Translate

domingo, 19 de novembro de 2017

Perfumar a casa para o seu bem-estar




A casa limpa, arrumada e perfumada, é uma das formas de conquistar bem–estar e cultivar a tão sonhada paz de espírito no aconchego do lar. Por muito tempo, comprar bombas de aerozol nos supermercado era o principal meio de colocar fragrância no ar, ou acender velas e incensos perfumados que nem sempre surtiam o efeito desejado.

As coisas começaram a mudar na onda da terapia alternativa com o uso de óleos essenciais, muitas vezes fabricados artesanalmente em casa e em farmácias de manipulação ou por grandes industrias de cosméticos e perfumarias que tem se esmerado em busca de odores extraídos de plantas exóticas da Amazônia.

Os odores são os mais diferentes e para todos os gostos; amadeirados, cítricos, florais, e até mesmo essência que imita o cheiro do mar, como o óleo essencial Aromaknaut e aqueles com cheiro de frutas como; pitanga, cupuaçu, descorbertos pela natura.

Alguns aromaterapeutas consideram que o aumento da popularidade dessa forma de perfumar o ambiente deve – se a vontade dos habitantes das grandes cidades de trazer para dentro de casa o contato com a natureza. 

Nova profissão tem surgido no rastro desse retorno à origem da vida, cosmetologistas, aromatizadores e osmologos, todos empenhados em colocar o cheiro da alma nos ambientes.


Apesar de que a maioria dos óleos perfumados promete apenas o bem estar, muitas pessoas alimentam a esperança, base das no estudo da aromaterapia (técnica da medicina alternativa que prevê o tratamento de diversos males com aromas) de obter mudanças comportamentais.

Essas pessoas esperam que ao perfumarem a casa consigam melhorar estados de cansaço, ansiedade e stress. Para conseguir o efeito desejado nesse caso, é necessário usar óleos essenciais puros, concentrados

O que faz a diferença em favor desses óleos é sua forma de extração das plantas e seu processamento que conservam substâncias mais complexas que estimulam regiões do cérebro, responsáveis pela saúde de parte do corpo humano. Os perfumes sintéticos não possuem esse efeito terapêutico, segundo alguns neurologistas.

Apesar de tudo alguns especialistas alertam que esses aromas não devem substituir os remédios, mas ao mesmo tempo é sabido pelo senso comum que alguns cheiros evocam sensações que de fato beneficiam a alma. A lavanda pospõe a reputação de calmante enquanto o aroma da bergamota é associado a favorecer a energia e a vitalidade.

Essas referências permitem escolher o melhor cheiro para cada cômodo da casa. No quarto, aconselha – se o cheirinho de sândalo para facilitar o descanso, as forma de distribuir esses cheiros são variadas, podem ser usados aromatizadores elétricos, velas, vidros de spray, pétalas de flores secas ou jogadas sobre pequenas pedras de cerâmica.

Fonte: Extraído da revista ISTOÉ/1705-5/06/2002 (reprodução)


Recomendado para você

Nenhum comentário: