Translate

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Oração a Oxum para encontrar o amor verdadeiro




Ora-iê-iê Mamãe Oxum! Saravá minha Senhora!
Oxum é um Orixá feminino (Yabá) das águas doces, dos rios e cachoeiras, da riqueza, do amor, da prosperidade e da beleza, cultuada no Candomblé e Umbanda.

Através de mamãe Oxum, os fiéis buscam auxílio para a solução de problemas no amor, uma vez que ela é a responsável pelas uniões, e também na vida financeira, a que se deve sua denominação de “Senhora do Ouro”, que outrora era do Cobre, por ser o metal mais valioso da época.

Oferendas

Oferendas são servidas principalmente nas cachoeiras para Mamãe Oxum na natureza, o culto a Oxum costuma ser realizado nos rios e nas cachoeiras e, mais raramente, próximo às fontes de águas minerais.

Oxum é símbolo da sensibilidade e muitas vezes derrama lágrimas ao incorporar em alguém, característica que se transfere a seus filhos, identificados por chorões.

Sincretismo

Oxum Orixá feminina das religiões afro-brasileiras é sincretizada com diversas Nossas Senhoras. A festa de Oxum é comemorada em todo Brasil no dia 8 de dezembro.

Na Bahia, ela é tida como Nossa Senhora das Candeias ou Nossa Senhora dos Prazeres. No Sul do Brasil, é muitas vezes sincretizada com Nossa Senhora da Conceição, enquanto no Centro-Oeste e Sudeste é associada ora à denominação de Nossa Senhora, ora com Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

O dia 8 de dezembro é marcado por duas celebrações cristãs de significados distintos (quase antagônicos), que se confundem devido à semelhança das suas designações.

Oração a Oxum para trazer o amor verdadeiro

"Dourada é a tua luz, assim como o ouro que te pertence! 
Derrama sua pureza cristalina, orixá das águas doces 
Não permite que a neblina obscureça o meu desejo mais profundo 
Que é conseguir o amor mais verdadeiro, 
Seguro, eterno e duradouro. 

Estás presente nas cachoeiras, que são sagradas por si só. 
Portanto, faz com que se apague 
Todo o sentimento se eu sofrer. 
Não verterei nenhuma lágrima por aqueles que não me correspondem no amor. 
Não sofrerei por ninguém, 
Quem, com mentiras, me faltar com o respeito. 
Porque não permitirás que frieza, inveja ou ciúmes me traiam. 

És doce, protetora, suave e vaidosa, feminina e sedutora. 
Ó mãe Oxum! 
Dá-me teu axé, 
Dá-me a tua força, como o néctar mais sublime, para eu saber como respeitar e venerar. 
No mel está o teu segredo, que eu saberei utilizar!

Assim seja!"

Nenhum comentário: