Translate

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

São Roque, história e orações




São Roque
São Roque de Montpellier é um santo da Igreja Católica Romana, protetor contra a peste e padroeiro dos inválidos e cirurgiões. É também considerado por algumas comunidades católicas como protetor do gado contra doenças contagiosas.

A sua popularidade, devido à intercessão contra a peste, é grande sendo padroeiro de múltiplas comunidades em todo o mundo católico e padroeiro de diversas profissões ligadas à medicina, ao tratamento de animais e dos seus produtos e aos cães. Sua festa é celebrada no dia 16 de Agosto.

História

São Roque nasceu em Montpellier, na França, por volta de 1350, e faleceu na mesma cidade em 1379. Diz a lenda que Roque teria nascido com um sinal em forma de cruz avermelhada na pele do peito, o que o predestinaria à santidade. Roque era filho de um mercador rico, de nome João, que teria funções governativas na cidade, e de sua mulher Libéria. Estava ligada a famílias importantes de Montpellier, sendo herdeiro de considerável fortuna.

Roque ficou órfão de pai e mãe muito jovem, sendo a sua educação confiada a um tio. Ele estudou medicina em sua cidade natal, entretanto não concluiu os estudos. Levando desde muito cedo uma vida ascética e praticando a caridade para com os menos afortunados, ao atingir a maioridade, por volta dos 20 anos, distribuiu todos os seus bens aos pobres, partindo em seguida para uma peregrinação a Roma.

Depois de visitar Roma, onde rezava diariamente sobre o túmulo de São Pedro e onde também curou vítimas da peste, na viagem de volta para Montpellier, ao chegar a Piacenza, foi ele próprio contagiado pela doença, o que o impediu de prosseguir a sua obra de assistência. Para não contagiar alguém, isolou-se na floresta próxima daquela cidade, onde, diz a lenda, teria morrido de fome se um cão não lhe trouxesse diariamente um pão e se da terra não tivesse nascido uma fonte de água com a qual matava a sede. 

Miraculosamente curado, regressou a Montpellier, mas logo foi preso e levado diante do governador, que alguns biógrafos afirmam seria um seu tio materno, que declarou não o conhecer. Roque foi considerado um espião e passou alguns anos numa prisão até morrer, abandonado e esquecido por todos, só sendo reconhecido depois de morto, pela cruz que tinha marcada no peito.

Descoberta a cruz no peito, a fama da sua santidade rapidamente se espalhou por todo o sul de França e pelo norte da Itália, sendo-lhe atribuídos numerosos milagres. Passou a ser invocado em casos de epidemia, popularizando-se como o protector contra a peste e a pestilência. O primeiro milagre póstumo que lhe é atribuído foi a cura do seu carcereiro, que se chamaria Justino e coxeava. Ao tocar com a perna no corpo de Roque, para verificar se estaria realmente morto, a perna ficou milagrosamente curada.

Roque, o Santo

Não se conhece a data de sua canonização, a qual terá sido por devoção popular e não por decisão eclesiástica, como aliás era comum na época. A primeira decisão oficial da Igreja sobre o culto a São Roque aconteceu em 1414, quando no decurso do Concílio de Constança se declarou uma epidemia de peste. Levados pela fé popular em São Roque, os padres conciliares ordenaram preces e procissões em sua honra, tendo de imediato o contágio cessado. O papa Urbano VIII aprovou os ofícios eclesiásticos para serem recitados a 16 de Agosto, dia da sua festa.

Suas relíquias foram transportadas para Veneza em 1485, sendo objeto de grande veneração. A magnificente igreja seiscentista que as alberga, a Scuola Grande di San Rocco, foi decorada por Tintoretto. A cidade dedica-lhe uma festa anual. 

Embora sem provas que o consubstanciem, afirma-se que Roque terá pertencido à Ordem Terceira de São Francisco. É sincretizado nas religiões afro-brasileiras com o orixá Omulú, juntamente com São Lázaro.  Na astrologia, Roque é o santo protetor do signo de Virgem. Reze para ele e receba as bênçãos dos céus para tudo aquilo que precisa!

Imagem

São Roque é geralmente representado em trajes de peregrino, por vezes com a vieira típica dos peregrinos de Santiago de Compostela, e com um longo bordão do qual pende uma cabaça. Um dos joelhos é geralmente mostrado desnudado a perna, sendo aí visível uma ferida (bubão da peste). Por vezes é acompanhado por um cão, que aparece a seu lado trazendo-lhe na boca um pão. 

No livro "A Caminho de Santiago, roteiro do peregrino", do Conde de Almada, em Janeiro de 2000, na página 91, chama a atenção que curiosamente a lâmina do "O Louco", do Tarô de Marselha, se identifica muito com ele, pelo ar de viajante, pelo bordão e o cão que lhe sobe a perna.

Oração

Ó São Roque, tu que deixaste a tranquilidade do lar e foste socorrer os doentes. Não recuaste nem mesmo diante da peste e da morte. Lembra-te de nós e socorre-nos com igual amor. Defende as nossas criações da peste e da doença.


Dá-nos saúde, paz na família e espírito comunitário. Fortalece em nós a fé e a esperança, na presença de Deus que nos encoraja, na construção de um mundo humano e justo. Concede-nos estas graças, pelos méritos de Jesus Cristo, com o qual partilhaste a dor e o sofrimento e que agora vive com o Pai, na unidade do Espírito Santo. 

Amém!

Oração a São Roque para pedir a cura de alguém

"Meu caro peregrino São Roque, que cuidou dos doentes atingidos pela praga e estava sempre pronto a ajudar os outros com suas fervorosas orações. Você não tinha casa e acabou sendo preso em um calabouço, mas os inválidos tem confiança em invocar sua ajuda. Por favor me conceda a graça da cura para (dizer o nome da pessoa) e nos ajude a conseguir a saúde espiritual e a salvação de nossa alma.

Que assim seja!"


Peça do altar, tumba e estátua de São Roque,
na igreja que leva seu nome, em Veneza, Itália.

Foto: Pietro Bon (CC)
A São Roque, para cura de doentes

"São Roque, que vos dedicastes com todo o amor aos doentes contagiados pela peste, embora também a tenhais contraído, dai-nos paciência no sofrimento e na dor. São Roque, protegei não só a mim, mas também aos meus irmãos e irmãs, livrando-nos das doenças infecciosas. Por isso, hoje, rezo especialmente por uma pessoa muito querida (dizer o nome da pessoa), para que fique livre do seu mal. 

Enquanto eu estiver em condições de me dedicar aos meus irmãos, proponho-me ajuda-los em suas reais necessidades, aliviando um pouco o seu sofrimento.

São Roque, abençoai os médicos, fortalecei os enfermeiros e atendentes dos hospitais e defendei a todos das doenças e dos perigos. 

Amém!"

Rezar 1 Pai Nosso, 1 Ave Maria e 1 Glória ao Pai


Novena a São Roque para pedir a cura de alguém

"Ó Deus, por intercessão de São Roque, curai as feridas do corpo e curai as feridas da alma.
Ó Deus, por intercessão de São Roque, curai as feridas do corpo e curai as feridas da alma.
Ó Deus, por intercessão de São Roque, curai as feridas do corpo e curai as feridas da alma.

São Roque vós que não tivestes medo de se dedicar de corpo e alma aos cuidados dos doentes, e como prova de Vossa fé e confiança, contraístes a doença, mas Deus não o abandonou. Deus o alimentou e de um modo milagroso também o curou.

São Roque, nesta novena pedimos, protegei-nos contra as doenças infecciosas, livrai-nos do contágio, livrai-nos das feridas abertas, físicas e espirituais. São Roque, nesta novena eu peço de modo especial, livrai-me desta enfermidade que agora vos apresento: 

(Diga agora você que está enfermo qual é a sua enfermidade e se você tem uma ferida)

Senhor peço por intercessão de São Roque, pelos doentes dos hospitais, alívio das dores e dos sofrimentos. Eu me comprometo de também agir na caridade com aqueles que sofrem.

São Roque, abençoai os médicos, fortalecei os enfermeiros, os intensivistas de UIT, os atendentes de hospitais, os voluntários e os cuidadores dos doentes. De modo especial curai as feridas expostas e as doenças graves.

São Roque, livrai-nos de todo o mal.
São Roque, livrai-nos das infecções.
São Roque, rogai por nós.

Amém!"

Oração de súplica a São Roque

"Glorioso São Roque, rogai por nós que, por nossos pecados, não nos atrevemos apresentar-nos diante de Deus.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória...

Roque santo, rogai por nós a Deus, que é Pai de misericórdia, agora que estais perto de sua vista na glória celestial.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória...

São Roque glorioso, apresentai nossas humildes súplicas, unindo-as as da Imaculada Virgem Maria e as de todos os Santos Franciscanos, para que sejamos ouvidos e possamos dar a todos as graças no nome de Jesus.
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

A cruz santa + sele nossa fronte.
A cruz, santa + sele nossa boca.
A cruz santa + sele nosso coração.

Pelo amor a cruz que professou São Roque, em cujo sinal livrou aos povos do mal contagioso, livrai-nos, Senhor.

V. Rogai a Cristo, Roque santo, em todas nossas fraquezas.
R. Para que sejamos dignos de suas promessas."

Oração de agradecimento a São Roque

"Veneramos a vós, São Roque, por proteger as pessoas que têm doenças contagiosas e aquelas que estão ao seu lado, por cuidar de outros tipos de enfermos que se encontram em seu leito de morte, esperando apenas o chamado de Deus, e por vosso enorme amor ao valorizar e amparar os cães, é que não nos cansamos de elevar o vosso nome a Deus Pai Todo-Poderoso. 

Somente uma alma pura e bondosa como a vossa, poderia ter tanta luz e tanta misericórdia a oferecer. Por tudo isso e pela grandeza de espírito, nós o veneramos e oramos diariamente por vós, agradecendo as bênçãos alcançadas por cada um dos fiéis que reconhece o vosso trabalho divino. 

Amém!"

Oração para receber a bênção de São Roque 

"Meu querido São Roque, pela imensidão de sua devoção a Jesus Cristo, filho de Deus, incansável ajuda aos doentes de vários lugares da terra em suas caminhadas, fé derradeira e confiança naquilo que fazia, nunca deixou um amigo ou familiar à deriva. Curava a todos com sua luz divina, por mais pobres que fossem. 

Dê-me, meu São Roque, essa mesma disposição para amparar familiares e amigos necessitados. Que eu possa amenizar os sofrimentos através das minhas bênçãos gloriosas. 

Amém!"
____
Fonte: com informações de Wikipédia (Roque de Montpellier), pesquisa de orações selecionadas na internet e nas redes sociais, do folclore místico, popular e cristão do culto a São Roque (OPN)

Nenhum comentário: