Translate this blog

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Maria Sabina e o Ritual dos Cogumelos Sagrados

"Existe um mundo além do nosso, um mundo que está longe mas também perto e invisível. Aí é onde está Deus, onde vivem os mortos e os santos. Um mundo onde tudo já aconteceu, e que sabe de tudo. Esse mundo fala. Tem um idioma próprio. Eu informo o que ele diz. O cogumelo sagrado me pega pela mão e me leva ao mundo onde tudo se sabe. Ali estão todos os cogumelos sagrados que falam de certo modo que posso entender. Faço perguntas e eles me respondem. Quando volto da viagem que fiz com eles, digo o que eles me falaram e o que me mostraram." - Maria Sabina

A curandeira indígena María Sabina Magdalena García nasceu no pequeno povoado de Huautla de Jiménez em 1894, próximo da Serra Mazateca ao Sul do México.

Conhecida por realizar sessões de cura com os cogumelos da família Cubensis, adquiriu reconhecimento internacional após diversos relatos de cura em seus rituais utilizando os cogumelos, que ela os chamava carinhosamente de "anjinhos" ou "menininhos". Algumas celebridades que participaram de seus rituais com cogumelos foram os Beatles, Bob Dylan, Rolling Stone, Aldous Huxley e até Walt Disney.

Como seu próprio relato acima demonstra, ela entendia os cogumelos sagrados como canais para acessar dimensões divinas e obter respostas tanto para seus pacientes, como para um melhor entendimento da realidade.

Maria Sabina faleceu no dia 22 de Novembro de 1985, deixando para trás um legado importantíssimo. O principio ativo encontrado nos cogumelos sagrados, a psilocibina,vem sendo estudada por alguns cientistas, como é o caso do psiquiatra David Nut na Inglaterra. Os estudos demonstram que a psilocibina pode ajudar pessoas com problemas de depressão e ansiedade, enfermidades que as farmacêuticas deixam muito a desejar no tratamento atual com recaptadores seletivos de serotonina.

A proibição das drogas apresenta seu lado mais ignorante. A proibição de pesquisas medicas sobre as substâncias psicodélicas acabam criando uma barreira enorme para entendermos melhor como essas substâncias podem nos auxiliar com enfermidades que a indústria farmacêutica não está encontrando respostas satisfatórias, como os transtornos depressivos e os transtornos de ansiedade.

Documentário sobre a vida de Maria Sabina (em espanhol):


Fonte: "Rumo ao topo" / Facebook

Nenhum comentário: