Translate

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Frases do Marquês de Maricá

"A intolerância religiosa é uma censura, ou condenação da Divindade pela sua tolerância universal."

"A ignorância dócil é desculpável, a presumida e refratária é desprezível e intolerável."

"A grande riqueza para ser tolerada deve manter e divertir os pobres."

Marquês de Maricá (* Rio de Janeiro, 18 de maio de 1773 / + 16 de setembro de 1848)

domingo, 30 de agosto de 2009

CONEAFRO 2009 - SÃO PAULO

O CONEAFRO 2009 - Congresso Estadual das Religiões e Religiosos de Matriz Africana e Afro Brasileiro, versará sobre o tema “Direitos e Deveres uma questão de Organização e União”, tendo por objeto promover a reflexão e o debate sobre as divergências, polêmicas e desencontros de pensamento, que sempre privou as religiões e religioso de ter uma estrutura administrativa, política e social que tenha força para fazer frente e amenizar a intolerância, racismo, preconceito e exclusão social que as religiões de Matriz Africana e Afro Brasileira sofrem diariamente. Para tanto propõem:

1 - O debate, a fim de formular propostas que permita a criação de uma estrutura administrativa, que possa viabilizar a defesa dos direitos e orientar sobre deveres das Religiões e Religiosos de Matriz Africana e Afro Brasileiro perante a Sociedade e aos órgãos públicos.

2 - Criar a construção de mecanismos, que possam promover a escolha de representantes ou a fundação de Instituições no maior número possível de Municípios, para que estes possam escolher os representes a nível Estadual, proporcionando assim um exemplo que poderá nos levar a ter em breve uma instituição nacional que represente o nosso Coletivo.

3 - Formular normas, regimentos e procedimentos administrativos e jurídicos que permitam as religiões e religiosos à liberdade e o direito de escolher de forma democrática quem eles desejam ver representando o coletivo nas questões administrativas, seja no seu Município ou no seu Estado e no País.

4 - Promover a construção de mecanismos que possam preservar a liberdade e particularidade que cada casa, templo, terreiro, casa de Axé ou religioso, ter os seu direito preservado na hora de praticar sua religiosidade, semque o mesmo se sinta intimidado, perseguido ou descriminado. Mas que estejam comprometidos com a moralidade, religiosidade e participação nas questões ligadas a sua cultura religiosa.

5 - Aprovar a formalização jurídica do CONEAFRO, que passara a ser o fórum oficial das religiões e religiosos de Matriz Africana e Afro Brasileira, que terá como obrigação principal realizar os CONGRESSOS MUNICIPAIS a fim de promover as propostas de organização administrativa das religiões e religiosos aprovados pelos participantes do CONEAFRO 2009.

Confirme sua participação ou entre em contato:
Fones: [11] 3453-6175 - 5599-4673 - 8323-9056
site: http://www.coneafro.com.br

sábado, 29 de agosto de 2009

9-9-9 - Abertura do Portal à Era Cristalina




Na quarta-feira, dia 09/09/09 - Abertura do Portal - estaremos realizando um Evento de Lançamento do Projeto - embrionário - da ASA, do Centro Terapêutico, Cultural e Ecológico no Maracanã, também já conhecido e definido como Centro Holístico no Maracanã - CEHOM.

Este Lançamento deverá ter início às 19:00 horas do dia 09/09/09, na Rua Senador Furtado número: 08 - Auditório - no Bairro do Maracanã. Esquina da Rua Mariz e Barros e próximo da Praça da Bandeira. E o Encerramento acontecerá impreterivelmente às 22:00 horas, da seguinte forma, por orientação do Mapa Astrológico feito ontem para o CEHOM:

1. Às 15:45 horas haverá um trabalho de Limpeza e Imantação do Espaço (Espiritual), com o Pai Ronald, circuito interno, na Sala: 405. Sala, Embrião, do CEHOM;

2. Às 17:00 horas podemos realizar a primeira Reunião de Aproximação à ASA (CEHOM), para o Estudo de Caso da VILA AMARELA, exclusivamente, na Sala Administrativa da ASA: 406 (contigua);

3. Às 19:00 horas subiremos para o Auditório do Centro de Desenvolvimento de Competências - CDC do nosso Condomínio de Organizações Sociais, pois estamos pretendendo organizar e realizar uma Palestra, surpresa, gratuita, sob a orientação e coordenação do nosso fraterno Irmão FERNANDO FRATANE, grande Articulador Espiritualista, Palestrante e que trabalha com Cura, por meio de Plantas Medicinais, por orientação Mediúnica;

4. Das 19:00 horas às 19:30 horas faremos o Lanche Solidário:

4. Das 19:30 horas às 21:30 horas, desceremos todos para a Sala: 405, espaço pioneiro do CEHOM, onde segundo orientação do Mapa Astrológico do CEHOM, feito ontem, o "ápice" - o ponto de mutação - do Centro irá acontecer exatamente às 22:00 horas. Às 21:40 horas iniciaremos uma dança circular com TODOS, e fecharemos com uma Oração às 22:00 horas, exatamente.

Solicitações e/ou Recomendações:

1. Recomenda-se o transporte solidário, inclusive devido ser uma área de risco, principalmente quando anoitece;

2. Sempre há vagas para estacionar, principalmente após às 17:00 horas na própria Rua Senador Furtado, mas incentivamos o uso do Estacionamento, pago, localizado na própria Rua Senador Furtado, no sentido do fluxo normal dos carros, no mesmo lado e antes da Sede da ASA (CEHOM);

3. Faremos não exatamente um Coquitel, mas uma Ceia Fraterna e Solidária, exatamente como acontece com os Intervalos / a hora do Lanche no nosso Curso Educação Para a Sustentabilidade, no Solar da Imperatriz no Jardim Botânico.

3.1. Recomendamos assim que TODOS levem os seus quitutes, sucos, refrescos, salgados e doces, mas lembrando sempre que somos todos lacto-vegetarianos

3.2. http://gen.ecovillage.org; www.gaia.org; www.gaiaeducation.org; www.ecovilasbrasil.org; www.terrauna.org.br; www.asaambiental.org.br.

Roberto (ASA/OSCIP)

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Seo Ogum Megê




Ogum é um dos 7 Orixás, cultuado nas religiões de Umbanda e Candomblé; corresponde a São Jorge, Santo Católico, no sincretismo religioso. Seu dia é 23 de abril.

Ogum é o guerreiro, general destemido e estratégico, é aquele que veio para ser o vencedor das grandes batalhas, o desbravador que busca a evolução. O campo de atuação psicológica de Ogum é a linha divisória entre a razão e a emoção. 

Sua Coroa é regente das milícias celestes, guardiãs dos procedimentos e dos seres em todos os sentidos.

Defensor dos desamparados, segundo a lenda, Ogum andava pelo mundo comprando a causa dos indefesos, sempre muito justo e benevolente. Ogum é o ferreiro dos Orixás, senhor das armas e dono das estradas. Irreverente, pois é um Orixá valente, traz na espada tudo o que busca.

Ogum Megê é um desdobramento do Orixá Ogum, é falangeiro deste Orixá, juntamente com: Ogum Beira-Mar, Ogum Rompe-Mato, Ogum Naruê, Ogum Yara, Ogum Dilê e Ogum Matinata, dentre outros.

Seo Ogum Megê é guardião das cercanias da calunga pequena (cemitério) e do entorno de qualquer lugar aonde há pessoas enterradas. Este Ogum, que trabalha na Linha das Almas, é poderoso no desmanche de trabalhos de magia, bem como, quando para o bem, na feitura dos mesmos.

Ogum Megê é muito evocado nas desobsessões e também revela-se grande curandeiro. Estas qualidades do Guerreiro Ogum Megê devem-se ao fato de que gira no astral em perfeita harmonia com seu Abaluiaiê, qualidade que lhe atribuí o Axé de Omulú somado ao Axé de Ogum. Este poder, com licença de Yansã, lhe confere amplo domínio sobre os eguns (espíritos dos desencarnados).

Seo Ogum Megê é também forte aliado povo Megê, africano, e trabalha como fiel escudeiro das maravilhosas entidades na Umbanda que são os Pretos-Velhos. Saravá Seo Ogum Megê, obrigado pela vitória de ontem , hoje e sempre! Ogunhê!

Saravá!

RSSJ / Disponível também em: http://paimaneco.blogspot.com/2009/08/tema-livre-15.html - acessado em: 14 de abril de 2010

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

A voz interior e a fé segundo o Lama





"Sabendo ouvir sua mente você se voltará para fé e para devoção. Você poderá cultivar a alegria em seu íntimo e conseguirá manter o equilíbrio de sua mente."


Publicidade

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Oração a Preto-velho

"Preto Velho,
Mensageiro de Oxalá,
Bastão bendito de Zâmbi,
Obreiro de Obatalá;

Meu pensamento se eleva ao teu espírito e peço Agô,
Que tuas guias sejam o farol que norteia minha vida,
Que vossa pemba trace o caminho certo que devo seguir,
Que vossas palavras, tão cheias de compreensão e bondade, iluminem minha mente, meu coração e minha alma,
Que teu cajado me ampare em meus tropeços;

Ontem te curvastes aos senhores...
Hoje, ajoelho-me aos teus pés pedindo que intercedas junto a Oxalá por mim, por meus familiares e por todos que neste momento clamam por vós,
Maleme se cometi algum erro, derrame paz sobre meu lar para que eu também possa espalhar a luz divina de Obatalá pelo mundo;

Que o brado de todos os Orixás seja o sinal de vitória sobre todas as demandas de minha vida, protegei-me sempre,
Maleme as santas almas se no passado tropecei,
Maleme também para todos os meus inimigos, para que saiam do negrume da vingança e encontrem no Axé de Oxalá a fonte fecunda, clara do amor e caridade. Assim seja.

Saravá!"

de autor desconhecido - editada em 26 de agosto de 2009 por Pai Ronald

terça-feira, 25 de agosto de 2009

O Islã na visão do umbandista



Muitos criticam a religião Islã sem conhecer direito seus preceitos. O que levou a isso foi o fanatismo, fator que torna o religioso cego para a vida e para com o próximo. Quem ama a Alá ama ao seu próximo, ama sua família, ama sua mulher. O fiel temente a Deus sabe que seus atos serão o cálculo de sua paga. Antes de criticar precisamos conhecer bem o objeto deste ato, isso para que possamos sempre fazer críticas construtivas, de outra forma é fofoca. Quando o fofoqueiro abre a boca o mal já está feito, criticar pelo simples prazer de fazer o mal causa estragos enormes nas vidas das pessoas.

O Islam é uma fé bonita, como todas, repleta de sabedoria e mensagens de encher a alama de alegria, o corpo de forças. Como umbandistas devemos respeitar todas as religiões, aprender com elas e compartilhar com seus fiéis nosso conhecimento. Católicos, muçulmanos, judeus, budistas, espíritas, neopentecostais,... somos todos irmãos de jornada neste planeta. No futuro quando a raça humana estiver religada a divindade superior, muito provavelmente não haverá mais guerras. Neste dia Ogum poderá encostar seu bastão da guerra num canto e todos viveremos na paz de Oxalá, afinal Ele mesmo disse: "Paz na Terra aos homens e mulheres de boa vontade".

Selecionei na internet alguns pensamentos da religião islâmica, isso sem grandes pretensões, apenas para mostrar quão belos são seus preceitos e como se assemelham aos das demais religiões. Vivamos todos em paz, na busca de uma era de crescimento humano e espiritual para todos nós, quem ganha é o planeta Terra. Não existe religião melhor nem pior, todas as religiões são irmãs, são como as estrelas no firmamento, cabe ao fiel faze a estrela de sua fé brilhar mais sem querer apagar a Luz da outra. As-salaam-alaykum = A paz esteja contigo. RSJ

"A mulher foi feita da costela do homem, não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual, debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada."

"A verdadeira riqueza de um homem é o bem que ele faz neste mundo."

"Quem quiser plantar saudade, trate de escaldar a semente.
Plante no solo bem duro, onde o Sol seja mais quente.
Pois se plantar no molhado, ela cresce e mata a gente."

(Profeta Maomé)

"Cada nação tem o seu profeta; cada nação tem a sua época."

(Textos Islâmicos)

"Amai-vos um ao outro, mas não façais do amor um grilhão:
Que haja antes um mar ondulante entre as praias de vossas almas.
Encheis a taça um do outro, mas não bebais na mesma taça.
Dai de vosso pão um ao outro, mas não comais do mesmo pedaço.
Cantai e dançai juntos, e sede alegres, mas deixai cada um de vos estar sozinho,
Assim como as cordas da lira são separadas e, no entanto, vibram na mesma harmonia.

Dai vossos corações, mas não confieis a guarda um do outro.
Pois somente a mão da vida pode conter nossos corações.
E vivei juntos, mas não vos aconchegueis em demasia;
Pois as colunas do templo erguem-se separadamente,
E o carvalho e o cipreste não crescem a sombra um do outro."

"Mas o atemporal em você está ciente da atemporalidade da vida, e sabe que o ontem não é mais do que a memória do hoje, e o amanhã o sonho de hoje. E aquilo que canta e contempla em você vive nos limites daquele primeiro momento que espalhou as estrelas pelo espaço."

(Khalil Gibran - O Profeta)

"Não mutilem os animais... Quem for caridoso para com as criaturas inferiores é bondoso para consigo mesmo... Aquele que tem piedade para com um pardal e poupa sua vida, Alá ser-lhe-á misericordioso no dia do julgamento.

Uma boa ação feita a um animal é tão meritória quanto uma boa ação feita a um ser humano, enquanto um ato de crueldade a um animal é tão ruim quanto um ato de crueldade para um ser humano.
É um grande pecado um homem aprisionar os animais que estão em seu poder.

Maomé proibiu todas as brigas de animais e o comércio de peles de animais. O imã islâmico aposentado Al-Hafiz Basheer Ahmad Masri, perito em ensinos islâmicos sobre animais, disse que qualquer interferência no corpo de um animal vivo que cause dor ou deformação contraria os princípios islâmicos." - O Alcorão

Allahu Akbar = Deus é o Grande!

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Curso de Parapsicologia no Terreiro Pai Maneco de Curitiba

Relacionar a Parapsicologia às questões religiosas das tradições afro-brasileiras. Esse é o objetivo da extensão universitária que o curso livre de Parapsicologia das Faculdades Integradas “Espírita” promove no Terreiro de Umbanda Pai Maneco, em Curitiba.

A atividade é divida em cinco módulos, que ocorrem entre agosto e dezembro, no último sábado de cada mês, das 15h às 19h (com exceção do último encontro, que será no dia 12). As aulas serão ministradas pelos professores Reginaldo Hiraoka, coordenador do curso livre de Parapsicologia, e Elirian Mirian Britto.

“Vamos abordar questões como transes, rituais, arquétipos, orixás, curas e mediunidade dentro das tradições religiosas afro-brasileiras”, diz Hiraoka. “A umbanda é uma religião muito rica em fenômenos mediúnicos e paranormais. As FIES inclusive já a estudaram, em convênio com a Universidade de Meiji, no Japão.”
A participação é aberta a todos os interessados, com ou sem conhecimentos em umbanda e fenômenos psi (paranormais). O investimento é de R$ 5 por módulo, com direito a certificado de participação. As inscrições serão realizadas apenas no local, antes das atividades.

Mais informações pelos telefones (41) 3111-1721, das 16h às 21h, e 3111-1745.

O Terreiro de Umbanda Pai Maneco fica na Estrada Nova de Colombo, n.o 5487, bairro Santa Cândida.

Confira a seguir a programação do curso:

- Módulo I: 29/08. Matrizes Religiosas, origens das nações, matrizes cristãs, matrizes africanas, matrizes indígenas e a umbanda brasileira.

- Módulo II: 26/09. Os ritos e mitos e sua importância, os arquétipos de Jung, a mitologia e os ritos na umbanda.

- Módulo III: 31/10. Os fatores psi condutivos: os sons, as músicas, as danças, a meditação, a criatividade, o transe, os sonhos, a incorporação e as drogas.- Módulo IV: 28/11. OS fenômenos psi: ESP (telepatia, clarividência, retrocognição e precognição), PK (curas paranormais, poltergeist e imposição de mãos) e Theta (experiências fora do corpo, experiências de quase-morte, casos sugestivos de reencarnação, lembranças de vidas passadas, apometria, transcomunicação e MOB).- Módulo V: 12/12. OS processos da intuição.

FonteFACULDADES INTEGRADAS “ESPÍRITA” Comunicação Social – Assessoria de Imprensa “Jornalismo”Rua Tobias de Macedo Junior, n. º 333.Bairro Santo Inácio - Curitiba - ParanáFone: (41) 3111-1715Assessora de Imprensa: Jornalista Fernanda Foggiato DRT 6593/PR

domingo, 23 de agosto de 2009

A Responsabilidade do Médium Umbandista



'Nós, médiuns Umbandistas, temos de nos conscientizar de nossa responsabilidade quanto ao atendimento de pessoas em nossas casas. Existem alguns pontos a serem observados.

Nunca devemos pensar que a responsabilidade de um atendimento é toda da entidade, nós também temos uma parcela muito grande de participação em todo o contato com os consulentes. De uma forma simples podemos entender assim: O médium gera uma energia que, ao juntar-se à energia da entidade que venha a incorporar, cria uma terceira energia, que é a que vai atuar durante o atendimento.

Portanto, se uma das energias estiver em desequilíbrio (geralmente é a do médium), isto afetara a eficácia do atendimento. Sendo assim, sempre que formos aos trabalhos devemos tentar ao máximo estarmos equilibrados, e se isto não for possível o correto seria não atendermos diretamente a ninguém, pelo menos até estarmos melhor.

  • Devemos ter muita atenção ao que é falado para as pessoas. Lembremos que muitos que vão até os terreiros, muitas vezes estão desesperados, abalados emocional e psicologicamente e podem interpretar de forma errônea as palavras. Também podemos estar criando ilusões que podem vir a se tornar decepções.
  • Outro ponto a ser considerado é o atendimento a pessoas com algum tipo de doença. Nunca, em hipótese alguma, podemos fazê-la pensar que pode parar com os medicamentos receitados pelo seu Médico simplesmente por estar se tratando também no terreiro, pois se assim for feito e esta pessoa vier a piorar ou até a morrer, podemos ser responsabilizados criminalmente. 
Também não podemos nunca receitar remédios que não sejam de ervas ou naturais e mesmo assim tomando muito cuidado. Sabemos que muitas ervas, se não usadas corretamente, podem causar efeitos colaterais, pois são tóxicas. Lembrem, receitar remédios (de farmácia) sem estar habilitado para isto é exercício ilegal da medicina.

Irmão de fé, vamos ser umbandistas com ética e responsabilidade, não vamos prometer milagres que sabemos não sermos capazes de realizar. Não vamos criar falsas ilusões que venham mais tarde se tornar verdadeiras decepções.

Façamos da Umbanda uma religião de fé e amor, onde todos entendam que temos um caminho e que, ao caminhar por ele, vamos colher os “bônus” mas também pagar os “ônus”.... '

Marco Boeing – Dirigente da ASSEMA/ Curitiba-PR
fonte: http://www.paimaneco.org.br/pai_fernando_textos_artigos_responsabilidade_medium.asp

sábado, 22 de agosto de 2009

Justiça nega proibição de crucifixos em órgãos públicos





"A juíza da 3ª Vara Cível Federal de São Paulo, Maria Lúcia Lencastre Ursaia, determinou que os símbolos religiosos poderão permanecer nos órgãos públicos. A decisão liminar da juíza indeferiu o pedido do Ministério Público Federal (MPF) para a retirada dos símbolos dos prédios públicos. A ação teve início com a representação do cidadão Daniel Sottomaior Pereira, que teria se sentido ofendido com a presença de um crucifixo num órgão público.

No pedido feito dia 31 de julho, o MPF entendeu que a foto do crucifixo apresentada pelo autor desrespeitava o princípio da laicidade do Estado, da liberdade de crença, da isonomia, bem como ao princípio da impessoabilidade da administração pública e imparcialidade do Poder Judiciário.

Porém, a juíza entendeu que não ocorreram ofensas à liberdade de escolha de religião, de adesão ou não a qualquer seita religiosa nem à liberdade de culto e de organização religiosa, pois são garantias previstas na Constituição.

Para a magistrada, o Estado laico não deve ser entendido como uma instituição antireligiosa ou anticlerical. "O Estado laico foi a primeira organização política que garantiu a liberdade religiosa. A liberdade de crença, de culto e a tolerância religiosa foram aceitas graças ao Estado laico e não como oposição a ele.

Assim sendo, a laicidade não pode se expressar na eliminação dos símbolos religiosos, mas na tolerância aos mesmos", afirmou ela, na decisão."

fonte: http://br.noticias.yahoo.com/s/21082009/25/politica-justica-nega-proibicao-crucifixos-orgaos.html

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Saravá Seo 7 Flechas !!!



Ê, ê, ô, Caboclo Sete Flechas no Congá

Ê, ê, ô, Caboclo Sete Flechas no Congá 

Seu Sete Flechas, ele é o Rei da mata 

O seu bodoque atira oi paranga, sua flecha mata

Sarava Seu Sete Flechas, ele é o Rei da mata

O seu bodoque atira oi paranga, sua flecha mata



Você fuma? Não? Liberdade ainda que a tardinha...

As patrulhas morais que rechaçam as auto-indulgências do cidadão comum, por seus pequenos prazeres terrenos, que me perdoem. A geração saúde deve também prezar a boa saúde intelectual. Não é porque eu pago um plano de saúde que dou direito ao estado de me dizer o que devo comer, beber, vestir, ler, fumar, etc. Por incrível que pareça, é recorrente, mesmo entre as pessoas com bom grau de instrução, o argumento de que o estado deve coibir o fumo, devido aos altos custos em que o sistema público de saúde tem para o tratamento de fumantes ativos e passivos. Pois, se o estado tem o direito de cercear o direito de fumar por causa dos seus custos, então ele pode virtualmente vir a comandar por inteiro a minha vida, de acordo com as suas conveniências. Imagine, por exemplo, você ser multado porque ultrapassou sua cota de copos de leite do mês, ou que cada açougue seja obrigado a exibir um cartaz com um sujeito recebendo uma safena na sala de operação. Ridículo não!?

Meu corpo é minha propriedade, minha posse, meu corpo e minha vida não pertencem ao estado. Sobre o princípio do direito de propriedade, que começa com o meu próprio corpo – e também com a alma nele inserta – jaz a minha liberdade, que, como tenho dito, não é uma concessão, por parte de ninguém – e muito menos do estado – mas um atributo da minha vida, tanto quanto eu possa ser considerado uma pessoa tão igual quanto qualquer outra. Qualquer pessoa que tente contestar isto já de antemão se contradiz, pois usa de sua liberdade para se expressar.

O estado, por meio de sua terrível invenção, a Estatística, age quase sempre em termos de uma maioria. Às vezes, age segundo interesse de minorias, o que é pior ainda, desde que estas consigam se sobrepor à vontade dos demais, manipulando sua vontade por meio de intensa publicidade, e é sempre desta forma que assim o denominado “interesse público” é usado para agredir os direitos das minorias, especialmente no caso do cigarro. Nada tem a ver "interesse público" com interesse do público.

É o “interesse público” que se permite invadir o direito de propriedade de um restaurante privado, alegando falsamente que seu espaço é público. É assim que a horda das pessoas insensatas se deixa levar por tão terrível e mal-fundamentada ideologia. Ora, um restaurante privado é um espaço privado; portanto, quem deve dizer se os fumantes podem lá degustar seus cigarros, charutos ou cachimbos deve ser exclusivamente o dono do estabelecimento. Frequenta quem quer. Logo, se o estabelecimento permite que se fume a vontade, resta aos não-fumantes a liberdade de não freqüentá-lo, assim como também assiste aos fumantes o dever de respeitar os espaços privados onde o fumo não seja aceito. Certamente, haverá espaço para ambas as categorias de consumidores.

Todas as pessoas devem ter o seu direito preservado. Não há que se falar em maiorias ou minorias. O caso do cigarro é especialmente emblemático porque os não-fumantes acostumaram-se a pensar que seria lícito agredir o direito dos fumantes, isto após uma massiva campanha anti-tabagismo promovida pelo estado. Foi esta campanha que precedeu e abriu caminho para leis absolutamente agressivas de direitos individuais, como se fossem cândidas normas de bem-estar geral.

Entendido isto muito bem, claro está que a proibição de veicular propaganda de cigarros atenta gravemente contra a liberdade de expressão e o direito de propriedade dos veículos de comunicação, assim como a propaganda obrigatória do Ministério da Saúde nas carteiras é uma clara invasão de propriedade do fabricante do cigarro e do contrato lícito e perfeito que ele celebra com qualquer pessoa que adquira uma delas. No caso específico da propaganda obrigatória veiculada pelo Ministério da Saúde nas carteiras, tenho-a como um verdadeiro assédio moral e psicológico. O hábito de fumar deve também ser respeitado, por se tratar de livre-arbítrio de quem o pratica, mas assim não pensa o Ministério da Saúde. Ao contrário, ele a desrespeita e agride com uma propaganda intensamente agressiva e absolutamente sem decoro. Causa-me muito mais tristeza e angústia ver a propaganda impressa nas carteiras do que propriamente fumar.

A todas as pessoas, fumantes e não-fumantes, divulguem este artigo na conversa com os amigos. Precisamos reverter ou ao menos estagnar este quadro funesto! As leis de restrição ao fumo nada têm de sadias; são apenas meios de que faz uso o estado para controlar a vida privada dos cidadãos – em última instância – roubar-lhes as próprias vidas. É cilada!

Texto redigido a partir do original de Klauber Cristofen Pires

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

O Caboclo d’Água de Guimarães Rosa




No lombo de pedra da cachoeira clara
as águas se ensaboam
antes de saltar.

E lá embaixo, piratingas, pacus e dourados
dão pulos de prata, de ouro e de cobre,
querendo voltar, com medo do poço
da quarta volta do rio,
largo, tranqüilo, tão chato e brilhante,
deitado a meio bote como uma boipeva branca.

Na água parada,
entre as moitas de sarãs e canaranas,
o puraquê tem pensamentos de dois mil volts.
À sombra dos mangues,
que despetalam placas vermelhas,
dois botos zarpam, resfolengando,
com quatro jorros,
a todo vapor.

E os jacarés cumpridos, de olhos esbugalhados,
soltam latidos , e vão fugindo,
estabanados, às rabanadas, espadanando,
porque do fundo do grande remanso, onde ninguém acha o fundo,
vem um rugido , vem um gemido,
tão rouco e feio, que as ariranhas
pegam no choro, como meninos.

O canoeiro que vem no remo, desprevenido,
ouve o gemido e fica a tremer.

É o caboclo d’água,
todo peludo, todo oleoso,
que vem subindo lá das profundas,
e a mão enorme, preta e palmada,
de garras longas,
pega o rebordo da canoinha
quase a virar.

E o canoeiro, de facão pronto,
fica parado, rezando baixo,
sempre a tremer.

Crescendo d’água, lá vem a máscara,
negra e medonha,
de um gorila de olhar humano,
o Caboclo d’água
ameaçador.

E o canoeiro já não tem medo,
porque o Caboclo o olhou de frente,
todo molhado,
com olhos tristonhos, rosto choroso,
quase falando, quase perguntando
pela ingrata Iara,
que, já faz tempo, se foi embora,
que há tantos anos o abandonou...

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Terreiro Pai Maneco - Gira de Abertura - Rio de Janeiro (parte 5)

Subida dos Caboclos, gira de Preto-velho, Erês e seo Zé Pilintra ( Neutra - Malandros ).



domingo, 16 de agosto de 2009

Umbanda, semeando o bem - Caboclo das 7 Encruzilhadas



"A Umbanda tem progredido e vai progredir ainda mais. É preciso haver sinceridade, honestidade. Eu previno sempre aos companheiros de muitos anos: a vil moeda vai prejudicar a umbanda; médiuns irão se vender e serão expulsos mais tarde, como Jesus expulsou os vendilhões do templo.

O perigo do médium homem é a consulente mulher; do médium mulher, o consulente homem.

É preciso estar sempre de prevenção, porque os próprios obsessores que procuram atacar as nossas casas, fazem com que toque alguma coisa no coração da mulher que fala ao pai de terreiro, como no coração do homem que fala à mãe de terreiro. É preciso haver muita moral para que a umbanda progrida, seja forte e coesa. Umbanda é humildade, amor e caridade – essa é a nossa bandeira.

Neste momento, meus irmãos, me rodeiam diversos espíritos que trabalham na umbanda do Brasil: caboclos de Oxossi, de Ogum, de Xangô. Eu, porém, sou da falange de Oxossi, meu pai, e não vim por acaso, trouxe uma ordem, uma missão.

Meus irmãos, sede humildes, tende amor no coração, amor de irmão para irmão, porque vossas mediunidades ficarão mais puras, servindo aos espíritos superiores que venham trabalhar entre vós. É preciso que os aparelhos estejam sempre limpos, os instrumentos afinados com as virtudes que Jesus pregou na Terra, para que tenhamos boas comunicações e proteção para àqueles que vêm em busca de socorro nas casas de umbanda.

Meus irmãos, meu aparelho já está velho, com 80 anos a fazer, mas começou antes dos dezoito. Posso dizer que o ajudei a se casar, para que não estivesse a dar cabeçadas, para que fosse um médium aproveitável e que, pela sua mediunidade, eu pudesse implantar a nossa umbanda. A maior parte dos que trabalham na umbanda, se não passaram por esta Tenda, passaram pelas que saíram desta casa.

Tenho uma coisa a vos pedir: se Jesus veio ao planeta Terra na humildade de uma manjedoura, não foi por acaso; assim o Pai determinou. Podia ter procurado a casa de um potentado da época, mas foi escolher naquela que poderia ser sua mãe um espírito excelso, amoroso e abnegado. Que o nascimento de Jesus e a humildade que Ele demonstrou na Terra sirvam de exemplo a todos, iluminando os vossos espíritos, extraindo a maldade dos pensamentos ou das práticas. Que Deus perdoe as maldades que possam ter sido pensadas, para que a paz reine em vossos corações e nos vossos lares.

Fechai os olhos para a casa do vizinho; fechai a boca para não murmurar contra quem quer que seja; não julguei para não serdes julgado; acreditai em Deus e a paz entrará em vosso lar. É dos Evangelhos. Eu, meus irmãos, como o menor espírito que baixou a Terra, porém amigo de todos, numa comunhão perfeita com companheiros que me rodeiam neste momento, peço que eles observem a necessidade de cada um de vós e que, ao sairdes deste templo de caridade, encontreis os caminhos abertos, vossos enfermos curados, e a saúde para sempre em vossa matéria. Com um voto de paz, saúde e felicidade, com humildade, amor e caridade, sou e sempre serei o humilde Caboclo das Sete Encruzilhadas.”

Transcrição de gravação feita em 1971 pela Sra. Lilia Ribeiro, diretora da TULEF (Tenda de Umbanda Luz, Esperança, Fraternidade - RJ) de mensagem do Caboclo das Sete Encruzilhadas, ditada através do médium Zélio de Moraes.

Dando o que tem




"Um sábio chegou à cidade de Akbar, mas as pessoas não deram muita importância. Conseguiu reunir em torno de si apenas alguns jovens, enquanto o resto dos habitantes ironizava seu trabalho.

Passeava com os poucos discípulos pela rua principal, quando um grupo de homens e mulheres começou a insultá-lo. Ao invés de fingir que ignorava o que acontecia, o sábio foi até eles e abençoou-os.

Ao sair dali, um dos discípulos comentou:

- Eles dizem coisas horríveis, e o senhor responde com belas palavras.

O sábio respondeu:

- Cada um de nós só pode oferecer o que tem."

Postado por Paulo Coelho, no
G1, em 16 de agosto de 2009 às 00:13

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Cumprindo as tarefas





"Sua tarefa é descobrir o seu trabalho e, então, com todo o coração, dedicar-se a ele"

~Buda

Terreiro Pai Maneco - Gira de Abertura - Rio - pte.3

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Os ensinamentos de Vovô Conrado






"..., você não está aqui por acaso. Prometi ao nêgo Maneco ensinar uma porção de coisas para você. Está vendo coisas estranhas, mais saiba, meu filho, que cada um viaja como pode. Uns vão andando, outros com essas máquinas de vocês e outros de canoa. Mas no fim, está o lugar onde todos devem chegar",...

Guimarães, Fernando - Grifos do Passado - pg. 95


domingo, 9 de agosto de 2009

FELIZ DIA DOS PAIS - Oxalá Babá!

Ser pai é ser companheiro,
construindo no ninho familiar a grandeza dos filhos,
para alicerçar valores que edificam a sociedade.

Ser pai é ser jardineiro,
plantando raízes de virtudes com mãos delicadas,
para que o lar seja sementeira de luz e de verdade.

Ser pai é ser herói,
protegendo o espaço sagrado de seu templo-família,
cultivando no coração dos filhos o germe da harmonia.

Ser pai é ser fonte de vida,
inaugurando nossa história com gestos de amor,
renovando perenemente a herança da criação.

Ser pai é ser poeta,
declamando com carinho os versos de sua vivência,
para cultivar e enobrecer os projetos de nossa existência.

(Autor desconhecido)

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

A satisfação plena

"Devemos buscar satisfazer a alma, pois esta satisfaz o corpo. A satisfação do corpo, somente, não é garantia de uma alma satisfeita. A satisfação da alma é o sustento da vida."

Mestre Chin - Povo do Oriente - através do médium: Ronald Stresser

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Sabedoria



"Aprenderemos com os que sabem mais e ensinaremos os que sabem menos" 
- Caboclo das Sete Encruzilhadas


quarta-feira, 5 de agosto de 2009

terça-feira, 4 de agosto de 2009

A Cabocla Guaraciara e a medicina



"Nos dias de hoje, os remédios modernos da Terra são, as vezes, mais eficientes que as ervas; mesmo não sendo recomendado que os Espíritos receitem pelos médicos. Senão porquê estudam tanto?"

Cabocla Guaraciara
____ Fonte: Guimarães, Fernando M. - Grifos do Passado - pg.152


segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Abertura da Gira do Pai Maneco no Rio


Ontem iniciamos os trabalhos do Terreiro do Pai Maneco no Rio de Janeiro, foi um trabalho muito alegre e repleto de Axé. Contamos com a presença do Pai Fernando d'Ogum, que tocou a Gira. Vieram também: Pai Leo, Mãe Lucilia, Pai Beco, Pai Jussaro, Mãe Ritinha, juntamente com pais e mães pequenas, capitães, ogãs, engoma e vários médiuns, nossos amigos e amigas do TPM de Curitiba.

No trabalho deste domingo, 02 de agosto de 2009, pudemos sentir, ter a certeza de que estamos trilhando o caminho certo, ditado por Oxalá através de Ogum: do seo Akuan, Pai Maneco, Vovô Miguel, seo Junco Verde, dos Caboclos Sete Flexas e da Cachoeira. Saravá seo Exu Caveira e seo Tranca Ruas, laroiê! Estamos todos juntos e misturados. Agradecemos imensamente o Axé, na certeza de estarmos contribuindo para que este mundo seja um lugar melhor e mais alegre para se viver.

Temporariamente estamos trabalhando na União Espiritista de Umbanda do Brasil, em espaço gentilmente cedido pelo seo Pedro Miranda, presidente da UEUB. As giras tem data móvel; avisaremos ao público interessado em participar no momento oportuno, através das mídias digitais ao nosso alcance.

SARAVÁ!

Ronald Stresser
Pai de Santo
TPM- RJ

Anúncio:

domingo, 2 de agosto de 2009

Pai Maneco no Rio de Janeiro

É hoje a gira de abertura dos trabalhos do Terreiro do Pai Maneco no Rio de Janeiro. Saravá nosso pai Oxalá! Todos os Santos estão com a gente.

Quem quiser chegar o endereço é:

Rua Conselheiro Agostinho, 52 - Todos os Santos

União Espiritista de Umbanda do Brasil

Saravá!