espiritual e empresário nascido na Índia. Ele apresentou sua versão do Kundalini Yoga para os Estados Unidos. Ele foi o diretor espiritual da Fundação 3HO, com mais de 300 centros em 35 países - Foto: Yogi Bhajan em 1995, *por Kundalini Research Institute and Teachings of Yogi Bhajan (CC BY-SA 4.0)

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Confie nas Escrituras: O Evangelho é Autêntico!

"As Crônicas de Nárnia (Martins Fontes, 2009) de C. S. Lewis simbolizam a verdade cristã. No conto do Príncipe Caspian, Lewis conta a história de um tirano da terra encantada de Nárnia. O Príncipe Caspian escutou histórias do grande rei de Nárnia, que morreu e voltou à vida para quebrar o poder do mal. Seu tio descartou essa história como um mero conto de fadas. No entanto o menino descobre mais tarde que a antiga história é verdadeira.

A intenção de Lewis era demonstrar como os céticos descartam a antiga história de Cristo como um mito. Como os estudiosos da Bíblia dos dias atuais, Lewis estava convencido de que o registro da vida sobrenatural de Jesus é verdadeiro e baseado em evidências históricas. Sir Frederico Kenyon, antigo diretor do Museu Britânico, tinha uma convicção semelhante sobre a confiabilidade das Escrituras. Sobre isso, escreveu: "A autenticidade e a integralidade geral dos livros do Novo Testamento podem ser consideradas verdadeiras da maneira como foram escritos."

Os apóstolos tinham a mesma confiança nos registros de Jesus: "Porque não vos demos a conhecer o poder e a vida de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas engenhosamente inventadas, mas nós mesmos fomos testemunhas oculares da sua majestade" (2 Pedro 1:16).

Podemos estar certos de que o relato bíblico do Rei dos reis é um relato histórico exato."

H. Dennis Fisher (Ministérios Pão Diário - Sociedade Bíblica do Brasil)

"A Palavra de Deus é firme, Sua verdade prevalece e proclama o que precisamos ouvir.

Em um mundo de mudanças, você pode confiar na Palavra imutável de Deus."

LEITURA (2 Pedro 1:3-16)

"3 Visto como o seu divino poder nos deu tudo o que diz respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou pela sua glória e virtude;

4 Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo.

5 E vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude a ciência,

6 E à ciência a temperança, e à temperança a paciência, e à paciência a piedade,

7 E à piedade o amor fraternal, e ao amor fraternal a caridade.

8 Porque, se em vós houver e abundarem estas coisas, não vos deixarão ociosos nem estéreis no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo.

9 Pois aquele em quem não há estas coisas é cego, nada vendo ao longe, havendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados.

10 Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis.

11 Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

12 Por isso não deixarei de exortar-vos sempre acerca destas coisas, ainda que bem as saibais, e estejais confirmados na presente verdade.

13 E tenho por justo, enquanto estiver neste tabernáculo, despertar-vos com admoestações,

14 Sabendo que brevemente hei de deixar este meu tabernáculo, como também nosso Senhor Jesus Cristo já mo tem revelado.

15 Mas também eu procurarei em toda a ocasião que depois da minha morte tenhais lembrança destas coisas.

16 Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade."

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

A "Desiderata", de Max Ehrmann

Larissa Megale/Pexels
“Siga tranqüilamente entre a inquietude e a pressa, lembrando-se que há sempre paz no silêncio. Tanto que possível, sem humilhar-se, viva em harmonia com todos os que o cercam.

Fale a sua verdade mansa e calmamente e ouça a dos outros, mesmo a dos insensatos e ignorantes – eles também tem sua própria história. Evite as pessoas agressivas e transtornadas, elas afligem nosso espírito. Se você se comparar com os outros você se tornará presunçoso e magoado, pois haverá sempre alguém inferior e alguém superior a você. Viva intensamente o que já pode realizar.

Mantenha-se interessado em seu trabalho, ainda que humilde, ele é o que de real existe ao longo de todo tempo. Seja cauteloso nos negócios, porque o mundo está cheio de astúcia, mas não caia na descrença, a virtude existirá sempre.

Você é filho do Universo, irmão das estrelas e árvores. Você merece estar aqui e mesmo que você não possa perceber a Terra e o Universo vão cumprindo o seu destino.

Muita gente luta por altos ideais e em toda parte a vida está cheia de heroísmos.

Seja você mesmo, principalmente, não simule afeição nem seja descrente do amor; porque mesmo diante de tanta aridez e desencanto ele é tão perene quanto a relva.

Aceite com carinho o conselho dos mais velhos, mas seja compreensível aos impulsos inovadores da juventude.

Alimente a força do Espírito que o protegerá no infortúnio inesperado, mas não se desespere com perigos imaginários, muitos temores nascem do cansaço e da solidão.

E a despeito de uma disciplina rigorosa, seja gentil para consigo mesmo. Portanto esteja em paz com Deus, como quer que você O conceba, e quaisquer que sejam seus trabalhos e aspirações, na fatigante jornada da vida, mantenha-se em paz com sua própria alma.

Apesar da falsidade, dos desencantos e agruras, o mundo ainda é bonito, seja prudente.

Faça tudo pra ser feliz.”

Max Ehrmann foi um filósofo, poeta e advogado norte-americano, mais conhecido pela autoria do poema em prosa "Desiderata", do início dos anos de 1920. 


sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Hoje é Dia de São Roque, conheça suas poderosas orações

São Roque, nascido Roque de Montpellier (c. 1295 – 1327) é um santo da Igreja Católica Romana, protetor contra a peste e padroeiro dos inválidos e cirurgiões. É também considerado por algumas comunidades católicas como protetor do gado contra doenças contagiosas. Protege contra a peste, o contágio e a poluição.

Sua popularidade se deve à intercessão contra a peste, é grande sendo padroeiro de múltiplas comunidades em todo o mundo católico e padroeiro de diversas profissões ligadas à medicina, ao tratamento de animais e dos seus produtos e aos cães. 

A sua festa celebra-se em 16 de agosto, entretanto todo dia é dia e toda hora é hora para pedir a proteção, o auxílio e o socorro de São Roque, incansável milagreiro.

Oração a São Roque para pedir a cura de alguém

"São Roque, que vos dedicastes com todo o amor aos doentes contagiados pela peste, embora também a tenhais contraído, daí-nos paciência no sofrimento e na dor. 

São Roque, protegei não só a mim, mas também aos meus irmãos e irmãs, livrando-nos das doenças infecciosas. 

Por isso, hoje, rezo especialmente por uma pessoa muito querida (dizer o nome da pessoa), para que fique livre do seu mal. 

Enquanto eu estiver em condições de me dedicar aos meus irmãos, proponho-me ajuda-los em suas reais necessidades, aliviando um pouco o seu sofrimento. 

São Roque, abençoai os médicos, fortalecei os enfermeiros e atendentes dos hospitais e defendei a todos da doenças e do perigos.

Amém!"

Oração a São Roque contra contágios do corpo e da alma

"Oh! Deus, 

Que por meio de vosso anjo nos apresentastes ao Bem-aventurado São Roque uma taboa escrita, 

Prometendo-lhe que qualquer que de Coração lhe invocasse ficaria livre dos estragos da peste, 

Concedei-nos a graça de que celebrando sua gloriosa memória, mediante seus méritos e rogos,

Sejamos livres de todo contágio tanto de corpo como de alma.

Por Nosso Senhor Jesus Cristo. 

Amém!"

Pedido de proteção a São Roque

"São Roque, pelos exemplos que nos destes de pobreza, paciência e caridade com os enfermos,

Vos imploramos vossa intercessão para imitar-vos e conseguir a proteção de Cristo, Senhor universal; 

Especialmente contra a contaminação dos elementos naturais.

Confiamos que como tantas vezes socorrestes a nossos antepassados, também agora o faças conosco. 

Amém!"

Oração a São Roque contra peste e epidemias

"Misericordiosíssimo e benigníssimo Senhor, que com paternal Providência castigastes nossas culpas, e pela infeção do ar nos tiras a saúde e a vida corporal, para que reconheçamos e humilhemo-nos em vosso acatamento, nos deis a vida espiritual de nossas almas: 

Eu vos suplico humildemente pela intercessão de São Roque, que se for para vossa maior glória, e proveito de nossas almas, guardeis a mim e a toda esta família e pátria de qualquer enfermidade e mal contagioso e pestilente, e nos deis inteira saúde de alma e corpo, para que em vosso santo templo vos bendigamos e perpetuamente vos sirvamos.

E vos, oh! bem-aventurado Santo, que por exemplo de paciência, e maior confiança em vosso patrocínio, quis Deus que fosseis ferido de pestilência, e que em vosso corpo padecestes o que outros padecem, e de vossos males aprenderias a compadecer-vos dos doentes e socorrestes aos que estavam em semelhante agonia e aflição,

Olhai-nos com piedosos olhos, e livrai-nos, se nos convêm, de toda mortalidade, por meio de vossas fervorosas orações, alcançai-nos a graça do Senhor, para que em nosso corpo são ou enfermo viva nossa alma curada, e por esta vida temporal, breve e caduca cheguemos a eterna e gloriosa, e convosco aproveitemos dela nos séculos dos séculos.

Amém!"

terça-feira, 13 de agosto de 2019

O Célebre e Milagroso Responsório de Santo Antônio

"Entre as diversas orações, invocações e hinos que os fiéis recitam em honra do grande taumaturgo, a fim de obter, pela sua intercessão, uma graça particular, sem dúvida alguma, ocupa o primeiro lugar o "Responsório de Santo Antônio", que se distingue por sua origem e antiguidade, pela sua forma e beleza, e salienta-se especialmente pela sua virtude e sua eficácia admiráveis.

Acha-se no ofício divino, composto por Julião de Spira, a fim de solenizar a festa de Santo Antônio.

O autor, arrebatado com a multidão, variedade e a grandeza dos milagres de Santo Antônio, quis celebrar e perpetuar a memória de seu querido e santo irmão, e, ao mesmo tempo, grave-la profunda e indelevelmente nos corações dos fiéis, impulsionando-os a recorrer a este grande taumaturgo em todas as suas angústias e aflições.

O imortal Pontífice Pio IX dignou-se de enriquecer o Responsório com muitas indulgencias, estimulando assim os filhos da Igreja a rezá-lo frequente e devotamente. 

Não se contam as pessoas de toda idade, estado, posição e dignidade que recitaram com fervor e confiança este Responsório de Santo Antônio e foram milagrosamente por Deus atendidos.

Sigamos o seu exemplo e recorramos sempre, em todas as nossas angustias, ao nosso poderoso protetor, rezando com devoção e fé viva o Responsório:"

"Saiba quem busca milagres
Que os enfermos sara Antônio:
Afugenta o erro, a morte,
Calamidade e demonio.

Prisões e mares lhe cedem,
Saúde e coisas perdidas
São aos mancebos e aos velhos
Por ele restituídas.

Necessidades, perigos
Faz cessar entre os humanos,
Diga-o quem o experimentou
E mormente os paduanos.

Prisões e mares lhe cedem...

Glória ao Padre, ao Filho e ao Espírito Santo.

Prisões e mares lhe cedem...

Rogai por nós, bem-aventurado Antônio.

Para que sejamos dignos das promessas de Cristo."

OREMOS

"Ó Deus, nós vos suplicamos, que alegre a vossa Igreja a solenidade votiva do bem-aventurado Antônio, vosso confessor, para que, fortalecida sempre com os espirituais auxílios, mereça gozar os prazeres eternos.

Por Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém."

(300 dias de indulgencia uma vez ao dia: plenária no mês)
____
Fonte: Adaptação das páginas 86, 87, 88 e 89 do "Manual de Santo Antonio. Sua vida, seu culto, suas instituições. Por um devoto do Grande Taumaturgo." 5ª edição. 1945. Editora Vozes Ltda., Petrópolis, R. J. Rio de Janeiro - São Paulo. - Imagem: "Santo Antônio de Pádua", pintura de Raphael (c. 1502) Wikimedia Commons / Domínio Público

domingo, 11 de agosto de 2019

A Interpretação de um Laboratório de Alquimia

Vemos a seguir a imagem do laboratório do alquimista Heinrich Khunrath¹, a gravura, retratada no livro Sapientiae Amphitheatrum Aeternae², escrito por Heirich em 1595, mostra o local e as frases 'mágicas' em Latim. A imagem é da planta humanizada do laboratório e a tradução dos dizeres foi realizada por John Read³:

Na imagem podemos ver as seguintes frases, todas grafadas em latim:


Arquitrave: 
SINE AFFLATU DIVINO, NEMO VNQUAM VIR MAGNUS. SINE DIVINO AFFLATU, VNQUAM MAGNUS VIR NEMO. 
"Sem inspiração divina, não há homem que é grande." (De Cícero, De natura deorum)

Lema na fita acima da plataforma de produtos químicos, a direita: 
NEC TEMERE, NEC TIMIDE Temere NEC, a NEC timide "Nem precipitadamente, nem timidamente" 

Placa superior da plataforma de produtos químicos: 
LABORATORIVM "Laboratory"

Garrafas de químicos: 
(linha superior) CELI ROS = orvalho do céu, AZOTH = mercúrio / SOPHIC POTAB AURUM = Ouro potável / (Linha inferior) • HYLE. • SANG • ☉ POTA? • ??ER?. ☿ • HYLE. SANG • • ☉ ? •? Er?. ☿ (?) HYLE = matéria primordial; cantava. ♌ = SANGUIS DRACONIS = sangue de dragão, ☿ 

Lareira acima do forno: 
SAPIENTER RETENTATVM, SVCCEDET ALIQVANDO. SAPIENTER RETENTATVM, ALIQVANDO SVCCEDET. 
"O que é sabiamente tentar sabiamente conseguirei algum dia." 

Bases de colunas à direita: 
RA/TIO • EXPE/RIEN/TIA.
"Razão" • "Experiência."

Cesta de carvão: 
pudeat NO /? rbonű 
"(?) De carvão" 

Topo do fogão no meio: 
FESTINA/LENTE
"Apresse-se lentamente"

A direita do fogão (banho-maria): 
Matúrandúm
(?) 

Equipo de destilação: 
ama? 
(?) 

Equipo de Condensação
Spt?
(?)

Toalha de instrumentos musicais abaixo:
MUSICA tristib Sancta? spirituum? mali /? uarum fuga gvili... / ...gaudio pio perfuso.
"O musical sagrado (coisas)" triste?, Respiração, vida, inspiração, orgulho?, Pessoas com más intenções (más)? ... voo (por avião) ... com alegria Eu venero o vazamento por cima (com um fluido)?

Topo da tenda verde:
ORATORIVM / FELIX / CVI יהוה / A CONSILIS.
"Oratório (local de oração)" / "Feliz é o homem" / "Deus" (em hebraico) / "por um plano." (Pelo conselho)

Do lado esquerdo da tenda verde:
HOC HOC AGENTIBVS / nobis devs ADERIT IPSE.
"Quando atendemos estritamente para o nosso trabalho, o próprio Deus nos ajudará".

Placa suspensa sob a tenda:
NE LOQUA / RIS DE DEO / ABSQ. LV. minas /.
"Não falar de Deus na escuridão" (literalmente, sem luz) (Ne loquaris de Deo absque lumine)

Pernas da mesa sob a tenda:
DISCE BENE MORI
"Aprender a morrer bem" (?)

Acima do arco da entrada:
Dormiens Vigila.
"Durante o sono, ser vigilante."

Heinrich Khunrath
O Alquimista:

Heinrich Khunrath (Dresden ou Leipzig, c. 1560 - Dresden ou Leipzig, 9 de setembro de 1605), foi um médico, filósofo hermético e alquimista da Alemanha.

Estudou possivelmente na Universidade de Leipzig em torno de 1570 com o pseudônimo Henricus Conrad Lips, e pode ter usado outros nomes ao longo de sua vida. 

Em maio de 1588 matriculou-se na Universidade de Basileia, onde obteve o grau de Doutor em Medicina. 

Foi também discípulo de Paracelso, e praticou medicina em Dresden, Magdeburgo e Hamburgo. Depois de 1588 viajou extensamente e permaneceu algum tempo na corte do império, onde encontrou John Dee, que possivelmente foi seu mentor no Hermetismo. 

Em 1591 foi indicado médico do conde Rosembeck em Trebona. Seus estudos de ocultismo o levaram a criar uma síntese de magia natural com o Cristianismo. Sua primeira obra publicada foi Amphitheatrum Sapientiae Aeternae (Hamburgo, 1595, ilustrado), que se tornou um clássico da alquimia, foi uma influência para o Luteranismo e para os Rosacruzes.
_____________________
Referências:
1- Heinrich Khunrath, (☆ Dresden ou Leipzig, † 1560-Dresden ou Leipzig, 9 de setembro de 1605), foi um médico, filósofo hermético e alquimista da Alemanha. / 2- Sapientiae Amphitheatrum Aeternae / 3- http://www.alchemylab.com/khunrath.htm - acessado em 11 de agosto de 2019

sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Allan Kardec: "Pedi e obtereis", a "Eficácia da prece"

O Evangelho Segundo o Espiritismo: Pedi e obtereis: Eficácia da prece


"O Evangelho segundo o Espiritismo": Capítulo XVII: "Pedi e obtereis": "Eficácia da prece"

"5. Seja o que for que peçais na prece, crede que o obtereis e concedido vos será o que pedirdes. (S. MARCOS, 11:24.)

6. Há quem conteste a eficácia da prece, com fundamento no princípio de que, conhecendo Deus as nossas necessidades, inútil se torna expor-lhas. E acrescentam os que assim pensam que, achando-se tudo no Universo encadeado por leis eternas, não podem as nossas súplicas mudar os decretos de Deus.

Sem dúvida alguma há leis naturais e imutáveis que não podem ser ab-rogadas ao capricho de cada um; mas, daí a crer-se que todas as circunstâncias da vida estão submetidas à fatalidade, vai grande distância. Se assim fosse, nada mais seria o homem do que instrumento passivo, sem livre-arbítrio e sem iniciativa. Nessa hipótese, só lhe caberia curvar a cabeça ao jugo dos acontecimentos, sem cogitar de evitá-los; não devera ter procurado desviar o raio. Deus não lhe outorgou a razão e a inteligência, para que ele as deixasse sem serventia; a vontade, para não querer; a atividade, para ficar inativo. Sendo livre o homem de agir num sentido ou noutro, seus atos lhe acarretam, e aos demais, conseqüências subordinadas ao que ele faz ou não. Há, pois, devidos à sua iniciativa, sucessos que forçosamente escapam à fatalidade e que não quebram a harmonia das leis universais, do mesmo modo que o avanço ou o atraso do ponteiro de um relógio não anula a lei do movimento sobre a qual se funda o mecanismo. Possível é, portanto, que Deus aceda a certos pedidos, sem perturbar a imutabilidade das leis que regem o conjunto, subordinada sempre essa anuência à sua vontade.

7. Desta máxima: “Concedido vos será o que quer que pedirdes pela prece”, fora ilógico deduzir que basta pedir para obter e fora injusto acusar a Providência se não acede a toda súplica que se lhe faça, uma vez que ela sabe, melhor do que nós, o que é para nosso bem. É como procede um pai criterioso que recusa ao filho o que seja contrário aos seus interesses. Em geral, o homem apenas vê o presente; ora, se o sofrimento é de utilidade para a sua felicidade futura, Deus o deixará sofrer, como o cirurgião deixa que o doente sofra as dores de uma operação que lhe trará a cura.

O que Deus lhe concederá sempre, se ele o pedir com confiança, é a coragem, a paciência, a resignação. Também lhe concederá os meios de se tirar por si mesmo das dificuldades, mediante idéias que fará lhe sugiram os bons Espíritos, deixando-lhe dessa forma o mérito da ação. Ele assiste os que se ajudam a si mesmos, de conformidade com esta máxima: “Ajuda-te, que o Céu te ajudará”; não assiste, porém, os que tudo esperam de um socorro estranho, sem fazer uso das faculdades que possui. Entretanto, as mais das vezes, o que o homem quer é ser socorrido por milagre, sem despender o mínimo esforço. (Cap. XXV, nos 1 e seguintes.)

8. Tomemos um exemplo. Um homem se acha perdido no deserto. A sede o martiriza horrivelmente. Desfalecido, cai por terra. Pede a Deus que o assista, e espera. Nenhum anjo lhe vem dar de beber. Contudo, um bom Espírito lhe sugere a idéia de levantar-se e tomar um dos caminhos que tem diante de si. Por um movimento maquinal, reunindo todas as forças que lhe restam, ele se ergue, caminha e descobre ao longe um regato. Ao divisá-lo, ganha coragem. Se tem fé, exclamará: “Obrigado, meu Deus, pela idéia que me inspiraste e pela força que me deste.” Se lhe falta a fé, exclamará: “Que boa idéia tive! Que sorte a minha de tomar o caminho da direita, em vez do da esquerda; o acaso, às vezes, nos serve admiravelmente! Quanto me felicito pela minha coragem e por não me ter deixado abater!”

Mas, dirão, por que o bom Espírito não lhe disse claramente: “Segue este caminho, que encontrarás o de que necessitas”? Por que não se lhe mostrou para o guiar e sustentar no seu desfalecimento? Dessa maneira tê-lo-ia convencido da intervenção da Providência. Primeiramente, para lhe ensinar que cada um deve ajudar-se a si mesmo e fazer uso das suas forças. Depois, pela incerteza, Deus põe à prova a confiança que nele deposita a criatura e a submissão desta à sua vontade. Aquele homem estava na situação de uma criança que cai e que, dando com alguém, se põe a gritar e fica à espera de que a venham levantar; se não vê pessoa alguma, faz esforços e se ergue sozinha.

Se o anjo que acompanhou a Tobias lhe houvera dito: “Sou enviado por Deus para te guiar na tua viagem e te preservar de todo perigo”, nenhum mérito teria tido Tobias. Fiando-se no seu companheiro, nem sequer de pensar teria precisado. Essa a razão por que o anjo só se deu a conhecer ao regressarem."
____
Fonte: "O Evangelho segundo o Espiritismo", de Allan Kardec (1864). Páginas: 386, 387, 388 e 389. "Capítulo XXVII - Pedi e obtereis - Eficácia da prece" - Imagem: "Tobias e o Anjo", obra de arte de António Joaquim Padrão (Português, séc. 18) - Wikimedia Commons/Domínio Público

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Oração do Sr. João Caveira

"Quando abrires a tronqueira, eu estarei lá
Quando andares nos sete caminhos, estarei presente
Quando distraído andares, estarei a teu lado
Quando o perigo rondar, estarei contigo
Quando o inimigo a maldade desejar, junto a ti estarei
Quando estiver numa aflição, chama por mim que venho em teu socorro
Quando chorar, dar-te-ei meu ombro amigo
Quando não sentir a minha presença e precisar urgentemente de um auxílio, chame por mim, que eu estarei a teu lado.
Pois merecendo ou não... Eu sou vosso Guardião."
LAROYÊ SEU JOÃO CAVEIRA!
____
Fonte: Reprodução de postagem do Facebook, em "Exú Sr. João Caveira" (Acessado em 07 de agosto de 2019)

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Angelus Silesius: "Esvazia-te de ti para que Deus possa entrar"

"Ainda que Cristo nascesse
mil vezes em Belém
e não em vossa alma,
ainda assim estaríeis perdido.

Na verdade, a Palavra eterna
continua nascendo hoje.
Onde? Em uma alma
que se perdeu em si mesma.

A porta da bem-aventurança
só pode ser atravessada
por aquele que renasceu
para uma vida totalmente nova.

Ó homem, tu indagas:
onde está o trono de Deus?
Ele está lá onde Deus renasce em ti
como Filho!

Se renasces de Deus,
em um certo sentido fazes
que ele renasça em ti.
Então, tu sais e Ele entra."

Angelus Silesius (1624/1677)
____
Imagem: gravura de Otto Adolph Stemler (1872–1953), de um desenho a lápis de Heinrich Hofmann (1824–1911)  da série de 1887 de Hofmann: "Venha para mim! Imagens da vida do Salvador; Festividade para Famílias Cristãs" (Come Unto Me), publicada pela fotogravura em 1891, na Alemanha. (Wikimedia Commons / Domínio Público)

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Salmo LXVI: "Vede as obras de Deus"

O Salmo 66 é um salmo de gratidão a Deus por Seu livramento. 

O salmista passou por dificuldades mas Deus o livrou. O Salmo 66 nos mostra a importância de confiar em Deus e ser grato pelas bênçãos.

O Salmo 66, nos remete à libertação dos israelitas do exército de Senaqueribe; que segundo se conta, após uma dura batalha cerca de 185 mil soldados assírios amanheceram mortos, o que forçou a retirada inimiga.

Leia o Salmo 66 para rogar por justiça e pelo recomeço de uma vida normal após longos períodos de batalha! Comumente usado para abençoar alimentos e por ação de graças, este salmo também é orado por pessoas que buscam alcançar o merecido reconhecimento. 

Há ainda quem empregue esse salmo para ter um sono mais regular e reparador, aliviar a tenção e trazer ânimo; bem como para promover a justiça social, ao pedir por uma vida mais justa e pacífica para si e para todos os que o rodeiam.

Salmo 66

1. Louvai a Deus com brados de júbilo, todas as terras.

2. Cantai a glória do seu nome, dai glória em seu louvor.

3. Dizei a Deus: Quão tremendas são as tuas obras! Pela grandeza do teu poder te lisonjeiam os teus inimigos.

4. Toda a terra te adorará e te cantará louvores; eles cantarão o teu nome.

5. Vinde, e vede as obras de Deus; ele é tremendo nos seus feitos para com os filhos dos homens.

6. Converteu o mar em terra seca; passaram o rio a pé; ali nos alegramos nele.

7. Ele governa eternamente pelo seu poder; os seus olhos estão sobre as nações; não se exaltem os rebeldes.

8. Bendizei, povos, ao nosso Deus, e fazei ouvir a voz do seu louvor;

9. ao que nos conserva em vida, e não consente que resvalem os nossos pés.

10. Pois tu, ó Deus, nos tens provado; tens nos refinado como se refina a prata.

11. Fizeste-nos entrar no laço; pesada carga puseste sobre os nossos lombos.

12. Fizeste com que os homens cavalgassem sobre as nossas cabeças; passamos pelo fogo e pela água, mas nos trouxeste a um lugar de abundância.

13. Entregarei em tua casa com holocaustos; pagar-te-ei os meus votos,

14. votos que os meus lábios pronunciaram e a minha boca prometeu, quando eu estava na angústia.

15. Oferecer-te-ei holocausto de animais nédios, com incenso de carneiros; prepararei novilhos com cabritos.

16. Vinde, e ouvi, todos os que temeis a Deus, e eu contarei o que ele tem feito por mim.

17. A ele clamei com a minha boca, e ele foi exaltado pela minha língua.

18. Se eu tivesse guardado iniqüidade no meu coração, o Senhor não me teria ouvido;

19. mas, na verdade, Deus me ouviu; tem atendido à voz da minha oração.

20. Bendito seja Deus, que não rejeitou a minha oração, nem retirou de mim a sua benignidade.