Translate

terça-feira, 30 de abril de 2019

Você é Yogi, Bhogi ou Rogi?




Sri Satya Sai Baba
VIII - A Dieta como Sadhana

"16... Para alcançar os quatro objetivos da vida humana - dharma (retidão), artha (prosperidade), kama (preenchimento dos desejos) e moksha (libertação do cativeiro) -, é condição básica ter saúde física e mental.

Doença é o sentimento de desconforto e perturbação por conta da perda de temperamento, harmonia ou equilíbrio que afetam as condições tanto físicas quanto psíquicas. Isto decorre por duas razões: alimentação errada e atividades errôneas (ahara ou vikara). 

É mais sábio previnir doenças que correr atrás de remédios, depois que ela tenha acontecido ou crescido, escapando ao controle.

Yogi é o homem contente, concentrado em Deus.
Bhogi é o homem curtindo prazeres sensuais.
Rogi é o homem cavalgado pela enfermidade.

As pessoas podem viver mais longa e sadiamente se se concentrassem em comer o mínimo. Preces regulares duas vezes ao dia darão força e coragem, que podem aumentar a resistência às doenças. Quando alguém lhe oferece um copo d'água você diz imediatamente obrigado. Muito maior deve ser sua gratidão para Deus, que zela por você e o protege contra todos os perigos que o ameaçam. Toda atividade deve ser dedicada a Deus, o Deus Supremo. Ele então proverá sanidade física e mental..."
Sai Baba
____
Fonte: "Sadhana - O Caminho Interior - Os ensinamentos luminosos de SAI BABA", Ed. Nova Era, 4ª Edição, pág. 197 - Imagem: Sri Sathya Sai Baba (web:https://sathyasaibaba.wordpress.com/tag/inward-path/)

NOTA: Sadhana ou Abhyasa é um termo sânscrito (em devanagari: साधनम्) e significa prática espiritual, é a prática diária do Yoga ou do tantra, para levar o praticante à meta do Yoga, (moksha).

Śri Sathya Sai Baba (1926/2011), nome de nascimento Sathyanarayana Raju, nasceu em uma pequena aldeia localizada no Sul da Índia, aproximadamente 170 km ao norte de Bangalore. Era um guru, líder espiritual, místico, filantropo e educador, considerado por muitos como um avatar. 

domingo, 28 de abril de 2019

Oração Armadura de Deus




"Pai celeste, eu agora pela fé, clamo a proteção da Vossa armadura, para que possa permanecer firme contra satanás e todo o seu exército e, em nome do Senhor Jesus, vencê-lo.

Tomo a Vossa verdade contra as mentiras e os erros do inimigo astucioso.

Tomo a Vossa justiça para vencer os maus pensamentos e as acusações de satanás. 

Tomo o equipamento do Evangelho da paz e deixo a segurança e os confortos da vida para combater o inimigo. 

E, acima de tudo, tomo a Vossa fé para barrar o caminho da minha alma às dúvidas e incredulidades.

Tomo a Vossa salvação e confio em Vós para proteger o meu corpo e a minha alma contra os ataques de satanás.

Tomo a Vossa Palavra e peço para que o Espírito Santo me capacite a usá-la eficazmente contra o inimigo, a cortar toda a escravidão e a libertar todo o cativo de satanás, no poderoso Nome de Jesus Cristo, meu Senhor.

Revisto-me desta armadura, vivendo e rezando em completa dependência de Ti, Bendito Espírito Santo.

Amém!"

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Pare com os pensamentos errantes usando a meditação





"Na meditação, encontre o objeto de concentração que apela mais ao seu temperamento, o objeto que a experiência prova ser o mais efetivo para induzir a condição de concentração mental.

Os primeiros quinze minutos da meditação são tão cansativos para os iniciantes, que eles buscam e encontram uma desculpa para terminar a prática, falhando desse modo em sua busca. 

Eles talvez concluam que realmente estão fatigados, ou pensar que devem cuidar de outro dever mais importante. Mas o fato é que, assim que começam, não desejam continuar. Sentam-se para meditar e descobrem que não querem meditar. Por que? A resposta está na inquietude do intelecto, sua repugnância natural em ser dominado ou permanecer quieto.

Em suas meditações, pare de pensar nas coisas que foram deixadas para fora da porta e comece a pensar no "Eu Superior".

Controle seus pensamentos em seu primeiro estágio e controlará a causa de alguns de seus problemas, pecados e até mesmo doenças.

Habitualmente pensamos ao acaso. Começamos nossas reflexões sobre um assunto e geralmente terminamos com um inteiramente diferente. Até mesmo esquecemos o tema com o qual começamos a meditar. Essa mente indisciplinada é muito comum.

Sempre que o meditador percebe que se extraviou e não mais está pensando em seu assunto escolhido, deve recomeçar e pensar no assunto novamente. Esse processo de reencontrar seu caminho várias vezes tem de ser repetido durante cada sessão de meditação.

É costume entre os yogues começar a meditação prestando homenagem a Deus e ao mestre. O propósito disso é atrair a ajuda dessas fontes.
  
O corpo logo começa a protestar contra a quietude a que se leva a mente de modo forçado; a mente logo começa a se rebelar contra o tédio e o aborrecimento dos estágios iniciais, e a agitação habitual de ambos tem de ser encarada repetidamente.

É difícil, frequentemente impossível, parar de pensar através do esforço próprio. Mas pela ajuda da Graça isso é conseguido. Quando o pensamento para, a consciência se torna contínua e nada impede que se entre na quietude." 

Paul Brunton


Sr. Paul Brunton, praticando meditação
Sobre o Autor: Paul Brunton nasceu em Londres em 1898 e após ter servido na primeira guerra mundial, começou a devotar-se ao misticismo, entrando em contato com Teosofistas.

Em meados de 1930, Paul Brunton embarcou em uma viagem para a Índia, que o levou a ter contato com iluminados como Sri Shankaracharya de Kancheepuram e Sri Ramana Maharshi.

De fato, Paul Brunton tem o crédito de introduzir os pensamentos de Ramana Maharshi à cultura ocidental através dos seus livros "A Search in Secret India" (A india secreta) e "The Secret Path" (O caminho secreto).

Após duas décadas de sucesso com seus livros, Paul Brunton retirou-se da vida editorial, devotando-se a escrever ensaios e pequenas notas. Até a sua morte em 1981 em Vevey, Suíça, ele publicou mais de 20.000 páginas de escritos filosóficos.
____
Imagem: Meditation Buddhism Monk - Free photo on Pixabay / Paul Brunton praticando meditação (CC0)

terça-feira, 23 de abril de 2019

Oração a São Jorge para abrir caminhos e obter uma graça




São Jorge nasceu na Capadócia no ano de 280. O Imperador Diocleciano a mandou degolá-lo a 23 de abril de 303.

São Jorge é padroeiro dos soldados, armeiros, escoteiros... No século XIV, foi adotado como santo padroeiro: da Inglaterra, Aragão e Portugal.

No candomblé e na umbanda, São Jorge é sincretizado como Ogum (ou Oxossi) e invocado para proteger os fiéis.

Festa: 23 de abril. Comemora-se todo dia 23.

Oração

"Ó São Jorge, meu guerreiro, invencível na Fé em Deus, que trazeis em vosso rosto a esperança e confiança abra os meus caminhos. Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam, e nem em pensamentos eles possam me fazer algum mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrarão sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentarão sem o meu corpo amarrar.

Jesus Cristo, me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça, a Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições, e Deus, com sua divina misericórdia e grande poder, seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meus inimigos.

Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel cavalo meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós. Ajudai-me a superar todo o desanimo e alcançar a graça que tanto preciso: (fazei aqui o seu pedido) Dai-me coragem e esperança fortalecei minha fé e auxiliai-me nesta necessidade.  

Com o poder de Deus, de Jesus Cristo e do Divino Espírito Santo. Amém!

São Jorge rogai por nós!"
____
Imagem: "São Jorge e o Dragão", óleo sobre painel, por Rogier van der Weyden (ca. 1423/1435) NGA/USA

sexta-feira, 19 de abril de 2019

"Epá Babá!": qual o significado da saudação a Oxalá?





A saudação mais popular ao orixá Oxalá é "Oxalá Babá" (Oxalá meu Pai). Mas com certeza você também já ouviu a saudação "Epá Babá" e talvez tenha ficado se perguntando o que quer dizer... bem, vamos lá:
  • Oxalá: orixá criador da Terra, sincretizado com Jesus Cristo, seu nome é composto pela palavras Oxa (Luz) Alá (Branca).
  • Babá: Termo que entra em grande número de palavras, com diferentes significados.  No sentido de pai, compõe o nome de diferentes sacerdotes: Babalorixá; Babaojê; Babalossain; Babalaô, etc.;

A saudação completa, em Yorubá, é essa:
  • Epa Babá, Oxalá Babá!

Etimologia:
  • Epá = “Salve! Exclamação de surpresa, grande admiração pela honrosa presença”
  • Babá = “Pai” 

Epá Babá é a saudação ao orixá Oxalá e significa: “Salve Pai”, “Salve Oxalá”, “Viva o Pai” ou “Olá”, com admiração e espanto, ao ancestral dos ancestrais.

Existe ainda outra interpretação para o nome do orixá maior, Oxalá, que é a grafia de duas palavras homônimas da língua portuguesa de significado diferente. Uma tem origem árabe, da expressão “‘in sha’ allh”, cujo significado é “se Deus quiser”, e que é utilizada como interjeição para expressar o desejo que algo aconteça – nesse sentido, é sinônimo de “tomara” ou “queira Deus”. A outra palavra vem do iorubá Òrìsànlá, nome de um orixá também conhecido como Obatalá. Sincretizado com Jesus Cristo, Oxalá é o maior dos Orixás cultuados na Umbanda.


Epa Babá, Oxalá Babá!

terça-feira, 16 de abril de 2019

Anjo Seheiah (Shaa)




Seheiah é o 28º Anjo Cabalístico
"Minha boca proclamará vossa justiça e vossos auxílios de todos os dias, sem poder enumerá-los todos."
(Salmos 70:15)

O protetor dos afligidos!

Seheiah atende
aos chamados das pessoas atormentadas e afligidas. A conexão com esse anjo ajuda a atrair pessoas construtivas. Cabe a você e a mais ninguém a escolha de suas companhias. Saiba que, de certa forma, são elas que vão formar seu caráter e seu estilo de vida. A palavra-chave aqui é direção. Para onde você deseja ir realmente.

O Anjo

Este anjo é um ser celestial é conhecido por atender aos chamados de tormentos e dos afligidos por doenças e parasitas. Protege contra o fogo, incêndios e a ruína, afasta a maldade e cuida dos negócios. Ele também favorece os bons relacionamentos e a vida longa.

Seheiah nos concede sabedoria ao examinar nossas experiências passadas. Ele é o protetor das premonições, inspirações protetoras, cautela e a capacidade de prever eventos. Ele é o protetor daqueles que precisam de cura milagrosa, saúde ou reabilitação.

Influência

Quem nasce sob esta influência terá bom senso, agirá com prudência e sabedoria. Resistirá a tudo com dignidade e tudo em sua vida funcionará de modo perfeito. Autêntico, verdadeiro, consegue sempre sair-se bem nas situações mais caóticas, devido às idéias luminosas que surgem repentinamente, com a ajuda do anjo. 

Sua força espiritual está intimamente ligada aos anjos curadores e mesmo sem saber, de forma inconsciente, ajuda a melhorar o sofrimento humano. Terá sempre uma palavra de otimismo para ajudar as pessoas (principalmente da família), em qualquer situação de insegurança, pois está sempre em sintonia com todas as forças divinas. Tem pressentimentos quando o assunto diz respeito a viagens. Se seu coração diz não é melhor ouvi-lo?


Profissionalmente

Quem nasce sob a influência de Seheiah poderá fazer sucesso trabalhando em áreas ligadas à administração pública, escrevendo livros, matérias para rádio e televisão ou nos estudos da homeopatia e acupuntura.

Anjo Contrário

Domina as catástrofes, os acidentes, a negligência, a desorganização. As pessoas sob esta influência deste anjo contrário, podem prejudicar seus semelhantes, fazendo uso descuidado de produtos de beleza (injeções de silicone, maquiagem definitiva) ou participando da produção de equipamentos com defeito, para baratear a produção. Muitas vezes, não refletem antes de agir, provocando insegurança entre todos com quem convive. Poderão provocar incêndios, por suas atitudes negligentes.


Categoria: Dominações
Príncipe: Tsadkiel
Protege os dias: 16/04 - 28/06 - 09/09 - 21/11 - 02/02
Número de sorte: 6
Mês de mudança: Junho
Carta do tarô: Os enamorados
Incenso: Jasmin / Olíbano
Está presente na Terra: de 9:00 às 9:20 da manhã
Salmo: 70

Oração

"Divino Seheiah, 

Me favorece com a tua presença para afastar todo o mal e me dá uma vida longa. Que o teu poder afaste de mim todos os meus inimigos, tirando toda a maldade do coração de quem me queira fazer mal. Fortalece a minha aura com a tua luz divina, para que eu possa sair sempre vitoriosa contra o mal, agora e sempre. 

Amém!"

Invocação

 “Anjo Seheiah, tu concedes poder, força, vigor e juventude generosamente. Peço-te que vivifiques o meu corpo, equilibre os meus sentimentos e me fortifiques os pensamentos. Marca-me com o sagrado selo da tua essência e concede-me a graça de uma vida longa e feliz, num permanente e útil crescimento espiritual, sentimental e material.”
____
Fonte: Com informações do Site Vida Suave: "28 - O protetor dos afligidos: Anjo SEHEIAH" - Texto extraído dos livros Anjos Cabalísticos e A magia dos anjos cabalísticos de Monica Buonfiglio. Internet - Site Meu Anjo e Meu Anjo da Guarda - Imagem: Tarô dos Anjos: 28 - Seheiah - Selo de Seheiah, por Inacio Vacchiano/Pinterest

sábado, 13 de abril de 2019

Oração para obter a intercessão de Santo Antônio




(Com a promessa de pão para os pobres)

"A vós recorremos, ó poderoso taumaturgo, cujo coração se abrasou nas chamas sublimes da caridade para com Deus e os pobres, a vós que merecestes receber nos braços o Menino Jesus, que quis nascer pobre. Cheios de confiança, nos voltamos para vós, para que rogueis ao bom Jesus de ter compaixão de nós no meio de todas as tribulações.

Oh! obtende-nos a graça de . . . (pede-se a graça.) Nós vo-la pedimos humildemente. Se no-la obtiverdes, ó glorioso Santo Antônio, vos ofertemos pão para os pobres a quem tanto amastes na terra."


♱ Rezar 1 Pai-Nosso, 1 Ave-Maria e 1 Glória ao Pai ♱

quinta-feira, 11 de abril de 2019

Oração a Santo Estanislau




♰ Santo Estanislau, Rogai Por Nós ♰
Estanislau de Szczepanów era bispo de Cracóvia, santo e mártir da Igreja Católica. Santo Estanislau nasceu no dia 26 de julho de 1030 e fez sua passagem para o mundo espiritual em 11 de abril de 1079.

Foi solenemente canonizado em Assis pelo Papa Inocêncio IV em 17 de agosto de 1253.

É padroeiro principal da Polônia e seu culto é particularmente vivo na Lituânia, Bielorrússia, Ucrânia e Estados Unidos.

É festejado em 11 de abril.

A oração ao Santo Estanislau sacramenta a dedicação à religião. Esse santo que deu a sua vida pela convicção de seguir os preceitos da igreja católica é um exemplo de dedicação. A oração dele ressalta a existência de uma vida de significado para a fé e de dedicação aos necessitados.

Oração

"Deus, nosso pai, vós nos chamais a colocar em prática as vossas palavras, a cumprir o vosso mandamento de amor. Somente assim estamos construindo nossa casa sobre a rocha firme e inabalável. Fazei, pois, que jamais omitamos nossos deveres e nosso compromisso com o vosso Evangelho que é servir.

Santo Estanislau procurou tornar concreta sua opção de fé, vivendo intensa e profundamente sua curta existência, uma existência cheia de significado e de sentido. Fazei que nós também não sejamos daqueles que apenas falam, mas não fazem. 

A religião verdadeira aos vossos olhos é aquela que Jesus, vosso Filho, cumpriu com o testemunho de sua vida: Ele me enviou para levar a boa nova aos pobres, curar os corações aflitos, anunciar a redenção aos cativos, e a libertação aos encarcerados, e para proclamar um ano de graça da parte do Senhor. (Isaías 61:1,2)

Amém!"

Isaías 61:1,2
  1. O espírito do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos;
  2. A apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes;

terça-feira, 9 de abril de 2019

Terço das Sete Dores de Nossa Senhora




Simulação da disposição original do Políptico
das Sete Dores de Maria
(1509 - 1511), de Quentin
Metsys
e ateliê, que decorou o altar-mor do
Convento da Madre de Deus.
A Coroa de Nossa Senhora das Dores teve início na Itália em 1617, por iniciativa da Ordem dos Servos de Maria, assim como a Missa de Nossa Senhora das Dores, que hoje é celebrada em toda a Igreja no dia 15 de setembro. A Coroa é um dos frutos do carisma mariano da Ordem, cultivado desde 1233, ano de sua fundação. A Coroa surgiu inicialmente como alimento da piedade mariana dos leigos reunidos em grupos chamados Ordem Terceira. A Coroa das Dores teve sempre a aprovação dos Papas.

Introdução

D- Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
R- Amém!
D- Nós vos louvamos, Senhor, e vos bendizemos!
R- Porque associastes a Virgem Maria à obra da salvação.
D- Nós contemplamos vossas Dores, ó mãe de Deus!
R- E vos seguimos no caminho da fé!

Primeira Dor – Profecia de Simeão

Simeão os abençoou e disse a Maria, sua mãe: Eis que este menino está destinado a ser ocasião de queda e elevação de muitos em Israel e sinal de contradição. Quanto a ti, uma espada te transpassará a alma (Lc 2,34-35).

♱ Rezar 1 Pai-Nosso; 7 Ave-Marias ♱ 

Segunda Dor

– Fuga para o Egito O anjo do Senhor apareceu em sonho a José e disse: Levanta, toma o menino e a mãe, foge para o Egito e fica lá até que te avise. Pois Herodes vai procurar o menino para matá-lo. Levantando-se, José tomou o menino e a mãe, e partiu para o Egito (Mt 2,13-14).

♱ Rezar 1 Pai-Nosso; 7 Ave-Marias ♱ 

Terceira Dor

– Maria procura Jesus em Jerusalém Acabados os dias da festa da Páscoa, quando voltaram, o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que os pais o percebessem. Pensando que estivesse na caravana, andaram o caminho de um dia e o procuraram entre parentes e conhecidos. E, não o achando, voltaram a Jerusalém à procura dele (Lc 2,43b-45).

♱ Rezar 1 Pai-Nosso; 7 Ave-Marias ♱ 

Quarta Dor

– Jesus encontra a Sua Mãe no caminho do Calvário Ao conduzir Jesus, lançaram mão de um certo Simão de Cirene, que vinha do campo, e o encarregaram de levar a cruz atrás de Jesus. Seguia-o grande multidão de povo e de mulheres que batiam no peito e o lamentavam (Lc 23,26-27).

♱ Rezar 1 Pai-Nosso; 7 Ave-Marias ♱ 

Quinta Dor

– Maria ao pé da Cruz de Jesus Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua Mãe, a irmã de sua Mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. Vendo a Mãe e, perto dela, o discípulo a quem amava, disse Jesus para a mãe: Mulher, eis aí o teu filho! Depois disse para o discípulo: Eis aí a tua Mãe! (Jo 19,15-27a).

♱ Rezar 1 Pai-Nosso; 7 Ave-Marias ♱ 

Sexta Dor

– Maria recebe Jesus descido da Cruz Chegada a tarde, porque era o dia da Preparação, isto é, a véspera de sábado, veio José de Arimatéia, entrou decidido na casa de Pilatos e pediu o corpo de Jesus. Pilatos, então, deu o cadáver a José, que retirou o corpo da cruz (Mc 15,42).

♱ Rezar 1 Pai-Nosso; 7 Ave-Marias ♱ 

Sétima Dor

– Maria deposita Jesus no Sepulcro Os discípulos tiraram o corpo de Jesus e envolveram em faixas de linho com aromas, conforme é o costume de sepultar dos judeus. Havia perto do local, onde fora crucificado, um jardim, e no jardim um sepulcro novo onde ninguém ainda fora depositado. Foi ali que puseram Jesus (Jo 19,40-42a).

♱ Rezar 1 Pai-Nosso; 7 Ave-Marias ♱

sábado, 6 de abril de 2019

Missão do homem inteligente na Terra





13. Não vos orgulheis por aquilo que sabeis, porque esse saber tem limites bem estreitos, no mundo que habitais. Mesmo supondo que sejais um das sumidades desse globo, não tendes nenhuma razão para vos envaidecer. Se Deus, nos seus desígnios, vos fez nascer num meio onde pudestes desenvolver a vossa inteligência, foi por querer que a usásseis em benefício de todos. Porque é uma missão que Ele vos dá, pondo em vossas mãos o instrumento com o qual podeis desenvolver, ao vosso redor, as inteligências retardatárias e conduzi-las a Deus. A natureza do instrumento não indica o uso que dele se deve fazer? A enxada que o jardineiro põe nas mãos do seu ajudante não indica que ele deve cavar? E o que diríeis se o trabalhador, em vez de trabalhar, erguesse a enxada para ferir o seu senhor? Diríeis que isso é horroroso, e que ele deve ser expulso. Pois bem, não se passa o mesmo com aquele que se serve da sua inteligência para destruir, entre os seus irmãos, a idéia da Providência? Não ergue contra o seu Senhor a enxada que lhe foi dada para preparar o terreno? Terá ele direito ao salário prometido, ou merece, pelo contrário, ser expulso do jardim? Pois o será, não o duvideis, e arrastará existências miseráveis e cheias de humilhação, até que se curve diante daquele a quem tudo deve.

A inteligência é rica em méritos para o futuro, mas com a condição de ser bem empregada. Se todos os homens bem dotados se servissem dela segundo os desígnios de Deus, a tarefa dos Espíritos seria fácil, ao fazerem progredir a humanidade. Muitos, infelizmente, a transformaram em instrumento de orgulho e de perdição para si mesmos. O homem abusa de sua inteligência, como de todas as suas faculdades, mas não lhe faltam lições, advertindo-o de que uma poderosa mão pode retirar-lhe o que ela mesma lhe deu." — Ferdinando, Espírito protetor. (Bordéus, 1862.)
____
Fonte: por Allan Kardec, in "O Evangelho Segundo o Espiritismo", FEB, 91ª edição, Capitulo VII, páginas 151 e 152.
Imagem: pintura de Jean-François Millet: "Homem com uma enxada", entre circa 1860 e 1862, óleo sobre tela. CC0

quarta-feira, 3 de abril de 2019

Salmo LVII: "Deus é poder e amor"





Salmo de David, ao regente do coro, para confissão.

O salmo 62 nos mostra o salmista reconhecendo a Deus como um forte rochedo e uma fortaleza para si. A salvação vem de Deus e somente nele está nossa esperança.

Leia e recite o Salmo 62 para obter confiança em si mesmo, viver em abundância, atraindo muita chuva e fertilidade para a terra, favorecendo as colheitas. 

Essa abundância poderá ser nas colheitas dos alimentos, com muita fartura, após uma chuva benéfica, mas a colheita também poderá ser de: amor, saúde, paz, harmonia, alegria e entusiasmo. A leitura deste salmo também ajuda no afastamento e na punição de falsas pessoas. Pois o poder desse salmo está no suprimento das necessidades diárias.

Salmo 62

1. Somente em Deus espera silenciosa a minha alma; dele vem a minha salvação.

2. Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é ele a minha fortaleza; não serei grandemente abalado.

3. Até quando acometereis um homem, todos vós, para o derrubardes, como a um muro pendido, uma cerca prestes a cair?

4. Eles somente consultam como derrubá-lo da sua alta posição; deleitam-se em mentiras; com a boca bendizem, mas no íntimo maldizem.

5. Ó minha alma, espera silenciosa somente em Deus, porque dele vem a minha esperança.

6. Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha fortaleza; não serei abalado.

7. Em Deus está a minha salvação e a minha glória; Deus é o meu forte rochedo e o meu refúgio.

8. Confiai nele, ó povo, em todo o tempo; derramai perante ele o vosso coração; Deus é o nosso refúgio.

9. Certamente que os filhos de Adão são vaidade, e os filhos dos homens são desilusão; postos na balança, subiriam; todos juntos são mais leves do que um sopro.

10. Não confieis na opressão, nem vos vanglorieis na rapina; se as vossas riquezas aumentarem, não ponhais nelas o coração.

11. Uma vez falou Deus, duas vezes tenho ouvido isto: que o poder pertence a Deus.

12. A ti também, Senhor, pertence a benignidade; pois retribuis a cada um segundo a sua obra.


segunda-feira, 1 de abril de 2019

Iri e Sedjem, deuses egípcios do mês de Abril




Uma das características da religião egípcia é a capacidade de divinizar conceitos, capacidades, talentos e conceitos. 

Assim Iri é a personificação da visão divina e Sedjem da audição. Seus nomes significam literalmente “ver” e “ouvir”.

Personificam a capacidade que os deuses têm em compreender tudo, distinguindo o bem do mal, a verdade da mentira. Representam também a capacidade dos deuses em ver e ouvir os rituais e as preces feitos em sua honra.

Visão e audição são capacidades indispensáveis para o trabalho dos escribas assim, Iri e Sedjem são os secretários/assistentes de Thot e Seshat, responsáveis pelos registros, os rolos de papiros e todos os instrumentos usados na escrita principalmente a paleta.

São representados como homens jovens sem nenhuma coroa ou atributo em especial, somente reconhecíveis pelos seus nomes em hieróglifo. Frequentemente seguram a paleta e o godê dos escribas.

Iri aparece com mais frequência junto a deusa Seshat e Sedjem junto a Thot.

Deus Iri em pé atrás da deusa Seshat – Templo de Ramessés III, Medinet Habu
(Foto: A. Brancaglion)

Deus Sedjem atrás do deus Thot – Templo de Séthi I, Abidos
(Foto: A. Brancaglion)
____
Fonte: Seshat - Laboratório de Egiptologia do Museu Nacional (reprodução de postagem no Facebook)