Translate

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

A Última Mensagem de Krishnamurti



Jiddu Krishnamurti (జిడ్డు కృష్ణ మూర్తి) nasceu na Índia, em Madanapalle, 11 de maio de 1895 e fez sua passagem ao mundo espiritual em Ojai, EUA, 17 de fevereiro de 1986. Krishnamurti foi um filósofo e místico indiano. Entre seus temas estão incluídos revolução psicológica, meditação, conhecimento, relações humanas, a natureza da mente e a realização de mudanças positivas na sociedade global. Constantemente ressaltou a necessidade de uma revolução na psique de cada ser humano e enfatizou que tal revolução não poderia ser levada a cabo por nenhuma entidade externa seja religiosa, política ou social.
Na manhã do dia 7 de fevereiro de 1986, Mary Zimbalist perguntou a Krishnamurti se podia responder a uma pergunta que Mary Cadogan tinha escrito para ele. Ele pe­diu para Mary lê-la. Era o seguinte: 'Quando Krishnaji morrer, o que realmente acontecerá com esse extraordinário foco de compreensão e ener­gia que é K?'

K respondeu imediatamente e Mary anotou: 'Terá partido. Se alguém penetrar totalmente nos ensinamentos, talvez possa tocá-lo; mas so­mente tentar tocá-lo não resolve'. E, após um momento, acrescentou: 'Se vocês apenas soubessem o que perderam — aquele vasto vazio'.

A pergunta de Mary Cadogan provavelmente ainda estava na cabeça de K quando, no meio da manhã, ele chamou Scott e pediu-lhe que gravasse algo que queria dizer. 'A voz dele estava fraca', observou Mary, mas falou com grande ênfase'. As palavras estavam entrecortadas por pausas como se fosse um esforço pronunciá-las:

"Eu estava dizendo esta manhã que, por setenta anos, esta superenergia — es­ta imensa energia, imensa inteligência — tem usado este corpo. Não creio que as pessoas compreendam a tremenda energia e inteligência que fluíam através deste corpo — é uma máquina de doze cilindros. E durante setenta anos — um longo tempo — e agora o corpo não agüenta mais. Ninguém, a menos que o corpo tenha sido preparado, muito cuidadosamente, protegido e assim por diante — ninguém pode compreender o que acontecia com o cor­po. Ninguém. Não pretendam compreender. Ninguém. Repito isso: ninguém entre nós ou o público sabe o que aconteceu. Eu sei que não sabem. E agora, depois de setenta anos, isso chegou ao fim. Não aquela inteligência e ener­gia, ela está aqui, todos os dias, e especialmente à noite.

E, após setenta anos, o corpo não pode mais suportar — não suporta mais. Não pode. Os indianos têm muitas superstições idiotas sobre isso — que o corpo obedece à nossa vontade e todos os tipos de tolices. Vocês não encontrarão outro corpo como esse, ou aquela suprema inteligência operando em um corpo, por muitas cen­tenas de anos. Vocês não verão isso outra vez. Quando ele partir, partiu. Não há consciência alguma deixada para trás daquela consciência, daquele esta­do. Todos pretenderão ou tentarão imaginar que poderão entrar em contato com aquilo. Talvez possam de algum modo se viverem os ensinamentos. Mas ninguém tem feito isso. Ninguém. E então este é o fato."

Quando Scott pediu para ele esclarecer o que dissera pois temia que pudesse ser mal interpretado, K ficou `muito aborrecido' com ele e disse: 'Você não tem direito de interferir nisso'. Ao dizer para Scott não interferir, parece evidente que K queria que essa declaração fosse conheci­da por todos os interessados.

K viveu apenas nove dias mais. Ele desejava morrer e queria saber o que aconteceria se o tubo fosse removido. Disseram-lhe que ficaria rapidamente desidratado. Ele sabia que tinha o direito legal de tirar o tubo, mas não queria causar possíveis problemas a Mary ou ao médico; além dis­so, 'o corpo' ainda estava sob sua responsabilidade; portanto, até o fim, ele continuou cuidando dele.

Fonte: Lutyens, Mary - Vida e Morte de Krishnamurti - Editora Teosófica

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

St. Jude Thaddeus :: Patron of Hopeless & Desperate Cases



feast day: October 28

Are you faced with a desperate situation? The prayer to St. Jude printed below helps remind us that nothing is impossible with God, even help when you’re at your wit’s end. Considering that thanksgiving notes appear in newspapers to this patron saint of desperate cases, praying to him must have some effect!

St. Jude was one of the twelve Apostles. Mark’s (3:18) and Matthew’s (10:3) gospels refer to him as Thaddeus (a surname meaning “amiable or “loving”), possibly in part to distinguish him from Judas Iscariot, our Lord’s betrayer! John’s gospel refers to him in the last supper as “Judas… not the Iscariot” (14:22).

The evangelist no doubt wanted to make sure that he would not be confused with the man Jesus Himself referred to as the “son of perdition” in John 17:11!

This prayer to St. Jude touches on that:

Oh glorious apostle St. Jude, faithful servant and friend of Jesus, the name of the traitor who delivered thy beloved Master into the hands of His enemies has caused thee to be forgotten by many, but the Church honors and invokes thee universally as the patron of hopeless cases - of things despaired of.

Pray for me who am so miserable; make use, I implore thee, of that particular privilege accorded thee of bringing visible and speedy help where help is almost despaired of.

Come to my assistance in this great need, that I may receive the consolations and succor of heaven in all my necessities, tribulations and sufferings, particularly (mention your request), and that I may bless God with thee and all the elect throughout eternity.

I promise thee, O blessed St. Jude, to be ever mindful of this great favor, and I will never cease to honor thee as my special and powerful patron, and to do all in my power to encourage devotion to thee.

Amen!

For a Special Favor

O glorious Apostle St. Jude, true relative of Jesus and Mary, I salute you through the Most Sacred Heart of Jesus. Through this Heart, I praise and thank God for all the graces He has bestowed upon you. Humbly prostrate before you, I implore you through this Heart to look down upon me with compassion. Despise not my poor prayer and let not my trust be in vain. To you has been assigned the privilege of aiding mankind in the most desperate cases. Oh, come to my aid that I may praise the mercies of God. All my life I will be grateful to you and will be your faithful client until I can thank you in heaven.

Amen.

For Spiritual Help

Glorious apostle, martyr, and servant of Jesus, St. Jude Thaddeus, you spread the true faith among the most barbarous and distant nations, and won to the obedience of Jesus Christ many tribes and peoples by the power of His Holy Word. Grant, I beg you, that from this day I may renounce every sinful habit, that I may be preserved from all evil thoughts, that I may always obtain your assistance, particularly in danger and difficulty, and that I may reach the heavenly country, with you to adore the Most Holy Trinity, the Father, Son, and Holy Spirit, forever and ever. Amen.

For Help in Trials

Most holy apostle St. Jude, faithful servant and friend of Jesus, the name of the traitor who delivered your beloved Master into the hands of His enemies has caused you to be forgotten by many. But the Church honors and invokes you universally as the patron of hopeless cases--of things despaired of. Pray for me who feels so hopeless. Make use, I implore you, of that particular privilege accorded to you of bringing visible and speedy help where help is almost despaired of. Come to my assistance in this great need, that I may receive the consolations and succor of heaven in all my necessities, tribulations and sufferings, in particular (mention your intention), and that I may bless God with you and all the elect throughout eternity. I promise you, O Blessed St. Jude, to be ever mindful of this great favor, and I will never cease to honor you as my special and powerful patron, and to do all in my power to encourage devotion to you.

Amen.


Novena To St. Jude

DAY ONE

O blessed apostle St. Jude, who labored zealously among the Gentiles in many lands, and performed numerous miracles in needy and despairing cases, we invoke you to take special interest in us and our needs. We feel that you understand us in a particular way. Hear our prayers and our petitions and plead for us in all our necessities especially request. May we be patient in learning God's holy will and courageous in carrying it out. Amen.

St. Jude, pray for us….. My Jesus, mercy.

DAY TWO

O blessed apostle Jude, who has been instrumental in gathering us here together this day, grant that we may always serve Jesus Christ as he deserves to be served, giving of our best efforts in living as he wishes us to live. May we dispose our hearts and minds that god will always be inclined to listen to our prayers and petitions, especially those petitions which we entrust to your care and for which we as you to plead for us request. Grant that we may be enlightened as to what is best for us, in the present and future, not forgetting the blessings we have received in the past. Amen.

St. Jude, pray for us……. My Jesus, mercy.

DAY THREE

O holy St. Jude, apostle of Jesus Christ, you who have so faithfully and devotedly helped to spread his Gospel of Light, we who are gathered together today in your honor, ask and petition you to remember us and our needs. Especially do we pray for request. May it also please our Lord to lend an ear to your supplications in our behalf. Grant that we may ever pray with fervor and devotion, resigning ourselves humbly to the divine will, seeing God's purpose in all our trials and knowing that he will leave no sincere prayer unanswered in some way. Amen.

St. Jude, pray for us…….. My Jesus, mercy.

DAY FOUR

Saint blessed Jude, you were called to be one of Christ's chosen apostles and labored to bring men to a knowledge and love of God; listen with compassion to those gathered together to honor you and ask your intercession. In this troubled world of ours we have many trials, difficulties, and temptations. Plead for us in the Heavenly court, asking that our petitions may be answered, especially the particular one we have in mind at this moment request. May it please God to answer our prayers in the way that he knows best, giving us grace to see his purpose in all things. Amen.

St. Jude, pray for us….. My Jesus, mercy.

DAY FIVE

O holy St. Jude, apostle and companion of Christ Jesus, you have shown us by example how to leas a life of zeal and devotion. We humbly entreat you today to hear our prayers and petitions. Especially do we ask you to obtain for us the following favor request. Grant that in praying for present and future favors we may not forget the innumerable ones granted in the past but often return to give thanks. Humbly we resign ourselves to God's holy will, knowing that he alone knows what is best for us especially in our present needs and necessities. Amen.

St. Jude, pray for us…… My Jesus, mercy.

DAY SIX

St. Jude, apostle of Christ and helper in despairing cases, hear the prayers and petitions of those who are gathered together in your honor. In all our needs and desires may we only seek what is pleasing to God and what is best for our salvation. These, our petitions request we submit to you, asking you to obtain them for us, if they are for the good of out souls. We are resigned to God's holy will in all things, knowing that he will leave no sincere prayer unanswered in some way though it may be in a way unexpected by us. Amen.

St. Jude, pray for us….. My Jesus, mercy.

DAY SEVEN

O holy apostle Saint Jude, in whose honor we are gathered today, may we never forget that our Lord and Savior Jesus Christ chose you to be one of twelve apostles. Because of this and of the martyrdom you suffered for the Faith, we know you are a close friend of Almighty God. Therefore we do not hesitate to petition you in our necessities, especially request. We humbly submit ourselves to the will of God, knowing full well that no sincere prayer is ever left unanswered. May we see god's good and gracious purpose working in all our trials. Amen.

St. Jude, pray for us……. My Jesus, mercy.

DAY EIGHT

O holy Saint Jude, apostle of Christ, pray that we may ever imitate the Divine Master and live according to His will. May we cooperate with the grace of God and ever remain pleasing in His sight. Especially do we ask you to plead for us and obtain whatsoever is necessary for our salvation. Forget not our special petitions request. May we always be thankful to God for the blessings we have received in the past. Whatsoever we ask for the present or future, we submit to the divine will, realizing that God knows best what is good for us. We know He will respond to our prayers and petitions in one way or another. Amen.

St. Jude, pray for us…… My Jesus, mercy.

DAY NINE

O holy Saint Jude, apostle and martyr, grant that we may so dispose our lives that we may always be pleasing to God. In working out our salvation in this life we have many needs and necessities. Today we turn to you, asking you to intercede for us and obtain for us the favors we ask of God. Especially do we petition for request. May we not so much seek temporal good but rather what will avail our souls, knowing that it will profit us nothing if we gain the whole world yet suffer the loss of our soul. Therefore, may we incline ourselves toward the divine will, seeing God's good and gracious purpose in all our trials. Amen.

St. Jude, pray for us. My Jesus, mercy.

Amen!


Clique aqui e veja as orações para São Judas Tadeu em português.

Recomendado para você

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Rabindranath Tagore - O Grande Mestre



Rabindranath Tagore (em bengali: রবীন্দ্রনাথ ঠাকুর) nasceu no dia 7 de maio de 1861 e fez sua passagem para o mundo espiritual em 7 de agosto de 1941. Como poeta, romancista, músico e dramaturgo, reformulou a literatura e a música bengali no final do século XIX e início do século XX. 

Como autor de Gitanjali e seus "versos profundamente sensíveis, frescos e belos", sendo o primeiro não-europeu a conquistar, em 1913, o Prêmio Nobel de Literatura. Tagore foi talvez a figura literária mais importante da literatura bengali. 

Foi um destacado representante da cultura hindu, cuja influência e popularidade internacional talvez só poderia ser comparada com a de Gandhi, a quem Tagore chamau "Mahatma" devido a sua profunda admiração por ele.

Tagore já escrevia poemas aos oito anos e com dezesseis anos, publicou sua primeira poesia substancial (Sun Lion) sob o pseudônimo Bhanushingho, escrevendo seus primeiros contos e dramas em 1877. Tagore condenava a Índia britânica e sempre apoiou sua independência. Seus esforços resistiram em seu vasto conjunto de regras e na instituição que ele fundou, a Universidade Visva-Bharati.

Tagore modernizou a arte bengali desprezando as rígidas formas clássicas. Seus romances, histórias, canções, danças dramáticas e ensaios falavam sobre temas políticos e pessoais. Gitanjali (Ofertas de Música), Gora (Enfrentamento Justo) e Ghare-Baire (A Casa e o Mundo) são suas mais conhecidas obras. Seus versos, contos e romances foram aclamados por seu lirismo, coloquialismo, naturalismo e contemplação. Tagore escreveu também os hinos de Bangladesh e Índia - Hino nacional de Bangladesh e Jana Gana Mana.

"No dia em que a flor de lótus desabrochou / A minha mente vagava, e eu não a percebi. / Minha cesta estava vazia e a flor ficou esquecida. / Somente agora e novamente, uma tristeza caiu sobre mim. / Acordei do meu sonho sentindo o doce rastro / De um perfume no vento sul. / Essa vaga doçura fez o meu coração doer de saudade. / Pareceu-me ser o sopro ardente no verão, procurando completar-se. / Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim, / Que ela era minha, e que essa perfeita doçura / Tinha desabrochado no fundo do meu coração."

Esse poema mostra o lirismo suave e contido de Tagore; seu nome é "Flor de Lótus".


Rabindranath Tagore nasceu numa família abastada e teve uma educação tradicional. Estudou direito na Inglaterra entre 1878 e 1880. Retornou à Índia e passou a administrar as propriedades rurais da família.

Cedo manifestou sua vocação poética. Seus primeiros versos foram reunidos nos livros "Canções da Noite" e "Canções da manhã". Escrevendo em língua bengali, Tagore experimentou depois quase todos os gêneros literários. Publicou poemas, contos, romances e ensaios. Seus versos têm um tom de cativante humanidade e atraem pela mensagem universal.

Em 1901, Tagore fundou uma escola de filosofia em Santiniketan. Escreveu poemas místicos entre 1902 e 1907, tocado pela morte da esposa e de dois de seus filhos. Alguns desses poemas estão coligidos em sua obra mais conhecida, "Oferenda Lírica", publicado em 1910. A repercussão internacional dessa obra lhe valeu a indicação para o Prêmio Nobel de Literatura, recebido em 1913. Dois anos depois, recebeu o título de cavaleiro britânico.

Rabindranath Tagore tornou-se um escritor de prestígio e passou a receber convites para palestras e encontros em diversos países. Em 1919, renunciou ao título de Sir, em protesto à política inglesa em relação à Índia.

A partir de 1921, Tagore passou a divulgar o ensino da Universidade Internacional de Visva-Bharati, que ajudou a fundar.

A atuação pública de Tagore foi um fator grande da aproximação entre a cultura ocidental e a oriental. Tagore chegou a ser aclamado por Mahatma Gandhi como "o grande mestre".

Rabindranath Tagore teve uma vida longa e iluminada, desencarnou em Bengala, aos 80 anos.


Frases célebres

"Compreendemos mal o mundo e depois dizemos que ele nos decepciona"

"Onde o espírito não teme, a fronte não se curva"

"Há triunfos que só se obtêm pelo preço da alma, mas a alma é mais preciosa que qualquer triunfo"

"Aos que me são queridos, deixo as coisas pequenas. As grandes são para todos"

"Não podes ver o que és. O que vês é a tua sombra"

"Se fechar a porta a todos os erros, a verdade ficará lá fora"

"Quanto maiores somos em humildade, tanto mais próximos estamos da grandeza"

"O meu poema é a resposta da alma ao apelo do universo"

"Nem por crescer em poder chegará o falso a ser verdadeiro"

"O trabalho só nos cansa, se não nos dedicarmos a ele com alegria"

"O único mundo da mulher é o coração do homem"

"Se de noite chorares pelo sol, não verás as estrelas"

"O maior vai de boa mente com o mais pequeno. O medíocre vai sozinho"

"O amor é um mistério sem fim, já que não há nada que o explique"

"O poder infinito de Deus não está na tempestade, mas na brisa"

"Os homens são cruéis, mas o homem é bom"

"A inteligência aguda e sem grandeza tudo fura e nada move"

"É tão fácil esmagar, em nome da liberdade exterior, a liberdade interior"

"Formosura, procura encontrar-te no amor, não na adulação do espelho"

"A falta de amor é um grau de imbecilidade, porque o amor é a perfeição da consciência"

"O homem mergulha na multidão para afogar o grito do seu próprio silêncio"

"A noite abre as flores em segredo e deixa que o dia receba os agradecimentos"

"Cada criança ao nascer, nos trás a mensagem de que Deus
não perdeu as esperanças nos homens
"

Tuite as frases do mestre Tagore para seus seguidores e ajude assim a despertar a humanidade do sono profundo no qual a maioria ainda se encontra!

Namastê!

Tagore e Gandhi
"É hora de partir, meus irmãos, minhas irmãs
Eu já devolvi as chaves da minha porta
E desisto de qualquer direito à minha casa.
Fomos vizinhos durante muito tempo
E recebi mais do que pude dar.
Agora vai raiando o dia
E a lâmpada que iluminava o meu canto escuro
Apagou-se.
Veio a intimação e estou pronto para a minha jornada.
Não indaguem sobre o que levo comigo.
Sigo de mãos vazias e o coração confiante
."


Fontes: Wikipédia - uolEducação - pensador.info

Traga para sua casa a obra de Rabindranath Tagore e ilumine-se através do conhecimento!

Recomendado para você

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Credo Cristão-Espiritista (Credo Eclético)

Creio em Deus-Pai, Todo Poderoso, Onipresente, Criador de todas as coisas, visíveis e invisíveis.

Creio em Jesus Cristo - Nosso Senhor, - Filho Primogênito de Deus, Luz da Luz, Senhor Eleito do Senhor Supremo, e Verdadeiro Deus; gerado, mas não feito para o pecado ou fins ilícitos, agora em consubstancial perfeição espiritual no seio do Pai e supremo criador de todas as coisas, o qual, por amor de nós e para nossa Salvação, desceu entre nós e encarnou-se por Decreto Divino, em Maria Santíssima e tornou-se Homem!

Foi, também, pelos homens, crucificado, sob o poder de Pôncio Pilatos; padeceu injúrias e foi sepultado; ressuscitou, no terceiro dia, segundo as antigas escrituras originais. Subiu ao Céu, está assentado à Direita do Pai, de onde há de vir, um dia, julgar os vivos e os chamados "Mortos", e o seu reino não terá fim.

Creio na Igreja Universal de Cristo, una, santa, cordial, evangélica, pura, humilde, apostólica e modelo de fé, semeando Amor e Caridade com exemplos decididos de renúncia, altruísmo e abnegação, acima de sectarismo belicoso e de todos os conflitos religiosos do mundo!

Creio no Batismo Espiritual, como caminho que desperta o arrependimento e como a ajuda para a penitência dos erros e culpas, para alcançar por fim, a remissão dos pecados do Espírito sobre o corpo.

Espero a ressurreição espiritual dos chamados "Mortos" em outras vidas de aperfeiçoamento e a imortalidade da vida, através dos renascimentos sucessivos, nos séculos futuros.

Amém!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Pai Nosso Eclético Universal

Pai Nosso, que estais no Infinito das alturas, dos mundos, dos sóis e dos céus;

Santificado seja vosso nome, aqui na Terra e em todo Universo;

Venha a nós o vosso Reino de Amor e Sabedoria;

Seja feita a vossa vontade, assim na Terra como no Absoluto do Eterno e do Imutável;

O pão nosso de cada dia, dai-nos hoje e sempre, tanto para o Espírito, como para o sustento do corpo;

Perdoai as nossas culpas, paixões e maldades, assim como devemos perdoar e amar a todos os nossos devedores em ofensas e crimes, segundo vossas Leis de Amor Universal;

E não nos deixeis cair em tentação do erro e do pecado - tanto da mente como do corpo; quer exterior quer interior;

E, livrai-nos de todo mal, tanto tangível como intangível.

Assim Seja!

Livrai-nos Senhor, nós vo-lo pedimos na mais profunda e secreta súplica, a nós, que somos vossos servos humildes, de todos os males e assaltos negativos, passados, presentes e futuros, tanto da alma como do corpo;

Dai-nos pela vossa Suprema Bondade, a paz e a saúde e sede-nos propício, a fim de que possamos elevar-nos até a vossa presença, iluminados e redimidos, pelo nosso passado e pelo nosso presente, pela intercessão da Bem Aventurada e piedosa Mãe Maria Santíssima, do Precursor São João Batista, de Jesus Vosso Filho e nosso Senhor, e dos Apóstolos São Pedro, São Thiago Maior, São Paulo, Santo André, São Thiago Menor, São João Evangelista e de todos os Santos, Discípulos, profetas e Mártires, imolados em todos os tempos pela glória de vossa causa divina e eterna.

Amém!

sábado, 23 de outubro de 2010

São Tiago Menor




São Tiago Menor, rogai por nós
O dia 23 de outubro é celebrado pela Igreja Ortodoxa Grega como o dia de São Tiago Menor. 

Também conhecido como Saint James, the less. 

Na Igreja Católica Apostólica Romana sua festa é celebrada no dia 3 de maio.

Tiago é chamado de o Jovem ou o Justo, nome dado a ele na lista dos discípulos feita por Mateus, Marcos e Lucas e ainda mencionado nos Atos dos Apóstolos. 

Ele era filho de Alphaeus e de Maria, uma prima de da Virgem Maria, era conhecido como "o menor" apenas para distingui-lo de Tiago, "o maior" (irmão de João) que era mais velho e bem mais alto. De acordo com Marcos (15:40) ele estava com as mulheres Maria (chamada de mãe de Tiago por Marcos, 16:1)e Maria Madalena na crucificação de Jesus .Ele é também chamado (Mt 27:56) primo em primeiro grau de Jesus.

Ele é o mais controvertido e estudado dos apóstolos

Este Tiago seria o mesmo "Tiago da Epistola de Tiago" que começa chamando a si próprio de "servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo" o que pode indicar que isso era um título oficial da Igreja da época. Tiago usa o tom de autoridade de quem era bem conhecido na Igreja e acostumado a usar de sua autoridade.

Autoridades bíblicas consideram este Tiago, filho de Alphaeus como Tiago "irmão do senhor", mas modernos escolares acham que talvez tenha havido dois com o nome de Tiago, um filho de Alphaeus e um dos 12 apóstolos; e o outro o "irmão de Jesus", que seria um primo em primeiro grau ou um filho de José do seu primeiro casamento. Estudiosos sustentam que José era viuvo quando foi escolhido para se casar com a Virgem Maria para ser o pai de Jesus; e tinha vários filhos sendo um deles de nome Tiago. (Judas, Justus, Tiago e Simão e as filhas Assia e Lídia).

Temos ainda que Tiago fala dos apóstolos no tempo passado e não se identifica como sendo um deles, uma aparente distinção entre o Tiago da Epístola e o Apóstolo Tiago citado em Co. 15:7; além do elegante estilo literário grego usado pelo autor da Epístola, bem diferente do que seria usado por um camponês da Galiléia.

O nome Tiago o menor, é definitivamente referido ao filho de Alphaeus por causa da referencia de Marcos em 15:40 onde ele é chamado de Tiago menor ou Tiago, o jovem(teria sido o primeiro bispo de Jeruzalem, e um dos pilares da igreja o qual São Paulo consultou sobre os Evangelhos) e de acordo com o judeu convertido Heggesippus, do segundo século e um historiador eclesiástico, Tiago foi atirado do alto de seu templo pelos fariseus e depois apedrejado lá pelos anos de 62 DC. Isto vem de encontro com o historiador judeu contemporâneo Josephus, que relata que o Bispo James (Bispo Tiago) foi apedrejado e que viveu apenas o suficiente para perdoar os seus assassinos. Por isto Tiago é chamado também de "O Justo". São Euzébio acha que a catástrofe que acabou mais tarde com Jerusalém foi devido a ira do Senhor com o tratamento dado a este justo homem na primavera de 62.
  • Importa lembrar que para judeus e gregos, à época, não havia palavras distintas para os familiares (exceto pelos mais próximos, como pais e avós, filhos e netos), chamando todos de irmãos (o que hoje chamaríamos de parentes).

São Tiago Menor nos convida à perseverança nas provações e à oração confiada, diz o Papa

"Ele nos convida à perseverança nas provações aceitas com alegria e à oração confiada para obter de Deus o dom da sabedoria, graças ao qual chegamos a compreender que os verdadeiros valores da vida não estão nas riquezas transitivas, mas no saber compartilhar as próprias substâncias com os pobres e necessitados".

Bento XVI também afirmou que "a fé deve se realizar na vida, sobretudo no amor ao próximo e particularmente no compromisso com os pobres".

E lembrando algumas das afirmações do Apóstolo das Gentes, São Paulo, o Santo Padre explicou que enquanto "São Paulo se opõe ao orgulho do homem que pensa que não precisa do amor de Deus que nos previne, opõe-se ao orgulho da auto-justificação sem a graça doada e não merecida; Tiago fala, ao contrário, das obras como fruto normal da fé".

Finalmente o Papa convidou, com São Tiago, a "nos abandonar nas mãos de Deus em tudo o que fizermos".

Papa Bento XVI - Vaticano - 28/06/2006

São Tiago nos escreve: “Também os demônios crêem em Jesus e tremem de medo


Citações Bíblicas sobre Tiago Menor

"Eis os nomes dos doze apóstolos: o primeiro, Simão, chamado Pedro; depois André, seu irmão. Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão. Filipe e Bartolomeu. Tomé e Mateus, o publicano. Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu." São Mateus 10,2-3

"Não é este o filho do carpinteiro? Não é Maria sua mãe? Não são seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas?" São Mateus 13,55

"Entre elas se achavam Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu." São Mateus 27,56

"Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, aos quais pôs o nome de Boanerges, que quer dizer Filhos do Trovão. Ele escolheu também André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Tadeu, Simão, o Zelador;" São Marcos 3,17-18

"Não é ele o carpinteiro, o filho de Maria, o irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? Não vivem aqui entre nós também suas irmãs? E ficaram perplexos a seu respeito." São Marcos 6,3

"Achavam-se ali também umas mulheres, observando de longe, entre as quais Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, o Menor, e de José, e Salomé," São Marcos 15,40

"Passado o sábado, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, e Salomé compraram aromas para ungir Jesus." São Marcos 16,1

"Simão, a quem deu o sobrenome de Pedro; André, seu irmão; Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Simão, chamado Zelador; Judas, irmão de Tiago; e Judas Iscariotes, aquele que foi o traidor." São Lucas 6,14-16

"Eram elas Maria Madalena, Joana e Maria, mãe de Tiago; as outras suas amigas relataram aos apóstolos a mesma coisa." São Lucas 24,10

"Tendo entrado no cenáculo, subiram ao quarto de cima, onde costumavam permanecer. Eram eles: Pedro e João, Tiago, André, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelador, e Judas, irmão de Tiago." Atos dos Apóstolos 1,13

"Ele, acenando-lhes com a mão que se calassem, contou como o Senhor o havia livrado da prisão, e disse: Comunicai-o a Tiago e aos irmãos. Em seguida, saiu dali e retirou-se para outro lugar." Atos dos Apóstolos 12,17

"Depois de terminarem, Tiago tomou a palavra: Irmãos, ouvi-me, disse ele." Atos dos Apóstolos 15,13

"No dia seguinte, Paulo dirigiu-se conosco à casa de Tiago, onde todos os anciãos se reuniram." Atos dos Apóstolos 21,18

"Depois apareceu a Tiago, em seguida a todos os apóstolos" ICor 15,7

"Dos outros apóstolos não vi mais nenhum, a não ser Tiago, irmão do Senhor." Gálatas 1,19

"Tiago, Cefas e João, que são considerados as colunas, reconhecendo a graça que me foi dada, deram as mãos a mim e a Barnabé em sinal de pleno acordo" Gálatas 2,9

"Pois, antes de chegarem alguns homens da parte de Tiago, ele comia com os pagãos convertidos. Mas, quando aqueles vieram, retraiu-se e separou-se destes, temendo os circuncidados." Gálatas 2,12

"Tiago, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo, às doze tribos da dispersão, saúde!" São Tiago 1,1

"Judas, servo de Jesus Cristo e irmão de Tiago, aos eleitos bem-amados em Deus Pai e reservados para Jesus Cristo." São Judas 1,1


sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Salmo XXII: “Deus ouve o clamor do pobre”

O Salmo 22 deve ser lido para estimular a força de vontade diante das provações apresentadas pela vida. Para casos desesperados, abrir caminhos e atrair a alegria.

1. Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? por que estás afastado de me auxiliar, e das palavras do meu bramido?

2. Deus meu, eu clamo de dia, porém tu não me ouves; também de noite, mas não acho sossego.

3. Contudo tu és santo, entronizado sobre os louvores de Israel.

4. Em ti confiaram nossos pais; confiaram, e tu os livraste.

5. A ti clamaram, e foram salvos; em ti confiaram, e não foram confundidos.

6. Mas eu sou verme, e não homem; opróbrio dos homens e desprezado do povo.

7. Todos os que me vêem zombam de mim, arreganham os beiços e meneiam a cabeça, dizendo:

8. Confiou no Senhor; que ele o livre; que ele o salve, pois que nele tem prazer.

9. Mas tu és o que me tiraste da madre; o que me preservaste, estando eu ainda aos seios de minha mãe.

10. Nos teus braços fui lançado desde a madre; tu és o meu Deus desde o ventre de minha mãe.

11. Não te alongues de mim, pois a angústia está perto, e não há quem acuda.

12. Muitos touros me cercam; fortes touros de Basã me rodeiam.

13. Abrem contra mim sua boca, como um leão que despedaça e que ruge.

14. Como água me derramei, e todos os meus ossos se desconjuntaram; o meu coração é como cera, derreteu-se no meio das minhas entranhas.

15. A minha força secou-se como um caco e a língua se me pega ao paladar; tu me puseste no pó da morte.

16. Pois cães me rodeiam; um ajuntamento de malfeitores me cerca; transpassaram-me as mãos e os pés.

17. Posso contar todos os meus ossos. Eles me olham e ficam a mirar-me.

18. Repartem entre si as minhas vestes, e sobre a minha túnica lançam sortes.

19. Mas tu, Senhor, não te alongues de mim; força minha, apressa-te em socorrer-me.

20. Livra-me da espada, e a minha vida do poder do cão.

21. Salva-me da boca do leão, sim, livra-me dos chifres do boi selvagem.

22. Então anunciarei o teu nome aos meus irmãos; louvar-te-ei no meio da congregação.

23. Vós, que temeis ao Senhor, louvai-o; todos vós, filhos de Jacó, glorificai-o; temei-o todos vós, descendência de Israel.

24. Porque não desprezou nem abominou a aflição do aflito, nem dele escondeu o seu rosto; antes, quando ele clamou, o ouviu.

25. De ti vem o meu louvor na grande congregação; pagarei os meus votos perante os que o temem.

26. Os mansos comerão e se fartarão; louvarão ao Senhor os que o buscam. Que o vosso coração viva eternamente!

27. Todos os limites da terra se lembrarão e se converterão ao Senhor, e diante dele adorarão todas as famílias das nações.

28. Porque o domínio é do Senhor, e ele reina sobre as nações.

29. Todos os grandes da terra comerão e adorarão, e todos os que descem ao pó se prostrarão perante ele, os que não podem reter a sua vida.

30. A posteridade o servirá; falar-se-á do Senhor à geração vindoura.

31. Chegarão e anunciarão a justiça dele; a um povo que há de nascer contarão o que ele fez.

Fonte: Bíblia Sagrada - Livro: Salmos - Salmo 22 / Imagens: Salmo 22 recitado em Ebreu: http://www.kumah.org/

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Nostradamus

Michel de Nostredame, mais conhecido sob o nome de Nostradamus, nasceu em 14 de Dezembro de 1503 em Saint-Rémy-de-Provence e foi um dos maiores astrólogos e profetas da historia da humanidade. Tão famoso como controverso e até mesmo contestado, o legado profético de Nostradamus não permite contudo que se possa ignorar o peso da sua obra nos círculos ocultistas e astrológicos.

Nostradamus era filho de Jaumet (ou Jacques) de Nostredame e Reynière (ou Renée) de Saint-Rémy. Nostradamus foi o mais velho de 8 filhos do casal Nostredame. O nome Nostredame vem do seu bisavô judeu, que escolheu o nome de Pierre de Nostredame quando da sua conversão ao catolicismo.

Nas biografias, costuma-se dizer que Nostradamus foi médico, contudo algumas teses mais recentes afirmam que Nostradamus nunca concluiu os seus estudos de medicina, sendo que exerceu antes a profissão de Farmacêutico/Boticário, ao mesmo tempo que estudava e praticava a astrologia e a alquimia. Nostradamus sofria de Epilepsia psíquica, assim como alguns problemas ósseos e pulmunares.

Nostradamus ficou historicamente famoso pelos seus estudos astrológicos, assim como pelos seus dons proféticos. Contudo, se as práticas astrológicas de Nostradamus são fáceis de explicar, ninguém sabe ao certo qual o método que Nostradamus usaria para produzir as suas famosas e admiráveis profecias. Existem alguns relatos do próprio quanto a este método profético, contudo são demasiadamente vagos. Diz-se que Nostradamus teve em sua posse um ancestral livro de saberes proféticos com grande poder, e que depois de escrever a sua ultima profecia o destruiu, por temer que essa obra caísse nas mãos erradas. Não se sabe se isto se trata apenas de uma lenda.

Nos tempos em que a peste negra atingiu a Europa, Nostradamus conseguiu bons resultados na luta contra a peste, em parte através da aplicação de práticas de higiene pública e técnicas de higiene pessoal. No entanto uma tragédia atingiu sua vida. O homem que tantos resultados tinha obtido na sua luta contra a peste negra, acabou sendo vitima da doença da pior forma: perdeu a sua esposa e filhos, que morreram da doença que infestou a Europa naquela época. Ele ficou devastado, e há quem afirme que foi este o ponto de mutação em sua vida.

Nostradamus casou segunda vez com Anna Gemella, e teve 6 filhos. Foi então que se dedicou séria a aprofundadamente aos estudos astrológicos e às artes proféticas. Começou a escrever as suas Centúrias, ao mesmo tempo que alcançou boa fama e muito dinheiro por publicar anualmente almanaques astrológicos, o que fez por mais de dez anos, ganhando considerável fortuna.

Os Almanaques da Nostradamus versavam desde estudos astronômicos a astrológicos. Os dados astronômicos continham informações preciosas para os agricultores e as suas colheitas, ao passo que as previsões de astrologia desvendavam as influencias astrológicas dos astros sobre este mundo; o que constituía um instrumento precioso para a burguesia, para os mercadores e homens de negócios, que procuravam antecipar tanto vantagens como obstáculos, de forma a prosperar nas suas atividades.

Por tudo isso, o sucesso dos almanaques de Nostradamus foi estrondoso, tanto junto da classe rural mas letrada, como da classe burguesa e urbana, e mesmo das classes nobiliárquicas. Nostradamus ganhou assim uma sólida reputação. Diz-se contudo que a sua dor pela perda da sua primeira esposa e filhos, levou-o a aprofundar os conhecimentos esotéricos e ocultistas. Há quem afirme que secretamente, Nostradamus procurava contactar com os falecidos e amados familiares.

Seja como for, Nostradamus trabalhava arduamente de dia dando consultas a todos os que procuravam sua sabedoria astrológica, enquanto de noite se refugiava em seu estúdio, para praticar suas artes esotéricas. Neste estúdio, rodeado de ancestrais livros secretos e instrumentos místicos, por longas noites, escorreram pela sua pena as revelações escritas nas suas famosas centúrias.

Nostradamus sempre afirmou que as suas profecias não se tratavam de eventos fatalmente destinados a concretizarem-se, mas antes constituíam um aviso à humanidade. Nostradamus afirmava que os trágicos eventos por ele profetizados podiam não suceder. Contudo, Nostradamus também avisava que se a humanidade não alterasse seu comportamento, os terríveis destinos previstos pelas suas visões viriam a se tornar realidade.

O livro de centúrias escrido por ele contém versos codificados que seriam previsões do futuro. Alguns defendem que as mensagens de Nostradamus não estão codificadas, mas antes são revelações proféticas oferecidas por espíritos, e que todas as visões proféticas são por natureza altamente simbólicas. Outros encontram na historia o motivo da codificação das mensagens proféticas de Nostradamus.

No período histórico em que Nostradamus viveu, qualquer pratica ocultista ou mística, era considerada herética e demoníaca pela Inquisição Católica. A inscrição das revelações proféticas em versos, oferecia então ao público um poema aparentemente infensivo, livrando assim Nostradamus do martelo da Inquisição, famosa pelas suas hediondas torturas e mortes injustificadas. Entretanto, nem mesmo este instrumento poético salvou Nostradamus da perseguição da Inquisição, e não fosse a influencia protetora da rainha, Catarina de Médicis, Nostradamus teria certamente acabado na fogueira.

As previsões de Nostradamus revelam eventos que vieram a tornar-se realidade. Entre tais eventos, podemos enumerar:

I. A previsão da morte do rei Henrique II com detalhes

II. Previsão acertada da vida e existência de Napoleão, com detalhes físicos descritivos de um chefe de estado séculos antes do seu nascimento

III. A fundação dos Estados Unidos da América, 500 anos antes da sua ocorrência

IV. Previsão acertada da 1ª e 2ª guerra mundial

V. A previsão do nascimento e vida de Hitler, com o detalhe de ter acertado no nome de uma figura histórica 5 séculos antes dela nascer

VI. A invenção das armas nucleares, submarinos, helicópteros e aviões

VII. O assassinato de Kennendy

VIII. Após ocorrência da 2ª guerra mundial uma outra 3ª catástrofe de escala mundial (a qual todos nós Guerreiros da Luz lutamos para que não venha a se tornar realidade)

Há quem afirme que o atentado de 11 de Setembro também se encontra previsto nas centúrias de Nostradamus, contudo neste ponto existe muita controvérsia, pois ultimamente parecem ter aparecido alguns escritos adulterados.

Fato

Até hoje, as previsões de Nostradamus tem-se verificado infalíveis.

Nostradamus teve contato com três reis de França (Henrique II, Francisco II e Carlos IX); e graças a rainha Catarina de Médicis, esposa do primeiro e mãe dos seguintes, Nostradamus ganhou a preferência da rainha, pois previu com exatidão a morte do rei, assim como o futuro de todos os filhos da monarca, sem falhar em nenhuma circunstância.
Por ultimo, Nostradamus previu sua própria morte, e como sempre, não falhou, fez sua passagem para a esfera espiritual em 2 de julho de 1566, em Salon-de-Provence, vítima de um edema cárdio-pulmonar.

Acertou a data de sua própria morte, e deixou um legado profético tão famoso, como contestado e polêmico. No entanto, ninguém poderá negar que Nostradamus foi um dos maiores astrólogos e profetas da história da humanidade.


segunda-feira, 18 de outubro de 2010

São Lucas † 18 de Outubro



São Lucas, rogai por nós
São Lucas, o evangelista, é o patrono dos pintores e médicos, ele é o autor do terceiro livro dos evangelhos que tem o seu nome e do Atos dos Apóstolos. Médico, São Lucas é tido como sendo um grego da Antiópia (moderna Turquia). Que era medico é confirmado por uma passagem em Colossians (4:14) na qual São Paulo descreve Lucas como "amado medico". 

Um convertido na nova fé, ele acompanhou São Paulo na sua segunda jornada missionária em torno dos anos 51 d.C. e permaneceu 6 anos em Philippi, na Grécia e foi na terceira jornada com Paulo, que incluiu o famoso naufrágio as costas de Malta. 

Ele permaneceu com Paulo durante sua prisão. Paulo escreveu três vezes sobre Lucas no Novo Testamento: em Colosians, em Timoteo e em Philomon. É possível deduzir a presença de Lucas com Paulo nas jornada missionarias pelas varias passagens no "Atos dos Apóstolos" (16:10-17; 20:5-21:18; 27:1-28:16). Em 66 d.C., Lucas voltou para a Grécia onde se acredita que veio a falecer com a idade de 84 anos "repleto do Espirito Santo".

Vários "Atos" relatam que foi martirizado, embora vários escolares acreditam que isto seriam lendas não confiáveis. Ele é tido como tendo visitado a Virgem Maria e se acredita que ele teria pintado vários quadros da Virgem Maria em especial o lindo quadro conhecido como o de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Seu trabalho estaria preservado em Roma na "Santa Maria Magiore", embora as datas das pinturas seriam bem depois dos tempos apostólicos. O seu evangelho definidamente foi escrito para os gentios.

Um dos aspectos mais interessantes de Lucas é que frequentemente fazia a justaposição de um história de um homem com a de uma mulher. Por exemplo, a cura dos demoníaco (Lu 4:31-37) e seguida da cura da sogra de Pedro (4:39-39), o escravo do centurião é curado (7:1-11) e o filho da vviuva de Nain é curado, o Geranese demoníaco é curado (8:26-39) seguido pela cura da filha de Jairus e da mulher com hemorragia (8:40-56).

Quadro de Nsa Senhora
atribuído a São Lucas
Lucas também menciona as mulheres que assistiam Jesus no seu ministério (8:1-3). Assim diferente de todos os outros evangelistas São Lucas descreve um Jesus que se preocupa com o cuidado e a salvação das mulheres. 

Talvez por isso, provavelmente Lucas teria aprendido muito a respeito de Jesus com a Virgem Maria. 

Somente ele e Mateus descrevem elementos obscuros ou escondidos da vida privada de Jesus, antes de Seu ministério público. Ainda, ao mencionar a sogra de Pedro, ele deixa claro e de maneira natural que Pedro era casado.

Lucas enfatiza a misericórdia e o amor de Deus para com a humanidade. Ele é o único que descreve a parábola da ovelha desgarrada, do Bom Samaritano, do filho pródigo, de Dives e Lázaro. Ele é também o único que descreve o perdão de Jesus a Maria Madalena (Luc7:47), a promessa ao bom ladrão e sua oração para seus executores. Ele é também o único evangelista a registrar a "Ave Maria", o "Magnificat", o "Benedictus", e o "Nunc Dimittis" que são todos usados na Liturgia das Horas (orações da noite, tarde e manhã). Lucas enfatiza o chamado para a oração, a pobreza, a pureza de coração, o quais teriam um apelo especifico aos gentios.

Lucas também escreveu os "Atos dos Apóstolos" que é também conhecido com "Atos do Espirito Santo". É uma continuação do que conta em seu evangelho, embora os Atos talvez tenham sido escritos primeiro. De acordo com os escolares São Euzébio e São Jerônimo, os Atos foram escritos durante a prisão de São Paulo, embora Santo Irineu já pense que foram escritos após a morte de São Paulo, lá pelos anos 66 d.C. Euzébio diz que o evangelho foi escrito antes da morte de Paulo, Jerônimo diz que foi depois e a tradição antiga diz que foi escrito pouco antes da morte de Lucas, quase no século segundo.

O evangelho teria sido escritos entre 70 e 85 d.C., possivelmente na Grécia .Os atos do apóstolos detalham a igreja nos tempos de 35 a 63 d.C., demonstrando um estilo de prosa soberbo, e um estilo de quem presenciou a fé.


Certas passagens dos Atos escrito na primeira pessoa do plural, são usualmente usadas para indicar que o escritor estava com São Paulo em parte da sua segunda jornada missionária e sem dúvida na viagem que ambos fizeram a Itália e estavam juntos quando o navio naufragou ao largo da costa de Malta (Acts 16:10ff:20:5ff 27-28). São Paulo diz nas suas cartas quando preso: "Lucas é a minha única companhia".


Durante o martírio de Paulo, Lucas nunca saiu do seu lado. Lucas sem dúvida conversava muito com Nossa Senhora, a mãe de Jesus, e com São João. As suas relíquias foram trasladadas para Constantinopla e Pádua.

De acordo com a Igreja Católica Ortodoxa Grega, São Lucas sempre andava com uma pintura de Nossa Senhora com ele, e ela foi o instrumento de varias conversões. 

Na verdade ele foi um grande artista e grande escritor, e suas narrativas inspiraram grandes escritores e grandes mestres da arte, mas as pinturas existente da Virgem, as quais é dito que ele teria pintado, são trabalhos de datas bem mais recentes. 

Não obstante alguns julgam que a pintura de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro teria sido pintada por ele.

Pinturas excepcionais de S.Lucas são as de Roger van Weyden, na Pinacoteca de Munique, Alemanha, de Jean Grossaert em Praga e a de Rafael na Academia de São Lucas em Roma.

Oração

"Ó Deus que lhe escolhestes São Lucas para revelar em suas palavras e escritos o mistério do vosso amor para com os pobres, concedei aos que já se gloriam do vosso nome, perseverás num só coração e numa só alma e a todos os povos do mundo ver a vossa salvação.

Por vosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo.

Ó Senhor nos abençoe, nos livre de todo o mal, nos conduza a vida eterna, Amém.

São Lucas evangelista, rogai por nós."

Hino

"Cantemos em São Lucas a vitória
Do mestre da palavra cristalina,
Que acompanhou São Paulo e teve a glória
De ouvir sua doutrina.

Evangelista do Divino Infante,
Da Virgem Mãe e do perdão de Deus,
Do Verbo feito homem caminhante
E da Ascensão aos Céus;

Fez a história da Igreja primitiva,
Onde crepitam, límpidas e ardentes,
As labaredas da fogueira viva
No coração dos crentes.

Médico santo, esteja à nossa beira,
Para, junto de nós, nos confortar,
Quando, ao bater da hora derradeira,
Deus a Si nos chamar.

Ao Pai do Céu se eleve o nosso canto,
Louvor e glória a Cristo Redentor,
Bendigamos no mesmo hino de amor
O Espírito Santo."

Prece

"Invoquemos o nosso Salvador que, destruindo a morte, iluminou a vida por meio do Evangelho, e peçamos humildemente:

Confirmai a vossa Igreja na fé e na caridade.

Vós que, por meio de doutores santos e insignes, fizestes resplandecer de modo admirável a vossa Igreja, fazei que brilhe sempre nos cristãos o esplendor da sua doutrina.

Vós que perdoastes os pecados do vosso povo quando os santos pastores Vos suplicavam como Moisés, santificai, por sua intercessão, a vossa Igreja com uma contínua purificação.

Vós que no meio dos fiéis consagrastes os santos pastores, infundindo neles o Espírito Santo, enchei do mesmo Espírito todos os que governam o vosso povo.

Vós que fostes a herança dos santos pastores, não permitais que se perca nenhum dos homens resgatados com o vosso Sangue.

Amém!"