Translate this blog

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

28 de outubro :: São Judas Tadeu

É, sem dúvida, hoje, um dos santos mais populares do Brasil. No entanto, embora fosse um dos apóstolos de Cristo, a devoção por ele começou tarde, isso em função de seu nome, que se confundia com o do "apóstolo traidor", Judas Iscariotes. São Judas era primo de Jesus, pois era filho de Alfeu, também chamado de Cléofas, irmão de São José. Ao que se sabe, seu pai era um daqueles discípulos de Emaús, a quem Jesus apareceu naquela tarde do dia da Ressurreição.

Quanto à sua mãe, ela era uma das mulheres que se encontravam ao pé da Cruz de Jesus, junto com Maria Santíssima.

São Judas - aquele mesmo apóstolo que, na Última Ceia, pergunta a Jesus por que Ele havia se manifestado a eles e não ao mundo - demonstrou sempre um grande ardor pela causa do Reino e, então, o desejo de que o Evangelho se tornasse conhecido de todos.

Era o chamado à missão, típico do cristão, daquele que ama a Cristo e guarda a sua Palavra. Ele o amava, e precisava garantir que todos o fizessem também, para que fosse possível se realizar aquela resposta que Jesus lhe havia dado naquela Ceia:

"se alguém me ama guardará a minha palavra e meu pai o amará, e nós viremos a ele e nele faremos nossa morada" (Jo 14,22).

São Judas morreu mártir, provavelmente no dia 28 de outubro de 70 D.C. (data em que se comemora o dia do Santo). Foi perseguido graças à coerência que mantinha entre a sua fé e a sua vida, e em função da força de sua pregação, coisas que impressionavam de tal forma os pagãos que estes se convertiam "em massa". Provocando a fúria de feiticeiros, ministros pagãos e falsos profetas, estes acabaram por incitar parte da população contra o santo, que morreu, possivelmente, trucidado a golpes de machado. Esta é a maneira considerada mais provável e, por isso, a sua imagem traz freqüentemente uma machadinha em suas mãos.

Traz também uma Bíblia, lembrando o seu amor pela Palavra de Deus; e um colar, cuja medalha traz o rosto de Cristo, com o objetivo de destacar a sua semelhança com aquele que era seu primo. Suas relíquias atualmente se encontram em Roma, para onde foram trasladadas e são veneradas até hoje.

É o santo patrono das causas desesperadas e das causas perdidas na Igreja Católica Romana. É o santo padroeiro do Clube de Regatas do Flamengo. Encontra também sincretismo, na Umbanda, com com Xangô (do Oriente) e em algumas regiões com o Sr. Obaluaê ou Abaluaiê. Sincretiza com Ossanha no Candomblé. Na astrologia é o Santo protetor do signo de Áries. Cores: Amarelo e roxo.

Pedras: safira, crisópraso, jaspe, topázio marrom, cornalina.

Metal: estanho, molidênio.

Flores: saudade, violeta, cravos amarelos, palmas amarelas.

O símbolo de São Judas é um machadinho e às vezes é representado segurando um machado, por sua morte ter ocorrido por essa arma. Ele é também geralmente apresentado em ícones com uma flama ao redor de sua cabeça. Essa flama representa a presença do Pentecoste, quando ele recebeu o Espírito Santo, junto com os outros apóstolos. Em alguns casos ele é mostrado como um rolo ou livro (seu epistolo) ou segurando uma régua de carpinteiro.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...