Translate

domingo, 29 de setembro de 2019

A Técnica de Meditação do Terceiro Olho

Os chakras do terceiro olho, da garganta e coronário
"O sexto Chakra é conhecido como Ajña Chakra (pronuncia-se ÁGUIA), localizado entre as sobrancelhas. É o assento do místico “terceiro olho”. Quando nos concentramos no terceiro olho, automaticamente e instantaneamente obtemos um estado meditativo.

Sente-se de pernas cruzadas. Se isso não for possível, então sente-se confortavelmente numa cadeira ou numa cama firme. 

Mantenha sua espinha ereta. Feche os olhos. Inale e exale profundamente 3 vezes. Agora concentre-se no meio de sua testa, na área alguns centímetros acima do meio dos olhos.

Ainda com os olhos fechados, dirija o olhar gentilmente para o terceiro olho, entre as sobrancelhas, num ângulo de 20 ou 25 graus para cima. Sabe o que sentirá? Sentirá uma agradável tensão acima dos olhos. Haverá tensão, mas você sentirá prazer nela. Sentirá uma estranha sensação no terceiro olho, difícil de descrever em palavras. Além disso, os pensamentos vão desaparecer e você se sentirá mais perto do centro de seu ser.

Fique nesse estado, com os olhos dirigidos para cima, por 10 a 15 minutos. Pode repetir um mantra de sua preferência ou orar a Deus durante a meditação.Em seguida volte vagarosamente, abra os olhos e retorne-os ao estado normal, liberando a tensão.

Esse tipo de meditação é um método muito poderoso para desenvolver a concentração. É também um exercício muito útil para a saúde dos olhos. Meditar em Ajña Chakra também é útil para desenvolver a intuição.

Aprenda a meditar pela simples alegria da meditação, pela bênção que ela traz.Não espere desenvolver nenhum poder sobrenatural com ela, do contrário se desviará do caminho.

Algumas palavra de aviso

Se quando meditar no terceiro olho, sentir que o centro de sua testa está esquentando, isso indica que está atraindo a energia de Kundalini. Nesse caso, seja cuidadoso e pare imediatamente o exercício. Para quem não conhece as complicações do despertar de Kundalini e seus vários caminhos, é melhor limitar-se apenas ao processo de meditação.

Tente a meditação do terceiro olho sem pensar no despertar de Kundalini. Esse despertar é para yogues que dedicam o tempo integral de suas vidas a esse assunto. Não é para homens e mulheres comuns como nós.

Se tiver dores de cabeça, interrompa a meditação durante alguns dias, e continue depois que sentir que seus nervos se restabeleceram novamente. Dirija os olhos para cima gentilmente, sem demasiada tensão. Com o tempo e a prática, os nervos oculares ficarão mais fortes e o período da prática poderá ser estendido gradativamente."
Eklavya

No épico Mahabharata, Ekalavya é um jovem príncipe das tribos de Nishadha, que atingiu uma pericia paralela ao grande Arjuna, a despeito da rejeição de Drona. Ele era um membro da baixa casta e desejava estudar em um gurukulam de Dronacharya. (Wikipédia)

Nenhum comentário: