Translate

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Adultério na visão Cristã




O adultério na bíblia  é considerado crime, pois vai contra a lei de Deus, veja em Ex 20,17 e Dt 5,18. Em Lv 20,10 está estabelecido que caso aconteça um adultério, o adúltero  e a adúltera deverão ser mortos.
Mas também, na bíblia, a palavra adultério é usada para designar a infidelidade do povo de Israel para com Deus, o seu único  Senhor.  Veja em Jr 3,8 e Os  2,2-23 a imagem do povo que se afasta de Deus é definida como uma mulher adúltera.

Em Os 2,2-23,  Deus para contrapor a idéia de castigo dado a quem pratica o adultério, vai se aproximar do povo de Israel, que o abandonou, levá-lo novamente ao deserto e falar-lhe ao coração. Deus quer reconquistar o povo para si e não mais castigá-lo.
O castigo ao adultério (cf. Lv 20,10)  foi determinado em um ambiente patriarcal, em que mulheres eram consideradas propriedade do homem (o pai e depois o marido) e sem direitos plenos.

Por isso, muitas vezes no casamento o homem que não mais se agradasse  de sua mulher poderia despedi-la por qualquer motivo e dar-lhe carta de divórcio, como está estabelecido em Dt 24,1. É contra esta ação do homem, despedir sua mulher por motivos fúteis, ou repudiá-la,  que Jesus vai contra, como está em Mt 19,3-9; Mc 10, 2-12 e Lc 16,18.
A  imagem de Deus amoroso, bondoso e que perdoa a quem está arrependido de sua má conduta para com ELE e  seus irmãos e irmãs, nos é revelada por Jesus. Deus quer a vida de todas as pessoas e por isso em Jo 8,1-11, Jesus é contra a pena de morte, por causa de adultério, que no caso só seria aplicada à mulher.
O adultério rompe a união de uma só carne iniciada no casamento, a união de amor do homem com a mulher, como está em Mt 19,4-5. A carta aos Hebreus nos lembra a necessidade que todas as pessoas casadas têm de honrar o matrimônio cf. Hb 13,4.
Por: Silvia Togneri, em 26/01/2012

Jesus disse à 'mulher adúltera' após salvá-la do apedrejamento: 

"E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais. Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida. " (João 8:10-12)

Nenhum comentário: