Translate

sábado, 11 de maio de 2013

Pretos-Velhos :: 13 de Maio




"NESTA TERRA MOÇO... 
EU RACHEI A MINHA MÃO... 
E nas covas do meu rosto, eu plantei a Solidão... 
Levarei no meu malote, um rosário de apelos... 
Cicatrizes de chicote... 
A Velhice nos cabelos... 

A Esperança adormecida... 
E o nascer para uma Vida... 
Onde não tem Solidão... 
Me de tua mão seu Moço... 
Venha sentir meu Calor... 
Plante a semente comigo... 

QUE AMOR E TRIGO, NA SENZALA VIRA FLOR... 

(Trecho da Música em homenagem aos Pretos Velhos) 

LIVRE É AQUELE QUE LIBERTA... 

Diante disso podemos dizer que:

 “EM CADA NEGRO TEM UM BRANCO QUE A PRINCESA LIBERTOU”

Salve 13 de Maio!"