Translate

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Desiderata

VÁ CALMAMENTE ENTRE O BARULHO E A PRESSA, E LEMBRE-SE DA PAZ QUE POSSA EXISTIR NO SILÊNCIO. Tanto quanto possível, sem render-se, tenha boas relações com todas as pessoas. Diga sua verdade, quieta e claramente; e ouça os outros, mesmo os obtusos e ignorantes; eles também têm sua estória.

Evite as pessoas ruidosas e agressivas; são vexações ao espírito. Se você se comparar com outros, você poderá se tornar vaidoso e amargo; pois sempre haverá pessoas superiores e inferiores a você.

Desfrute das suas realizações, como também dos seus planos. Mantenha-se interessado em sua carreira, por humilde que seja; é uma verdadeira posse no destino do tempo. Pratique prudência nos seus assuntos comerciais; pois o mundo está cheio de trapaças. Mas não deixe isso tornar você cego às virtudes que há; muitas pessoas se esforçam por ideais altos; e em toda parte a vida está cheia de heroísmo.

Seja você mesmo. Principalmente, não finja afeição. Tampouco seja cínico a respeito do amor; pois apesar da aridez e do o desencanto, é tão vivaz quanto a grama. Leve bem o conselho dos anos, entregando graciosamente os prazeres da juventude. Crie força de espírito para proteger-se na desgraça repentina. Porém, não se aflija com coisas imaginárias. Muitos temores nascem do cansaço e da solidão.

Além de uma disciplina saudável, seja gentil para consigo mesmo. Você é um filho do universo, não menos que as árvores e as estrelas; você tem o direito de estar aqui. E, se lhe é claro ou não, o universo, sem dúvida, está se desenrolando como deve. Por isso, esteja em paz com Deus, não obstante o que você imagina que Ele seja, e não obstante os seus labores e as suas aspirações, mantenha-se em paz com a sua alma, na barulhenta confusão da vida. Com todos os seus enganos, trabalho tedioso e sonhos não realizados, ainda é um belo mundo. Seja cuidadoso. Esforce-se para ser feliz.



Fonte: O autor é Max Ehrmann, poeta e advogado de Terre Haute, Indiana, que viveu entre 1872 e 1945. A Desiderata foi escrita, por ele, em 1927. A força e beleza do texto, associadas com a divulgação feita por um padre, gerou a falsa idéia que esta poesia havia sido encontrada na velha Igreja de São Paulo, em Baltimore, no ano de 1692. - Curiosidade: Desiderata foi uma princesa do reino da Lombardia, tendo sido a segunda esposa de Carlos Magno com quem casou em 768 . Foi filha de Desidério, o último rei dos Lombardos.

Nenhum comentário: