Translate

sábado, 31 de julho de 2010

A Desprogramação que Liberta e Fortalece




No vídeo abaixo, compartilhado pelo YouTube, Terence Mckenna e Osho, grandes profetas da Nova Era, nos dão dicas valiosas de como podemos nos desprogramar e nos libertar do "Matrix". 

Através de uma rápida revisão histórica, somos levados através da história, a fim de obter uma melhor compreensão sobre o receio que temos da morte. Recebemos instruções de como encarar a passagem e buscar iluminação nesta vida, para viver melhor em outra. Mckenna questiona os símbolos religiosos e seu verdadeiro objetivo. 

Vivemos em uma sociedade cheia de armadilhas mentais, nas quais nos vemos por muitas vezes detidos em nosso progresso. Estas arapucas psicológicas nos levam a um cículo de morte e vida, que na verdade pode ser transformado em pura vida, eternizada após o desencarne.

Na vida material, quando nos libertamos de uma armadilha, muitas vezes acabamos nos vendo pegos por outra. Isso ocorre de maneira sucessiva. Segundo Terence, estas armadilhas se devem à cultura e a linguagem, que podem também se tornar plataformas para uma grande liberdade. 

A programação social pode fazer com que nos sintamos marginalizados, culpados, sem de fato nada ter feito de errado para tal. Os ensinamentos, propósitos e guias que buscamos em nossa vida material, podem ser resultado de nossa eterna busca pelo sentido da vida. Este sentido parece estar encerrado em nós mesmos, e não no mundo exterior. Tudo se trata de "ilusão cultural".

Quando não estamos infectados pela ilusão é por que somos alienados? Até que ponto o sentimentalismo pode ser benéfico ou destrutivo? Neste vídeo com pouco mais de 10 minutos podemos aprender um pouco como utilizar nossa energia divina, libertos do ego e da programação, em prol do meio e principalmente de nós mesmos. 

O poder para operar estas grandes e necessárias transformações está dentro de você mesmo, acredite! Materialismo barato é coisa passageira, efêmera, o propósito da vida é muito maior que isso. E sabemos disso.

 

Recomendado para você

sexta-feira, 30 de julho de 2010

A lenda da criação na Quimbanda ♆ Quimbanda Creation Myth



No começo de tudo, somente existia Nzambi. ele era o Um, o Eterno, detentor de todas as mirongas (segredos, magias). Nzambi era cheio de energia e poder e estava pronto para explodir a qualquer momento. 

Então, decidiu que era o momento de criar. Em um piscar de olhos, ele fez de si mesmo milhões e milhões de pedaços de matéria que se dispersaram, serpentenando, como um redemoinho, girando em sentido horário em torno dele. Nzambi criou Ngombe, o Universo e toda a matéria visível.

Nzambi decidiu, então, criar um Ser capaz de atravessar o Espaço entre os corpos materiais e, concentrando-se em um ponto fixo, trouxe à vida Exu-Aluvaiá, que era homem e mulher ao mesmo tempo, uma manifestação da natureza de Nzambi.

E Nzambi deu sete dons a Exu-Aluvaiá dizendo:

1. Viajar livremente para lugares onde eu nem sempre estarei. Eu te dou as chaves que abre as fronteiras entre os Espaços, entre a luz e a treva, entre o calor e o frio.

2. Eu te faço livre para escolher entre o bem e o mal...

3. E você terá o conhecimento de todas as coisas; será capaz de lembrar todas as coisas que ver e ouvir deste momento em diante e vai enriquecer sua sabedoria pela sua própria experiência e pela experiência dos outros...

4. Você terá a capacidade de ver através do tempo e conhecer o passado e o futuro de todos os seres; mas não conhecerá seu próprio futuro...

6. Terá inteligência para entender todas as criaturas, as elevadas, as medianas e as inferiores...

7. E eu te dou o poder de multiplicar a si mesmo, de criar seres similares a você mesmo; eles serão inferiores a você em poder. Mas tenha cuidado com esse poder porque uma vez que você se divida não mais poderá voltar a ser um novamente. Esse mistério é somente meu.

Fonte: Dos Ventos, Mario - Na Gira do Exu: The Brazilian Cult of Quimbanda - Pg. 26



quinta-feira, 29 de julho de 2010

Conversa sobre destino no facebook

Ontem uma amiga me perguntou no facebook o que penso sobre destino e se estamos realmente a mercê de um futuro que já está escrito, ou se podemos alterá-lo de acordo com nossas ações. Entramos na área do lívre-arbítrio, mas afinal o que é isso? Como podemos fazer um futuro melho partindo do agora? Bom, pedi a ela e fui autorizado a postar nossa conversa aqui no blog. Espero que seja de proveito para todos e também espero que surjam mais comentários sobre este assunto. Que desperete nas pessoas aquilo que na verdade já está dentro de nós todos, o conhecimento compartilhado pelo livro da Natureza., permitindo assim que cada qual tire suas próprias conclusões. Namastê!

Cláudia R. C. July 28 at 10:42pm

Olá amigo, me diga qual sua opinião sobre DESTINO. Acredita que já estamos pré-destinados ou podemos alterá-lo conforme nossas ações? Obrigada, boa noite pra vocês!

Ronald Stresser Jr July 28 at 11:00pm

Acredito que estamos pré-destinados, mas nem os Orixás sabem ao certo qual este destino, apenas Zambi. Zambi sabe até qual caminho tomaremos e qual será nossa escolha com relação ao livre-arbítrio. Entretanto esta é a chave! Podemos cumprir isso em uma vida ou em muitas e sucessivas reencarnações, depende de nossa escolha, de nossas ações. Pois isso que já está escrito é atemporal, sutil.
Cabe a nós nos libertar da holografia e nos reaproximarmos de nossa essência cósmica para cumprir o objetivo evolucional que este sim já está estabelecido, é a meta comum a todos os espíritos. Nessa vida terrena a escolha é sua, é minha, é de nossos irmãos e irmãs de jornada. O destino talvez seja nos tornarmos o que de fato somos, UM. Uma banda.
O objetivo verdadeiro é o progresso espiritual e não o material. O negócio é administrar o tempo que nos cabe em cada passagem terrena para nos aproximarmos mais e mais deste objetivo, até o alcançarmos. Lembrando sempre que todas as gerações da raça humana, no tempo cósmico são apenas um segundo, ou menos. 
A matéria é uma ilusão, tudo que vemos e sentimos fisicamente um holograma. A verdadeira vida é espiritual, em um plano superior, totalmente desapegado desta esfera. Tudo é energia. O destino de tudo e de todos está selado e a ciência prova isto. Agora, pelo amor de Oxalá! Vamos agir e apressar este processo todo. Ficar preocupado com efemeridades e desacordados no sono profundo do consumismo e dos prazeres e sentimentalismos terrenos não irá nos ser de grande adianto. Eita! Que viagem! : ) Axé Cláudia!

Cláudia R. C. July 28 at 11:11pm

Nada,foi BEM real! Nem sabe o tamanho da gratidão que tenho por vc ter 'ajudado' a estar certa que não sou muito 'sonhadora'. Ah! melhor uma sonhadora em defesa do amor que alguém de coração vazio! Obrigada de coração! Axé!

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Eu sou o caminho, a verdade e a vida ☯ O Cristo

por Neil Douglas-Klotz

"(...) as primeiras fontes dos Evangelhos (por exemplo, as fontes Q e o Evangelho de Tomé) nos mostram um Jesus que dá pouca ou nenhuma ênfase na crença dele mesmo como condição de salvação. Em vez disso, enfatiza uma mudança radical de coração e de vida com o cultivo da sabedoria. Por essa razão, um grande número de estudiosos da Bíblia cristã advoga que a passagem mais exclusivista atribuída a Jesus como "Eu sou o caminho, a verdade e a vida" — deve ser tomada no sentido de alguém que fala uma "linguagem de amor", apropriada àqueles que estão dentro de uma comunidade de fé particular, mas não aplicável àqueles fora dela.

Se quisermos encontrar qualquer sentido de sabedoria nessas passagens mais exclusivistas, devemos olhar novamente ao aramaico para ver se o subtexto pode revelar uma camada mais profunda. Por exemplo, podemos observar a passagem citada por João 14:6 (VRJ):

"Eu sou o caminho, a verdade e a vida.
Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.
"

Na versão aramaica percebemos a construção "Eu sou" representada pela palavra "eu" de modo repetitivo: ena ena, como em "eu-eu". Isso tem várias possíveis interpretações: sobre a forma intensiva de "eu", a essência da individualidade, o "eu" dentro do "eu" ou algo do tipo "eu sou". Nova­mente, em uma cultura em que a palavra usada para designar Deus significa Unidade, o sentido individual não pode ser se­parado do divino. Somente um "eu sou" existe, que é Alaha.

A palavra aramaica urha, geralmente traduzida como "caminho", está relacionada a uma das palavras usadas para Luz. Aqui está a Luz que descobre um caminho, mostra uma possibilidade escondida ou revela um caminho prático que anterior­mente desconhecíamos.

A palavra sherara, geralmente traduzida como "verdade", é a mesma que consideramos sobre espírito e verdade no capítulo três. Ela aponta para uma solução ou liberação, a abertura de um círculo, um sentido de direção correta que está em harmonia com o Universo.

A palavra hayye, geralmente traduzida como "vida", indica, tanto em aramaico como em hebraico, a força de vida sagrada, a energia principal que invadiu toda a Natureza e o Universo.

A frase "a não ser por mim" é formada por três preposições em aramaico (mais o significado da terminação "mim"). A primeira, "exceto", pode também significar "se somente" e "apesar de". Assim, a palavra expressa à condição que passa adiante, como o corpo. Por essa razão, é relacionada a palavra usada para lamentar uma morte. A segunda, uma palavra que aparece somente na versão aramaica, significa "se" ou "desde que" e expressa uma sensação de tempo presente, ou seja, aquilo que existe agora.

Finalmente, percebemos a preposição "por" em aramaico prefixada como a letra b. Essa preposição frequentemente usada pode expressar muitas relações diferentes: "através de", "em", "entre", "com", "para", "dentro", "sobre", "por", ou "porque". O que une esses vários significados é a ação de alguma coisa passando do interior para o exterior, ou de idéia para forma.

Juntas, essas três preposições sugerem um processo que:

1- Reconhece que as formas passam;

2- Faz uso de formas no presente para criar uma sensação de presença;

3- Reconhece que forma serve como um veículo, de uma realidade para outra. Assim, podemos resumir a passagem:

O "Eu Sou" é o caminho, a sensação de direção correta e a força da vida para nele viajar. A simples presença ilumina o que vem adiante, libera nossas escolhas e nos conecta ao poder da Natureza.

Ninguém entra em ritmo com o sopro da vida, com o som e a atmosfera que criaram o cosmos, a não ser através do sopro, do som e da atmosfera de outro "eu" incorporado, conectado ao último "Eu sou".

Nesse sentido, a pessoa de Jesus — aquele que os discípulos viam e que com eles caminhava, conversava e co­mia — fornece uma passagem entre as realidades. Pela presença dEle, eles poderiam encontrar uma relação pessoal com Abwoon, o sopro de toda a vida. Pela sintonização com o sopro, a atmosfera e o modo de orar de Jesus, eles seriam levados a experimentar o que ele experimenta. Focalizar o mestre como sendo uma passagem para o divino é uma prática espiritual que existe ainda hoje no misticismo judaico e islâmico.

Talvez eu esteja prolongando a questão aqui. Alguém pode simplesmente dizer, como os teólogos cristãos mencionados anteriormente, que a frase "a não ser por" só é válida para aqueles inicialmente guiados por Jesus ou para quem Ele era o fundamento de sua espiritualidade. Apesar de tudo, as imagens consistentes nessa passagem apontam para uma prática espiritual que usa ritmo, vibração e sopro como passagens para obter um sentido mais completo da Unidade Sagrada. Acredito que o versículo 108 do Evangelho de Tomé aponta para essa prática:

"Quem beber de minha boca tornar-se-á como eu. Eu mesmo me tornarei Ele, e as coisas que estão ocultas ser-lhe-ão reveladas"."
____
Fonte: Douglas-Klotz, Neil - The Hidden Gospel: Decoding the Spiritual Message of the Aramaic Jesus - Ed. Quest Books - ISBN: 083560795x - ISBN-13: 9780835607957 - Livro em inglês - Brochura - 22,9 x 15,9 cm - 1ª Edição (2001)

terça-feira, 27 de julho de 2010

21 dicas para fortalecer sua saúde



As universidedes de medicina de Harvard e Cambridge publicaram no final de 2008 um compêndio, com 20 conselhos saudáveis para melhorar a qualidade de vida de forma prática e habitual:

1- Um copo de suco de laranja:
Diariamente para aumentar o Ferro e repor a vitamina C.

2- Salpicar canela no café:

Mantém baixo o colesterol e estáveis os níveis de açúcar no sangue.

3- Trocar o pãozinho tradicional pelo pão integral:

O pão integral tem 4 vezes mais fibra, 3 vezes mais zinco e quase 2 vezes mais Ferro que tem o pão branco.

4- Mastigar os vegetais por mais tempo:

Isso aumenta a quantidade de químicos anticancerígenos liberados no corpo. Mastigar libera sinigrina. E quanto menos se cozinham os vegetais, melhor efeito preventivo eles tem.

5- Adotar a regra dos 80%:

Servir-se de menos 20% da comida que costuma comer, evita transtornos gastrintestinais, prolonga a vida e reduz o risco de diabetes e ataques de coração.

6- LARANJA o futuro está na laranja, que reduz em 30% o risco de câncer de pulmão.

7- Fazer refeições coloridas como o arco-íris:

Comer diariamente, uma variedade de vermelho, laranja, amarelo, verde, roxo e branco em frutas e vegetais, cria uma melhor mistura de antioxidantes, vitaminas e minerais.

8- Comer pizza, macarronada ou qualquer outra coisa com molho de tomate:

Mas escolha as pizzas de massa fininha. O Licopeno, um antioxidante dos tomates pode inibir e ainda reverter o crescimento dos tumores; e ademais é melhor absorvido pelo corpo quando os tomates estão em molhos para massas ou para pizza.

9- Limpar sua escova de dentes e trocá-la regularmente:

As escovas podem espalhar gripes e resfriados e outros germes. Assim, é recomendado lavá-las com água quente pelo menos quatro vezes por semana (aproveite o banho no chuveiro), sobretudo após doenças, quando devem ser mantidas separadas de escovas de outras pessoas.

10- Realizar atividades que estimulem a mente e fortaleçam sua memória:

Faça alguns testes ou quebra-cabeças, palavras-cruzadas, aprenda um idioma, alguma habilidade nova... Leia um livro e memorize parágrafos; escreva, estude, aprenda. Sua mente agradece e seus amigos também, pois é interessante conversar com alguém que tem assunto. (Compartilhe conhecimento!)

11- Usar fio dental e evite mastigar chicletes:

Acreditem ou não, uma pesquisa deu como resultado que as pessoas que mastigam chicletes têm mais possibilidade de sofrer de arteriosclerose, pois tem os vasos sanguíneos mais estreitos, o que pode preceder a um ataque do coração.

Usar fio dental pode acrescentar seis anos de vida a sua idade biológica porque remove as bactérias que atacam aos dentes e também o corpo.

12- Rir:

Uma boa gargalhada é um 'mini-workout', um pequeno exercício físico: 100 a 200 gargalhadas equivalem a 10 minutos de corrida. Baixa o estresse e acorda as células naturais de defesa e os anticorpos.

13- Não descascar com antecipação:

Os vegetais ou frutas, sempre frescos, devem ser cortados e descascados na hora em que forem consumidos. Isso aumenta os níveis de nutrientes contra o câncer. Sucos de fruta têm que ser tomados assim que são preparados.

14- Ligar para seus parentes/pais de vez em quando:

Um estudo da Faculdade de Medicina de Harvard concluiu que 91% das pessoas que não mantém um laço afetivo com seus entes queridos, particularmente com a mãe, desenvolvem alta pressão, alcoolismo ou doenças cardíacas em idade temporã.

15- Desfrutar de uma xícara de chá:

O chá comum contém menos níveis de antioxidantes que o chá verde, e beber só uma xícara diária desta infusão diminui o risco de doenças coronárias. Cientistas israelenses também concluíram que beber chá aumenta a sobrevida depois de ataques do coração.

16- Ter um animal de estimação:

As pessoas que não têm animais domésticos sofrem mais de estresse e visitam o médico regularmente, dizem os cientistas da Cambridge University. Os mascotes fazem você sentir-se otimista, relaxado e isso baixa a pressão do sangue. Os cães são os melhores, mas até um peixinho dourado pode causar um bom resultado.

17- Colocar tomate ou verdura frescas no sanduíche:

Uma porção de tomate por dia baixa o risco de doença coronária em 30%, segundo cientistas da Harvard Medical School; vantagens outras são conseguidas atráves de verduras frescas.

18- Reorganizar a geladeira:

As verduras em qualquer lugar de sua geladeira perdem substâncias nutritivas, porque a luz artificial do equipamento destrói os flavonóides que combatem o câncer que todo vegetal tem. Por isso, é melhor usar á área reservada a ela, aquela caixa bem embaixo ou guardar em um tape ware escuro e bem fechado.

19- Comer como um passarinho:

A semente de girassol e as sementes de sésamo nas saladas e cereais são nutrientes e antioxidantes. E comer nozes entre as refeições reduz o risco de diabetes.

20- Uma banana por dia quase dispensa o médico, vejamos:

"Pesquisa da Universidade de Bekeley":

A banana previne a anemia, a tensão arterial alta, melhora a capacidade mental, cura ressacas, alivia azia, acalma o sistema nervoso, alivia TPM, reduz risco de infarto, e tantas outras coisas mais, então, é ou não é um remédio natural, preventivo contra várias doenças?

21- E, por último, um mix de pequenas dicas para alongar a vida:

• Comer chocolate: Duas barras por semana estendem um ano a vida. O amargo é fonte de ferro, magnésio e potássio ✔

• Pensar positivamente: Pessoas otimistas podem viver até 12 anos mais que os pessimistas, além disso, os pessimistas pegam gripes e resfriados mais facilmente, além de serem menos queridos e mais amargos ✔

• Ser sociável: Pessoas com fortes laços sociais ou redes de amigos têm vidas mais saudáveis que as pessoas solitárias ou que só têm contato com a família ✔

• Conhecer a si mesmo: Os verdadeiros crentes e aqueles que priorizam o 'ser' sobre o 'ter' têm 35% de probabilidade de viver mais tempo, e de ter melhor qualidade de vida ✔

Estas dicas não parecem representar grandes sacrifícios não é mesmo? Uma vez incorporados, estas dicas de saúde facilmente tornam-se hábitos.

"Escolha a melhor forma de viver e o costume a tornará agradável. Crie bons hábitos e torne-se escravo deles, como costumamos ser dos maus hábitos" ~Sêneca

Referências:
UOL MAIS: http://mais.uol.com.br/view/136063
Harvard Medical Scool: http://hms.harvard.edu/hms/home.asp
University of Cambrige: School of Clinical Medicine: http://www.medschl.cam.ac.uk
Berkley University of California: http://berkeley.edu/

segunda-feira, 26 de julho de 2010

26 de julho :: Sant'Ana :: Nanã Burukê




Acenda uma vela da cor lilás antes de fazer essa oração

"À minha mãe Nanã,

eu peço a benção e proteção
para todos os passos de minha vida.

À minha mãe Nanã,
eu peço que abençoe o meu coração,
minha cabeça, meu espírito e corpo.

Que aos poderes dados
somente à Senhora das Senhoras,
sejam caridosos e benevolentes,
e me escondam de meus inimigos
ocultos e poderosos.

Minha querida Mãe e Senhora,
tenha piedade de meu coração.
para merecer a sua proteção e caridade.

À minha mãe Nanã, eu lhe devoto minha fé e minhas palavras."

Oração a Sant'Ana

"Oh, tu que não és bendita entre todas as mulheres, Mas que geraste aquela que é; Tu que és, plenamente, uma de nós, irmã de nossas misérias e partícipe de nossas humilhações, Estéril, cujo nome nos chega, entre as brumas da lenda, Tu que alcançaste aquela que alcançou graça diante de Deus, Fonte da fonte e mãe da Mãe que nos foi dada, Roga por nós e pelos pobres frutos de nossos ventres, Doces e amargos frutos que, como tu, queremos dar a Deus. Tu que guiaste a que foi guia do Caminho, Indica-nos a via. Tu que ensinaste a que foi mestra daquele que é a Verdade, Ensina-nos a ensiná-los. Tu que deste à luz a Mãe da Vida, Mostra-nos como gerá-los para a vida eterna. Assim seja!"

Para fazer um pedido a Sant'Ana

"Oh! Mãe da mais ditosa de todas as mães, intercedei por mim junto ao vosso neto Jesus, salvador do mundo, Deus consolador e Pai de misericórdia e alcançai-me a graça de caminhar na santidade e na justiça todos os dias da minha vida, o consolo nas tribulações, a defesa nos perigo, o remédio para os males presentes (......), a defesa para evitar os futuros e sobretudo o dom da perseverança final. Amém!"

Prece a Nanã

"Mãe protectora de todos nós. Senhora das águas opulentas. Deusa das chuvas benévolas. Deixa cair sobre nós a chuva divina da tua bondade fecunda e infinita. Salubá Nanã Buruquê! Purifica com tuas forças nossa atmosfera para que possamos ser envolvidos pelos teus olhos maravilhosos. Saluba Nanã Buruquê!

Salubã Sant'Ana!"

Oração a Nanã

"Oh! Mãe dos mananciais. Senhora da renovação da vida.

Mãe de toda criação.

Orixá das águas paradas. Mãe da sabedoria.

Dai-me a calma necessária para aguardar com paciência o momento certo para tomar minhas decisões.

Que a tua luz neutralize toda as forças negativas à minha volta.

Dai-me a tua serenidade e faz de mim um filho abençoado nos caminhos da paz, do amor e da prosperidade.

Deus salve Nanã Burukê!

Salubã!"


Orixá Nanã

Nanã, também conhecida como Nanã Buruku ou simplesmente Burukê, é de origem Jeje e considerada a mais velha iabáiyabá. Está associada aos abismos e à lama do fundo dos rios, com a qual foram modelados os homens, segundo os mitos. É a mãe de Oxumarê, Iroko e de Omolu (Abaluaê), e altamente respeitada.

Nanã é o princípio, meio e o fim; o nascimento, a vida e a morte.

Ela é a dona do Axé por ser o orixá que dá vida e a sobrevivência, a senhora dos Ibás que permite o nascimento dos deuses e dos homens. É considerada a mãe de todos os demais orixás, por ser um orixá ancestral. Alguns a chamam respeitosamente de "Senhora dos Mistérios", pois Nanã teve participação ativa na criação do mundo

Também a chamam de "Rainha dos Eguns", pela sua ligação com a morte e com os mesmos. Talvez Nanã seja o único orixá capaz de dominar os Eguns, fazendo-os obedecerem-na da forma como bem entender. Nanã não "vira" em pessoas do sexo masculino, portanto só faz eledá em mulheres. Alguns justificam o fato argumentando que Nanã abomina o sexo masculino, por produzirem o esperma (líquido símbolo de Oxalá), que fecunda o óvulo e gera uma nova vida; Nanã é a morte que reside no âmago da vida, a passagem, a transformação, transcende a vida e a morte. É o renascimento manifesto (vida, morte, renascimento, ...)

Principais Qualidades: Iabaim, Obá-Ia, Ajaorci (dona da chuva) e Adjapá (a que não teme a morte).

Sexo: feminino

Elemento: Terra

Símbolo: Ibiri (vassoura de taliças de dendezeiro) que acabou tornando a forma de um cetro. Algumas ialorixás associam o iibiri a um útero, por sua forma, e dizem que ele representa a origem humana.

Cor: Lilás, roxo, e branco rajado de azul.

Oferendas: Conquém, arroz, inhame, mel, e mostarda.

Locais de sua vibração na Terra: Pântanos, lamaçais, lodo, lagos e cemitérios.

Dia da Semana: Segunda-feira.

Saudação: Salubã!

Sincretismo: Sant'Ana.

Palavras Chave referentes ao Arquétipo Psicológico dos filhos de Nanã: maternais, calculistas, briguentos, conselheiros, chorões, afeitos à psicologia, protetores, altivos, compreensivos, fascinantes, dependentes, fechados, criativos, rancorosos, vingativos.


E salve também Santo Antônio de Sant'Ana Galvão!!!

"Ó Deus que inspirastes ao Santo Frei Antônio de Sant'Ana Galvão extraordinária caridade com os enfermos, os aflitos e os escravos de sua época no Brasil, dai-me o vosso espírito de amor para que eu saiba suportar com paciência meus sofrimentos. Intercedei junto a Jesus Cristo, que tanto amaste, e neste momento de dor, (faça o pedido…) não me falte a força e a coragem de suportar a doença; fortalecei meu ânimo onde, passando pelo sofrimento, purifique-me dos meus pecados e também possa ajudar meus irmãos necessitados. Amém!"

Rezar 1 Pai-Nosso, 1 Ave-Maria e 1 Glória ao Pai

Lendas de Nanã:

domingo, 25 de julho de 2010

ॐ Meditação ॐ OM ॐ



A influência das emoções e da mente sobre a recuperação da saúde, são de grande importância. Mente sã, corpo são. 

Jesus disse:


Se lhe perguntarem qual é o sinal
do Pai em vocês, digam-lhes
:
"É um movimento e um repouso"
Evangelho Apócrifo de São Tomé

A meditação OM consiste basicamente ficar emitindo o mantra OM por longos períodos sucessivamente. Nas primeiras vezes que fazemos esse exercício, é bastante interessante que possamos dedicar períodos próximos a uma ou mais horas consecutivas realizando-o. Posteriormente quando o fizermos por curtos períodos, poderemos freqüenciar os estados alterados expansivos de consciência que são provocados mais facilmente. Muito pode ser dito sobre o OM e como fazê-lo, muito mesmo.

Faça-o de modo a poder sentir a vibração cada vez mais profunda e intensa por dentro do corpo, a partir das vísceras subindo rumo ao crânio, detendo a percepção, no tórax, na garganta e dentro da cabeça. No começo isso poderá ser um tanto difícil, com o tempo, ficará automático sentir a vibração no centro do crânio.

Faça variações com a boca e aberta e fechada numa mesma expiração. A idéia é que o som possa ser o mesmo estando a boca tanto de uma forma como de outra, pois ele deverá ser produzido internamente e não na garganta.

Comece e termine num mesmo tom e freqüência, sem forçar a expiração, sem crescentes, sem altos e baixos.

Em algumas oportunidades faça em abientes onde tenham outras pessoas com as quais você esteja interagindo, de uma forma tão sutil que elas não percebam essa sua ação.

Essa prática é uma das mais sutis, porém uma das ações energéticas mais fortes que podemos fazer.

Fazer o OM, quando já estamos freqüenciados com essa práticas em nós mesmos, é um dos intrumentos mais poderosos de concentração e também para quebrar freqüências e movimentos alheios que nos cheguem abrupta, agressiva ou dissonantemente nos desviando de nossa paz interior, de nossa tranquilidade, dos propósitos dos nossos afazeres previamente escolhidos.

Para estimular seus sentidos e lhe ajudar a esvaziar a mente você pode entoar o mantra usando o vídeo abaixo para lhe acompanhar. Coloque-se em posição, deixando as costar retas, respire profundamente e recite o OM olhando as imgens na tela. Deixe os pensamentos fluirem e vá esvaziando sua mente aos poucos, entoe o mantra: 'OMMMMMMMMMMMMMMM-OMMMMMMMMMMMMM...'. Repita esse exercício até sentir-se renovado(a). Namastê!


 
OM (ॐ) é o mantra mais importante do hinduísmo e outras religiões. Diz-se que ele contém o conhecimento dos Vedas e é considerado o corpo sonoro do Absoluto, Shabda Brahman.

O OM é o som do universo e a semente que "fecunda" os outros mantras. O som é formado pelo ditongo das vogais a e u, e a nasalização, representada pela letra m. Por isso é que, às vezes, aparece grafado Aum. Estas três letras correspondem, segundo a Maitrí Upanishad, aos três estados de consciência: vigília, sono e sonho. "Este Átman é o mantra eterno Om, os seus três sons, a, u e m, são os três primeiros estados de consciência, e estes três estados são os três sons.". (Wikipédia)
 


LEIA TAMBÉM: A LINHA DO ORIENTE

Recomendado para você 

sábado, 24 de julho de 2010

Magias e mistério das lunações ★ Bruxas Angelicais



por Clara Luz

A Lua está para a Terra como a criança está para a mãe, a flor para o jardim, o pássaro para o ninho...

A Lua tem quatro fases, e cada fase dura mais ou menos sete dias. Cada mês, portanto, tem uma Lua. Para os Magos, Anjos e para as Bruxas, a Lua tem tantas faces e fases quantas são as variantes das Personalidades.

De modo geral, e para fins mágicos e didáticos, existem treze Luas. Fins didáticos dos Magos e... dos ditos "Normais", são doze as Luas; assim, falarei aqui sobre as doze.

A Lua Crescente é o antigo sinal das antigas Magas e das Sacerdotisas celtas e, ainda hoje, é usado por Magas de Alta linhagem. Esta Lua, em qualquer mês, é sempre sinal de progresso material e crescimento espiritual.

☪ Os meses mais espiritualizados são: março, maio, setembro, dezembro.

☪ Meses intermediários: outubro, novembro, fevereiro.

☪ Meses da prosperidade: os demais meses, com especial atenção para janeiro por ser o primeiro mês do ano, e agosto por causa das crendices e superstições da Terra.

Em agosto, mês regido pelos Arcanjos e por Rafael, em virtude do signo de Virgem, tanto as Luas quanto os Arcanjos e as fadas, enfim, Céu e Terra se desdobram em espalhar consolações e bálsamos, essências e luzes para afastar ou espantar as energias negativas, as vibrações densas, jogadas sobre ele por total desconhecimento, ou por distorsão da verdade. Agosto: mês das interrogações, das exclamações... agosto! Mês de Iemanjá, dos poderosos Arcanjos...

Lua Nova: Núpcias, concepção, renovação, celebrações... Lua Nova:Sol-Lua! Lua-Nova, de onde vem o Mistério do Sopro da Vida! Lua-Nova: Céu cheio de estrelas! Inspiração para novas idéias, novos empreendimentos, novos sonhos... novos seres. A força desta Lua induz às revelações. Ela determina o começo do calendário por ter sido, durante este período, que tiveram início as previsões.

A chegada da Primavera anunciava o início do ano

Na Babilônia, estudava-se o Céu a cada anoitecer até a Lua-Crescente ser vista pela primeira vez. Eram 11 dias de Rituais Religiosos, culminando com a Lua-Cheia.

No calendário Egípcio, o início do mês se dava após a Lua Balsâmica, isto é, no último momento em que a referida Lua era vista e geralmente era antes do nascer do Sol!

São estas relações entre as datas com a Lua-Cheia que imprimem às Lunações um conteúdo mágico, cerimonial, antes mesmo dos Estudos. A Natureza sábia, perfeita, já se incumbia de oferecer, num ritual de harmonia e de beleza, informações preciosas a respeito das qualidades de um determinado momento da vida.


O calendário tem uma relação estreita com a produção agrícola, principal atividade daquela época

A Mesopotâmia abrigava muitos povos, que se guiavam pela Lua. A divisão em 4 partes do mês lunar dá origem ao sistema dos dias sagrados. O sétimo, o décimo quarto, o vigésimo primeiro, o vigésimo oitavo e o décimo nono, este último anômalo, eram considerados especiais, significativos, perigosos. Nestes dias, os videntes não faziam previsões, nem os médicos visitavam os doentes. O conceito sagrado do sábado do Velho Testamento foi derivado da Mesopotâmia e dos seus dias especiais.

O décimo quarto dia, Lua-Cheia, era considerado o mais sagrado, o mais mágico e, por isto, era reservado para descansar, meditar, orar... Era considerado o dia da gratidão; talvez esta gratidão se devesse às seguintes razões: Uma noite muito iluminada que, por seu brilho e por sua luz, favorecia encontros, rituais e celebrações... Era uma noite especial, um ambiente especial, tudo especial. Neste período, era costume acontecer eclipses. Neles se buscavam sinalizações no Céu, que falassem do futuro.

A Lua-Cheia é a culminância do ciclo das Lunações. Ela é a Noite Iluminada, a máxima difusão da Luz Solar no Céu Estrelado. Conforme as antigas tradições, a cada mês, durante este período, acontece uma transmissão de energias, e assim podemos nos contactar melhor com as fontes Cósmicas dos signos. Estas forças que brotam continuamente das doze qualidades básicas do e no sétimo dia, a Luz do Sol no Plenilúnio, iluminando a Noite, simboliza a consciência, clareando as motivações inconscientes.

Tinha que deixar por último a Lua Minguante, porque ela é muito injustiçada.

Posso afirmar que tal injustiça se deve à falta de conhecimento, única e exclusivamente, pois esta Lua é, por assim dizer, aquela que carrega nossas mágoas, que expulsa as energias negativas, que vem com a Lua-Nova quando as crianças nascem, porque se houver alguma perda, é ela quem encaminha a alma que não conseguiu penetrar no mundo. A Lua-Nova sai correndo, voando em busca de outras alegrias. A Lua é pequena, minguante, justamente porque transborda de compaixão, de tristeza, tanto que frequentemente precisa se reenergizar no ar, nas águas do rio, do mar, na própria Terra. Ela é assim como o vinagre, o sal grosso.

Há muitas magias eficazes que podemos fazer nesta lua; por exemplo: pedir para ela minguar uma doença, um relacionamento. A Lua-Minguante usa o anel da mártir, o anel da santa desconhecida.

Lunações: mistérios, segredos, sabedoria, marés das Luas. Procure estar em dia com as casas astrológicas; procure aprender mais sobre as Lunações. Procure, pois você reencontrará a Paz, a Harmonia, o Bem e saberá melhor usar suas energias e fazer suas Magias, que jamais deverão ser Negras! Jamais! Jamais!

Referência: Luz, Clara - "Bruxas Angelicais" ou "Bruxas e Anjos" (2002)

Recomendado para você


quinta-feira, 22 de julho de 2010

Como realizar uma sessão espírita, channeling e círculos espírita



Instruções para realização de uma sessão espírita fechada, sem participação de assistência, seguido a metodologia da astróloga, paranormal e escritora "New Age" norte-americana Gerina Dunwich:
As sessões espíritas podem ser realizadas tanto de dia quanto de noite. Contudo, uma sessão espírita á mais eficiente quando conduzida numa sala escurecida, iluminada apenas por uma vela acesa, ou por uma pequena lâmpada de óleo que deve ser colocada no centro de uma mesa. 

Deverá na sala onde ocorre a sessão espírita, existir uma mesa, a volta da qual sentam-se os participantes. A mesa deverá ser preferencialmente de forma redonda ou oval, e a sala deve ser bem ventilada. Não devem existir nessa sala, onde ocorre a sessão espírita, quaisquer objetos de vidro ou minerais, uma vez que se acredita que tais materiais podem constituir um obstáculo á recepção de certo tipo de espíritos.

A sessão deve ser conduzida numa hora onde não ocorram quaisquer interrupções do mundo exterior. Telefones, televisões, rádios e todo o tipo de aparelho eletronico devem ser desligados, pois alguns deles podem constituir motivo de interrupção ou desconcentração da sessão espírita, ao passo que outros podem gerar emissões energéticas que venham a interferir com as presenças espirituais invocadas, perturbando a comunicação com os espíritos. O ambiente deve ser confortável, e o mais silencioso e sereno possível.

Um fator que contribui também de forma determinante para o sucesso de uma sessão espírita, é a atitude mental positiva da parte das pessoas que nela participam. Não se pede a que quem participe numa sessão espírita que adote uma postura de fervor religioso, contudo ir a uma sessão espírita com a mesma atitude de quem visita um zoológico, para ver macacos, ou vai a um circo para ver palhaços, não é a atitude correta mediante o fenomeno em questão. É por isso imperativa uma atitude positiva e de seriedade para a ocorrência dos fenomenos espirituais. Se algum dos participantes é inexperiente, ou de pouca fé, ou nunca viu os fenomenos espirituais em questão e por isso ainda é um tanto cético, não há qualquer problema nisso. Contudo, pede-se-lhe apenas respeito pelos procedimentos que irão ser realizados, e, sempre, uma atitude positiva.

As sessões espíritas devem ser conduzidas por um mínimo de 3 pessoas, e recomenda-se, por questões de segurança, um limite máximo de 12 pessoas.

Ao menos uma das pessoas participantes na sessão espírita, deve ser médium, ou ter a capacidade de fazer um channeling, isto é, conseguir realizar contato direto com o mundo dos espíritos.

Recomenda-se também evitar que duas pessoas com forte mediunidade participarem da mesma sessão espírita, pois se uma delas hospedarem uma entidade espiritual adversa, oposta ou contraria a força de que a outra pessoa é receptora, pode ocorrer um conflito, com consequências dolorosas e por vezes mesmo trágicas.

Também não devem participar em sessões espírita: pessoas com coração fraco, pessoas facilmente emocionáveis e com um estado psicológico fragilizado, pessoas sofrendo de depressões, distúrbios mentais ou outras patologias psicológicas, e em geral pessoas com uma saúde física ou mental debilitada. Crianças pequenas também não devem participar em sessões espírita. Não devem igualmente participar em sessões espírita pessoas marcadamente cépticas ou com atitudes muito negativas quanto a fenomenos espirituais e religiosos. Jamais deve a sessão ser conduzida com pessoas que se encontrem sob a influência de drogas ou álcool.

É recomendável que a sessão seja documentada, a fim que sejam produzidas provas objetivas dos fenomenos ocorridos durante a mesma. Para tal, recomenda-se o uso de um gravador, a fim de que todas as ocorrências sejam registradas, ou então de um observador externo a sessão, que não interferindo de nenhuma forma, registe todos os eventos ocorridos.

Todos os participantes devem estar sentados confortavelmente em redor da mesa, dando entre si as mãos, e dessa forma realizando um círculo vivo.

Alguns médiuns afirmam contudo, que para que o círculo espírita seja eficientemente realizado, nao é necessário que as pessoas estejam de mãos dadas, mas apenas que coloquem as suas mãos de palmas abertas sobre a mesa.

Uma vez iniciada a sessão espírita, o circulo jamais deve ser quebrado em circunstância alguma. Quebrar o circulo no decorrer de uma sessão espírita, mais que interromper a comunicação com o mundo dos mortos, pode causar graves lesões ao médium, se este se encontrar em transe profundo e for repentinamente trazido de volta. Contudo, em casos da ocorrência de indisposições durante a sessão espírita, é recomendável que a mesma seja imediatamente interrompida, sempre na medida do possível salvaguardando a protecção da integridade física e espiritual do médium.


A sessão deve ser iniciada com a recitação do Salmo 23:

Deus é o meu pastor
Nada me faltará
Em verdes pastagens me faz repousar
Para fontes tranquilas me conduz
E restaura as minhas forças
Ele me guia por bons caminhos por causa do seu Nome
Embora eu caminhe por vale tenebroso
Nenhum mal temerei pois está junto de mim
O teu bastão e o seu cajado deixam-me tranquilo
Diante de mim preparas a mesa
Á frente dos meus opressores
Unges a minha cabeço com óleo
E a minha taça transborda
Sim, felicidade e amor me acompanham
Todos os dias da minha vida
A minha morada é a casa de Deus
Por dias sem fim

As pessoas que participam na sessão espírita, devem concentrar-se séria e fortemente na pessoa falecida que desejam contactar. Caso desejem, podem colocar uma fotografia da pessoa falecida sobre a mesa, se tal facilitar o processo de concentração nessa pessoa.

Ao chamar pelo espírito, deve-se ser paciente. Aguarde por uma resposta com serenidade e com tempo. Por vezes, pode demorar um bom tempo ate que os espíritos sejam contactados com sucesso, ao passo que noutras vezes os espíritos podem aparecer quase automaticamente. Isso sucede, pois o espírito com quem se deseja contactar pode não querer ser contactado, ou pode estar a sofrer algumas dificuldades em fazer-se ouvir. Se o espírito não quiser falar ou ser contactado, não ocorrerá nenhum contato. Também o estado emocional, físico e de saúde do médium pode influenciar o sucesso ou insucesso de uma sessão espírita. Se o médium estiver incapacitado de se concentrar adequadamente devido a constantes interrupções, ou a um estado psicológico perturbado, ou por estar a sofrer de um padecimento físico, ou por se encontrar sob demasiado stress, então a sessão poderá não ter sucesso.

Na sua ação de channeling, o médium pode ser auxiliado por um ajudante ou guia espiritual.

Alguns médiuns da atualidade usam este sistema, até porque representa uma espécie de proteção.

O 'ajudante' é o espírito com quem o médium estabelece contato. É com ele que o médium falará durante toda a sessão, sendo que cabe a esse 'espírito ajudante' dialogar com os outros espíritos invocados e depois transmitir as mensagens ao médium. Dessa forma, o médium apenas comunica diretamente com o seu guia, evitando assim ser invadido e possuído por todos os diferentes espíritos participantes na sessão, o que pode não apenas ser extremamente esgotante, como mesmo e por vezes extremamente perigoso.

Frequentemente, o sinal de contato com um espírito pode ocorrer na forma de sons audíveis, a descida abrupta de temperatura na sala, (frio súbito), a sensação de uma brisa de vento inexplicável, ou a chama da vela que arderá num brilho mais azulado, ou tremeluzindo rapidamente, ou ardendo mais alto. Em alguns casos, o espírito invocado poderá mesmo fazer-se ouvir numa voz incorpórea, ou manifestar-se visivelmente. Podem tambem ocorrer fenomenos análogos aos de poltergeist, com objetos que se deslocam sem que ninguém lhes toque, ou objetos que levitem.

Quando um espírito é contactado com sucesso, deve-se convencionar com ele um sistema de respostas simples, facilmente perceptível e que não induza em erros de interpretação, assim como que funcione na base de perguntas e respostas facultadas através de 'sim' ou 'não'.

Quando um espírito é contactado, deve-se também começar o dialogo com um pequeno conjunto de 'perguntas-teste', que assegurem que o espírito ali presente é efetivamente o espírito invocado, e não um qualquer outro espírito que haja intervido no processo.

É de importância fundamental que o controle da sessão espírita esteja sempre nas mãos do médium, e jamais lhe escape. Caso a sessão comece a fugir de controle, todas as luzes devem ser imediatamente acesas, a vela deve ser apagada e o circulo deve ser rapidamente quebrado, a fim que o processo espiritual de contato seja interrompido sem mais demoras.

Uma sessão nunca deve demorar menos de 1 hora, nem deve execeder as 2 horas.

Uma vez concluída a sessão, o médium deve agradecer aos espíritos invocados, e educadamente instrui-lo no sentido de regressar ao mundo dos espíritos. Apenas depois de assim estar feito, deve o circulo ser quebrado e a vela apagada.

obs.: Por questões de segurança, jamais tente realizar um sessão espírita sem a presença de um médim experiente

Fontes bibliográficas:
"A Witch's Guide to Ghost and the Supernatural", by Gerina Dunwich - Bíblia Sagrada – Pia Sociedade de São Paulo, Brasil


Recomendado para você