Translate

sábado, 23 de setembro de 2017

E se o mundo acabar na primavera?



por Robson Madredeus Carvalho (Terapeuta Holístico)*

Esse textão é para tentar esclarecer alguns fenómenos que vêm ocorrendo na esfera mundial e internamente com muitas pessoas e podem estar relacionados com os ciclos naturais de nosso planeta. Tem gente achando que ta enlouquecendo e na verdade é só a primavera chegando... 22 de setembro, acontece no hemisfério sul um dos mais fortes e belos eventos da natureza, o equinócio de primavera, que pelas tradições germânicas é chamado de Ostara, o festival da deusa homônima também conhecida como Eostre. Em Ostara se encerram os mistérios da ressurreição e da fertilidade na própria natureza representados pelo símbolo do ovo (renascimento) e do coelho (fertilidade).

Os equinócios são os períodos de transformação da terra. A Primavera é então o início do período fértil, neste dia abrem-se portais por onde entram as mais diferentes espécies de espíritos, dos mais diferentes mundos para louvar, bendizer e auxiliar na grande magia da nova estação. Toda a natureza então pulsa sensualidade, beleza, desejo, criatividade e os corpos vão gradativamente aquecendo-se e flexibilizando-se para estarem nus e livres no auge do verão. No hemisfério norte a data converge com a páscoa cristã e o ano novo astrológico.

Desde a aproximação deste equinócio algumas pessoas têm me procurado para falar de seus processos pessoais que tem se fortificado neste período, além de tudo que podemos acompanhar nos noticiários. No dia 20, quando os portais de Ostara começam a abrir para o equinócio, aconteceram três grandes terremotos em diferentes continentes. 

Recentemente furacões vem varrendo parte da América e na verdade sou bem desinformado disso tudo mas muitas coisas chegam através de sonhos e visões que consigo compartilhar com alguns amigos bruxos e clarividentes e que se confirmam: nosso planeta passa por grandes transformações vibracionais. A abertura de um portal sazonal como este do dia 22/09 potencializa muitos dos processos, pois ao mesmo tempo que entram muitos seres para auxiliar outros vem para atrapalhar. É sem dúvida um momento de grande força.

Como somos parte deste corpo-terra somos inevitavelmente afetados por suas transformações, algumas pessoas especialmente sentem essas alterações e a finalidade deste texto é principalmente ajudar essas pessoas a entenderem que não estão ficando malucas mas simplesmente sentindo as frequências novas que chegam e como podem agir neste momento.

O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM A TERRA?

Muitos dizem que ela vai acabar (existe uma maliciosa mentalidade apocalíptica que se utiliza do temor gerado por essas teorias para manipular as pessoas, muito cuidado), um dia irá mesmo e não faz diferença se sabemos ou não quando será, não poderemos fazer nada. Em termos vibracionais e entendendo este planeta como um corpo que tem vórtices energéticos, sangue, órgãos etc podemos ver que ela anda doente. Mas já esteve muito mais e assim como nosso corpo a Terra tem seu sistema imunológico e pode curar-se sozinha, é mais ou menos isso que vem acontecendo.

Os ciclos e transformações da terra são marcados pela Roda do Ano ou as estações e assim como existem ciclos menores como as semanas e meses existem alguns maiores, bem maiores. Cada ciclo gera transformações em algum nível. Neste momento ocorre uma mudança de frequência num grande ciclo, difícil de definir pois a humanidade não pode ainda calcular com precisão seu tempo e sua circunferência, restando apenas suposições para tal. Este grande ciclo que se conclui envolve transformações além do que nossa inteligência é capaz de compreender “um minuto para deus é um milênio para nós.” 

É como se estivesse acontecendo um grande equinócio de uma estação que só muda a cada 15 ou 20 mil anos e assim como o ciclo é mais demorado a intensidade de cada sintoma também, quando um pequeno ciclo ocorre dentro deste maior, imagine o que causa... Se na nossa primavera nascem flores, na primavera das galáxias nascem planetas, nebulosas e outros corpos que não identificamos ainda. Imagine quantas células morrem por segundo e quantos segundos existem em toda sua vida. Você é uma célula no meio do universo. E talvez menos que isso...

Então até aqui acredito que deu para entender que se a Terra está acabando ou não, tanto faz, mas existem muitos ciclos além do que colocamos no calendário e por mais que ignoremos eles, participamos deles.


COMO ISSO TUDO NOS AFETA?

Das mais diversas formas, uma delas seria realmente o fim do mundo, mas pessoalmente acho que não será dessa vez. A natureza é extremamente sincrônica e cada evento natural, físico, orgânico está relacionado com fenômenos mentais, espirituais e outras coisas mais que não somos capazes de acessar. Por isso nossos sábios ancestrais conseguiram perceber relações entre fenômenos místicos e naturais, como a entrada da primavera ou do outono e determinadas revelações de cunho espiritual que acabaram se tornando rituais que são celebrados até hoje como o Natal e a Páscoa. 

Ocorre que quando um pequeno ciclo converge com um grande ciclo tudo se potencializa e alguns indivíduos mais antenados e sensíveis podem sentir de forma especial, pois vai mexer com seu estado emocional, mental e físico e para piorar tudo ele vai ver coisas semelhantes acontecendo no mundo a sua volta como desastres naturais, crises políticas, ideológicas etc.

QUE SINTOMAS SÃO ESTES ENTÃO?

Diversos, mas basicamente ocorre uma alteração nos vórtices energéticos do indivíduo (ou chacras) e isso pode provocar determinadas sensações físicas, ansiedade, inquietação, premunições, sonhos alarmantes e muito mais. 

Tentarei explicar possíveis sintomas que estão relacionados com o equinócio de primavera em consonância com os grandes ciclos (vou chamar assim) da galáxia. 

Os ciclos sazonais da Terra são mais físicos e alteram questões como nosso apetite sexual e de alimento, por exemplo tendemos a ficar mais preguiçosos e doentes no inverno e mais agitados e cheios de energia nas estações quentes. A primavera impulsiona um lado criativo intenso que pode nos deixar ansiosos, com insônia ou até irritadiços pois ficamos cheios de energia que precisa ser despejada de alguma forma. Para que a energia mórbida do inverno saia mesmo podemos correr o risco de ficar irritadiços, achando que as coisas não estão no ritmo que precisamos, pessoas competitivas tendem a ficar ainda mais e nem preciso falar da libido né? 

Num nível cósmico essas alterações mexem muito mais com o subconsciente e a sombra do indivíduo e atuam numa esfera espiritual, ou seja, se por um lado seus vórtices (ou chacras) abrem-se para receber novas frequências e informações que chegam do futuro (é isso mesmo) o que facilita o contato com divindades, a canalização de dons, profecia etc isso tudo remexe um lodo que estava quieto no fundo das pessoas e desperta demônios adormecidos (observem a política). Talentos incríveis podem ser acessados mas cada talento tem um Troll de guardião.

OS SINTOMAS E POSSÍVEIS MOTIVOS

Relatarei aqui os sintomas mais comuns e seus possíveis motivos, atente-se para o fato de que você passar a perceber não faz da coisa uma novidade:

Calor, sensibilidade ou dor na região entre os ombros e a cervical, especialmente na clavícula: nesta região entram energias que não foram convidadas, o incômodo é fruto de alguma carga psíquica, muito comum ocorrer quando existe algo de traiçoeiro sendo planejado pelas costas da pessoa.

Pontadas no estômago e diafragma: essa é a região do plexo e isso pode ser um sintoma de ataque energético.

Angústia e tristeza sem motivos: sobrecarga do centro cardíaco.

Sensação de peso ou dor na região entre o ventre e o cóccix: contato com energias densas e pesadas, normalmente estão no ambiente.

Pressão no centro da cabeça e testa (entre as sobrancelhas): é abertura dos vórtices coronários e da visão, este é um sintoma de canalização, normalmente indica que seres de planos espirituais estão entrando em contato, deve-se atentar com os locais onde anda pois pode absorver energias do ambiente e isso pode gerar confusões mentais.

Dores de cabeça e enxaquecas: isso costuma ocorrer quando grandes quantidades de energias e/ou informações são captadas pelo centro coronário, ela trava no cérebro e não consegue circular, o mesmo acelera seu ritmo para fazer a energia circular pelo corpo mas por conta de algum bloqueio do canalizador isso não ocorre. 

Os fatores que levam a isso podem ser desde interferência externa como um uso abusivo dos centros energéticos das têmporas, onde se concentram nossa capacidade julgar e analisar racionalmente. Quem julga muito impede o fluxo de energia. Outro motivo comum é não conseguir trazer a informação para o centro cardíaco, tentando mantê-la somente como uma ideia mental excluindo a experiencia sentimental.


Calor nas mãos e na região do coração: energias de cura estão passando por você.

Pressão no timo: contato com guias e mestres espirituais, muito comum em pessoas com mediunidade muito desenvolvida. Espíritos ancestrais e mestres espirituais usam este centro para se comunicar com seus orientandos, é como se estivessem batendo a porta.

Ansiedade, medo e raiva sem motivo aparente: tem relação com memórias sentimentais que saem do inconsciente e mesmo sem ser compreendidas no nível consciente nos levam a revive-las, é aquele lodinho lá do fundo que tá sendo remexido.

Desejo sexual fora do comum: energia criativa se expandindo, práticas artesanais, exercícios físicos e trabalhos artísticos ajudam a equilibrar, sempre que possível eleve a energia para o coração.

Perda do apetite: pode ser pouca circulação dos vórtices baixos, do plexo para baixo, e muita concentração de energia na cabeça, normalmente a pessoa tem uma mente expansiva. Procure comer alimentos leves e verdes, coma raízes. Ficar sem se alimentar é arriscado.

Perda do sono: Seu corpo vai se enchendo de energia e você fica tão intenso e criativo que não consegue dormir. Entregue essa energia para a terra, faça atividade física, coma alimentos com ferro como feijão preto e lentilha e tome chás calmantes. Ficar sem dormir é arriscado também.

Sensação de que está surtando: algumas pessoas se sentem tão conectadas com tudo, tão antenadas que acham que estão surtando, são sensações meio paranormais, insights loucos, um brilho especial em tudo, se você acha que pode estar surtando já é um bom sinal pois quem surta mesmo demora a entender isso. Coma raízes, evite café, chocolate e estimulantes mentais. Evite cigarro e fumígenos em geral. Coma alimentos germinados, pratique exercícios, coma frutas e mantenha contanto com a terra e a natureza. Atente-se ao ego, ouvir mais que falar, você não é um ser de luz, não é um mensageiro de deus nenhum é só mais um canal como milhões no mundo.

Sensação de que não está no seu corpo: e realmente não deve estar, algumas pessoas começam a vibrar meio distantes do corpo físico, daí a sensação que tudo brilha etc e tal. Neste caso deve procurar sentir o próprio corpo, especialmente os pés, observe as sensações do corpo e se sentirá voltando para ele.

Sensação que ouve os pensamentos das pessoas: pode de fato ser isso, mas muito cuidado, a telepatia é um campo muito sutil e confunde até telepatas experientes, não responda perguntas e não queira discutir sentimentos que não foram expressados verbalmente, nem julgue as pessoas baseado em conclusões abstratas, isso é loucura, se te afeta é problema individual seu, trabalhe-se. Mas claro, confie na sua intuição, sendo cauteloso com as delusões, apenas guarde para si.

COMO TIRO PROVEITO DESSA BAGAÇA TODA?

Na real tudo isso são dons se manifestando e para o planeta muitos ajustes acontecendo. Para conseguir se alinhar bem com estes portais conecte-se, atente-se com sua espiritualidade, viva ela no corpo. Procure o auxílio de pessoas experientes, medite, conecte-se com a terra, honre seus deuses e ancestrais, cante, dance para eles e para a natureza. Visite uma mata se possível, tome um banho de rio ou cachoeira, colha flores, desenvolva sua criatividade, ame, faça amor, liberte-se, abra-se, humilde-se para a força da natureza e permita-se ser um canal das novas frequências que chegam para curar este planeta adoecido.

Tome banho de ervas perfumadas, carregue cristais consigo, construa seu próprio altar, escreva poemas para os que ama, para os que crê, para que os que vieram antes de você, componha uma canção que só os deuses lhe ouvirão cantar, consagre seus objetos, colha uma pena que achar pelo caminho e agradeça a ave que deixou ali, aprenda com os pequeninos da natureza, respeite todos os seres, ouça as pedras, aprenda com as árvores, sinta a vibração da terra, anote seus sonhos, ofereça flores, cozinhe para você mesmo, exercite-se, alimente-se bem de corpo e mente, evite locais que não lhe fazem bem e procure entender porque não lhe fazem bem, sinta-se parte do universo, converse internamente com ele, console a natureza, acaricie a terra, peça perdão, perdoe, ame, faça mais amor e dance. 

Ao fazer tudo isso seja levemente racional. Se o mundo acabar amanhã, você fez o melhor que pôde, se não acabar, você com certeza vai trabalhar mais feliz na segunda-feira.

Heill Eostre! Feliz Primavera!

Imagem intitulada "mother nature" retirada do google, autor desconhecido.
Fonte: * Robson Madredeus Carvalho, via Facebook


Nenhum comentário: