Translate this blog

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Ponto de Exú Lúcifer - Quem está dormindo acorda





Primeiramente, vamos elucidar que demoramos para escrever essa postagem a pedido de nossos próprios Mentores. Depois, há o fato de todo o preconceito e desconhecimento em torno dos Exus e das Pombagiras, que são Entidades Yorubanas da África. Então, imaginem escrever sobre "Lúcifer", que é citado na Bíblia como o "Anjo Caído do Senhor"!?

O seu nome significa: Lucem Ferre - o "Portador da Luz", mas ele possui outros nomes, em outros idiomas, como: Heilel Bem-ShacharHeosphorosShai'tan, entre outros.  Muitos chamam-no de Diabo, Satã ou Satanás e outros nomes. Baco, o deus grego, também já foi confundido com ele, quando a Igreja Católica dominou a maioria dos continentes. E, também, houveram outras entidades e devas de religiões pagãs, que foram chamadas de "demoníacas" ou "satânicas"; fazendo com que seus seguidores fossem "queimados vivos" e chamados de adoradores do Diabo.

Antes de começar realmente a escrever sobre esse Exu, queremos citar uma passagem Bíblica (Jó 1;6-12), onde Deus reúne seus servos e dentre eles está o "diabo". Então Deus pergunta a "ele" sobre Jó: "Você tem visto meu servo Jó?" E, ele começa a debater com Deus, a fidelidade de Jó. Então, Deus lhe dá a permissão de importunar seu servo da maneira que quiser, mas "sem tocar em sua vida". Vejam só: Deus permite ao Diabo incomodar Jó, desde que não lhe tire a vida. Isso está bastante claro: Deus comanda a tudo e Lúcifer é também seu servo.

Quando alguém comete erros, desatinos ou pratica o mal, ele exime-se de sua culpa dizendo: eu fui "atentado", a culpa não é minha, eu fui induzido a fazer essas coisas... Temos esse costume de culpar os outros por nossos erros, em vez de assumirmos nossas culpas e nossas falhas. As religiões espiritualistas acreditam que cada um possui em si mesmo o bem e o mal e que o próprio indivíduo é responsável pela sua evolução. Assim, não há como culpar o outro por nossas derrotas. Nós somos responsáveis por nós mesmos.

O Senhor Exu Lúcifer é o Senhor Absoluto do mais baixo Umbral! Ele é responsável por recolher e doutrinar as almas desviadas do caminho do bem. Junto dele atuam diversos Exus e Pombagiras, mas seus fiéis servos são os populares "Cramunhãozinhos" - alguns chamam de Capetinhas ou Diabinhos. Eles são os responsáveis por "infernizar, atormentar e testar" a vida da pessoa que precisa provar seu valor a Deus. Por que eles possuem essa permissão? Porque todo indivíduo que possui missão, pode corromper-se e desviar-se do bom caminho, praticando todo o tipo de malefícios. Nada melhor do que "o morador mais antigo da Terra e o maior conhecedor de todos os males" testar a criatura em seus anseios.

Prova disso, de que todos são testados sem distinção, está no Período da Quaresma - da quarentena de Cristo no deserto - onde o Diabo também tenta e testa Jesus em seu verdadeiro objetivo de vida. A pergunta que cabe aqui é: "Deus permitiu ao Diabo testar seu próprio Filho?" Sim, porque é Deus Quem a tudo permite - é Bíblico! Então, se somos "tentados" ou "testados" isso ocorre com a permissão de Nosso Pai Maior (Olorum - Zambi - Deus). Pois, Ele precisa ter certeza que cumpriremos nossa missão verdadeiramente, dentro da Lei Maior.

Exu Lúcifer não tem uma história, pois simplesmente existe e sempre existiu. Onde os Mundos são criados, onde a vida é gerada, ele é designado para trabalhar. Ele está lá para manter a Ordem e o Equilíbrio. Ele sempre é condenado, julgado e rechaçado - essa é a sua sina, mas ele a aceitou por amor ao Pai - pois, alguém precisa comandar o Escuro das Almas. Quem possui um Exu Lúcifer em sua hierarquia de trabalho, pode ter certeza de que possui débitos com a Lei da Justiça Cósmica Universal e a melhor forma de quitá-la é cumprir sua missão de comando com sabedoria, sem fazer mal uso dessa "força sobrenatural".

Os cramunhãozinhos, capetinhas ou diabinhos não são Exus Mirins. Eles são, na verdade, Elementais Negativos do "Embaixo": auxiliares do Maioral. Um elemental não é um espírito, ele é uma forma astral, que ocupa um Reino a parte e habita outros mundos. Por isso, eles podem deslocar-se no tempo e no espaço e "aparecer" onde quiserem. Da mesma forma, O Maioral "Senhor Lúcifer", não é um espírito, nunca foi, pois não possuiu vida carnal. Ele passou diretamente, de um Reino Angelical a um Reino Astral, para cumprir sua missão de "doutrinador" dos espíritos errantes. Lúcifer, com seus diabinhos, infernizam, testam e tentam todo e qualquer ser humano, para que Olorum (Zambi) tenha certeza de sua fidelidade!





Nenhum comentário: