Translate

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Qual o dia certo para o católico montar sua Árvore de Natal?




Data

O mês de dezembro está aí, e com ele o Natal. Mesmo em se tratando de uma prática cristã antiga, muitos adultos se confundem sobre a data certa para montar a árvore de Natal. O dia correto, segundo a CNBB, Confederação Nacional dos Bispos do Brasil, a árvore de natal, que simboliza a vida, deve ser montada no primeiro domingo do Advento, que marca o começo deste tempo litúrgico. O Advento começa exatamente quatro domingos antes do Natal.

Como montar 

A igreja aconselha que se monte a árvore aos poucos, e não tudo de uma só vez. Comece no dia 30 e aproveite as quatro semanas restantes para o Natal para acrescentar outros acessórios, enfeites e luzes em geral... A montagem da árvore é um bom momento para ser dedicado à família e para a reflexão sobre o sentido do Natal. 

Participação 

A dica é convidar as crianças para montar, tanto a árvore quanto o presépio. Isso ajuda a fazer com que elas conheçam o sentido e a importância da data. Hoje a árvore tem um papel mais social do que religioso, mas ao reunir as crianças para montá-la. A ocasião é perfeita para os parentes explicarem o significado do Natal as crianças: o nascimento do menino Jesus. 

História 

"A árvore como símbolo do Natal nasceu no norte da Europa, quando, no inverno rigoroso da região, só o espruce, ou abeto, (da família do pinheiro e do carvalho) resistia verde". "As pessoas passaram a ligar a árvore que não sucumbia ao frio à esperança cristã e passaram a colocá-la dentro das casas, dando início ao costume", explica o padre Hernaldo Pinto Farias, da CNBB. 

E sabe por que se usa uma estrela no alto do pinheiro? Ela simboliza a luz da estrela que guiou os reis magos em direção ao menino Jesus, diz FariasA árvore de Natal deve ficar montada até o Dia de Reis, em 6 de janeiro, porque foi nesse dia que os reis magos encontraram o menino Jesus. O Natal, provem do latim 'natális', por sua vez derivada do verbo 'nascor, nascéris, natus sum, nasci', que significa nascer. Como adjetivo, significa o local onde ocorreu o nascimento de alguém ou de alguma coisa. 

De 'natális' deriva também 'natureza', o somatório das forças ativas em todo o Universo.

A data é amplamente reconhecida como uma festa religiosa, é a celebração do nascimento de Jesus. O Natal é comemorado no dia 25 de Dezembro desde o Século IV pela Igreja Ocidental, e, desde o século V pela Igreja Oriental. Na Igreja Ortodoxa o Natal é comemorado no dia 7 de Janeiro. 

☞ Clique aqui e leia mais sobre o Natal...

Recomendado para você

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Salmo XXXVII: “A esperança depende da perseverança”



Antes de qualquer coisa é necessário deixar muito claro que todo e qualquer salmo só é verdadeiramente ativado, quando o rezamos em voz alta, é como se estivéssemos de fato conversando com alguém no momento da oração.

Após terminarmos a evocação, é de fundamental importância que em voz alta ainda, façamos a ativação das intenções, como por exemplo Estou rezando este salmo na intenção de..., ou ainda através deste salmo peço que...

Sempre devemos dizer para o Universo qual a verdadeira intenção do salmo que acabamos de ativar. Devemos também sempre nos afastar para um lugar calmo e reservado, isso vai ajudar muito na concentração. Uma forma muito positiva de ativar o salmo é também no final da oração já agradecer pela graça alcançada. Os melhores horários para os salmos é as 6h00, 12h00, e as 18h00.

Sempre rezar o salmo no mínimo 3 e no máximo 7 vezes consecutivas.

Salmo 37: Perseverança, prosperidade, coragem e determinação para vencer as dificuldades mais urgentes. Leia o salmo 37 também para receber graças no casamento, na maternidade e para ter prosperidade em todos os campos. 

1. Não te enfades por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniqüidade.

2. Pois em breve murcharão como a relva, e secarão como a erva verde.

3. Confia no Senhor e faze o bem; assim habitarás na terra, e te alimentarás em segurança.

4. Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração.

5. Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará.

6. E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu direito como o meio-dia.

7. Descansa no Senhor, e espera nele; não te enfades por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa maus desígnios.

8. Deixa a ira, e abandona o furor; não te enfades, pois isso só leva à prática do mal.

9. Porque os malfeitores serão exterminados, mas aqueles que esperam no Senhor herdarão a terra.

10. Pois ainda um pouco, e o ímpio não existirá; atentarás para o seu lugar, e ele ali não estará.

11. Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz.

12. O ímpio maquina contra o justo, e contra ele range os dentes,

13. mas o Senhor se ri do ímpio, pois vê que vem chegando o seu dia.

14. Os ímpios têm puxado da espada e têm entesado o arco, para derrubarem o poder e necessitado, e para matarem os que são retos no seu caminho.

15. Mas a sua espada lhes entrará no coração, e os seus arcos quebrados.

16. Mais vale o pouco que o justo tem, do que as riquezas de muitos ímpios.

17. Pois os braços dos ímpios serão quebrados, mas o Senhor sustém os justos.

18. O Senhor conhece os dias dos íntegros, e a herança deles permanecerá para sempre.

19. Não serão envergonhados no dia do mal, e nos dias da fome se fartarão.

20. Mas os ímpios perecerão, e os inimigos do Senhor serão como a beleza das pastagens; desaparecerão, em fumaça se desfarão.

21. O ímpio toma emprestado, e não paga; mas o justo se compadece e dá.

22. Pois aqueles que são abençoados pelo Senhor herdarão a terra, mas aqueles que são por ele amaldiçoados serão exterminados.

23. Confirmados pelo Senhor são os passos do homem em cujo caminho ele se deleita;

24. ainda que caia, não ficará prostrado, pois o Senhor lhe segura a mão.

25. Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua descendência a mendigar o pão.

26. Ele é sempre generoso, e empresta, e a sua descendência é abençoada.

27. Aparta-te do mal e faze o bem; e terás morada permanente.

28. Pois o Senhor ama a justiça e não desampara os seus santos. Eles serão preservados para sempre, mas a descendência dos ímpios será exterminada.

29. Os justos herdarão a terra e nela habitarão para sempre.

30. A boca do justo profere sabedoria; a sua língua fala o que é reto.

31. A lei do seu Deus está em seu coração; não resvalarão os seus passos.

32. O ímpio espreita o justo, e procura matá-lo.

33. O Senhor não o deixará nas mãos dele, nem o condenará quando for julgado.

34. Espera no Senhor, e segue o seu caminho, e ele te exaltará para herdares a terra; tu o verás quando os ímpios forem exterminados.

35. Vi um ímpio cheio de prepotência, e a espalhar-se como a árvore verde na terra natal.

36. Mas eu passei, e ele já não era; procurei-o, mas não pôde ser encontrado.

37. Nota o homem íntegro, e considera o reto, porque há para o homem de paz um porvir feliz.

38. Quanto aos transgressores, serão à uma destruídos, e a posteridade dos ímpios será exterminada.

39. Mas a salvação dos justos vem do Senhor; ele é a sua fortaleza no tempo da angústia.

40. E o Senhor os ajuda e os livra; ele os livra dos ímpios e os salva, porquanto nele se refugiam.