Translate this blog

terça-feira, 22 de março de 2011

Asherah a Deusa da Fertilidade : Teria sido a "Esposa de Deus" editada na Bíblia?



Estatueta antiga de argila, 
possivelmente da deusa Asherah
Alguns estudiosos dizem que as primeiras versões da Bíblia mostravam Asherah (ou Aserá, em português), a Deusa da Fertilidade, uma entidade poderosa e que seria a esposa de Deus. Uma pesquisa realizada por Francesca Stavrakopoulou, conferencista sênior do departamento de Teologia e Religião na Universidade de Exeter, Reino Unido, revelou pistas à identidade da Deusa e teve sorte em encontrar menção a Ela na Bíblia.

Se Stavrakopoulou estiver certa, a Deusa poderia estar mencionada no livro sagrado, mas como entidade masculina e os textos a seu respeito teriam sido retirados da Bília. O que resta sobre a suposta Deusa são outros indícios em textos antigos, amuletos e estatuetas desenterrados principalmente em uma cidade costeira da Cananéia antiga, agora na Síria moderna.

Inscrições em cerâmica encontradas no deserto do Sinai também mostram que Yahweh e Asherah (Jeová e Aserá) eram adorados como um par, e uma passagem no Livro dos Reis menciona a Deusa como sendo alojada no templo do Senhor.

J. Edward Wright, presidente do Centro de Estudos Judaicos do Arizona e do Instituto Albright de Pesquisa Arqueológica, credibiliza a descoberta de Stavrakopoulou, dizendo que várias inscrições hebraicas mencionam "Yahweh e sua Asherah". Ele acrescenta que Asherah não foi inteiramente cortada fora da Bíblia por seu editores do sexo masculino.

"Seus traços permanecem, e com base nesses traços ... nós podemos reconstruir o seu papel nas religiões do Levante do Sul", disse à notícia da descoberta.



Asherah, diz ele, era uma divindade importante no antigo Oriente Médio, conhecida por sua força e qualidades carinhosas. Ela também era conhecida por vários nomes, como Astarte e Istar. Mas em traduções para a língua inglesa Ashereh foi descrita como "Árvore Sagrada" (ou "Árvore da Vida" em português).

"Isto parece ter sido em parte impulsionado por um desejo moderno, claramente inspirado pelas narrativas bíblicas, para se esconder mais uma vez Asherah atrás de um véu", diz Wright.

Aaron Brody, diretor do Museu Bade (EUA) e um professor adjunto da Bíblia e arqueologia na Pacific School of Religion, diz que os antigos israelitas eram politeístas, com apenas uma "pequena maioria" a adorar a Deus sozinho. Ele diz que foi o exílio de uma comunidade de elite dentro da Judéia e da destruição do Templo de Jerusalém em 586 a.C., que levaram a mais uma "visão universal do monoteísmo estrito."

Fontes/Referência: Internet: 

Lendo esta surpreendente constatação dos estudiosos da teologia e da arqueologia religiosa, na mesma hora me veio a pergunta; para qual as religiões de matriz africana parecem ter a resposta: seria Aserá, Nanã Burukê?

“Asherah “– A Deusa Árvore na cultura Arabe e Hebréia. “AISH” = fogo, (hebraico). “Aishah” = mulher, (hebraico). “Mulher de Fogo, do ‘Arbusto flamejante’”, a Árvore da Vida. “URA” – o círculo ‘Serpente de fogo despertada’. Árvores de pulso em ritmo com as estrelas, como já foi registrado nas comunicações biológicas das aves selvagens e árvores que crescem pulsando com as estrelas da constelação "Ursa Maior", que é chamada de "Cinza " em hebraico. Esta árvore dá Deusa "ídolo" - "Bem-aventurança, felicidade e fortuna. As mulheres foram para "bosques sagrados", onde elas adoravam a "ídola", "Mãe da árvore".  

Cada mulher teve sua própria árvore e sentou-se debaixo dela, cursando poderosa força de vida em ascensão interna. A árvore foi abraçada por ela que apoiou as costas contra A árvore sagrada (mãe). "Ashah" significa "para saúde, para curar". "ASH-SHIRA" foi para a cultura árabe antiga (e moderna) a Estrela de SIRIUS. Aqui está a árvore da vida dos antigos, na comunicação biológica com as Estrelas.

4 comentários:

kassion kardoso jorge disse...

PRAMIN O DEUS DA BIBLIA FOI CRIADO POR LUNATICOS COMO ABRAO E MOISES E VIVE NAS IDEIAS DE PESSOAS LEIGAS E DESENFORMADAS QUE FORAO OBRIGADO ACREDITAR NISSO A FERRO E AFOGO PELA LEI ROMANA QUE IMPLANTOU ISSO PELO MUNDO AFORA AONDE CHEGAVA COM ESSES PADRECOS SAFADOS PARA ATERRORISAR CERTAS CULTURAS QUE VIA DEUS NA FORMA DA NATURESA

Anônimo disse...

Bom Kassion, mas um indivíduo que deseja fazer uma crítica, que no caso é interessante, leva a um debate,uma troca de idéias,afinal as pessoas nasceram com um mínimo de inteligência para não aceitar passivamente o que lhe é imposto,devem se esforçar mais um pouco. Primeiro com a ortografia.Seu Português é praticamente ininteligível. Repleto de erros crassos do início ao fim do seu comentário (aconselho-o a estudar mais a língua usada neste país,utilizar um dicionário /existem vários disponíveis online para consulta e inclusive para download -site domínio público).Com isso uma pessoa que for ler seu comentário além de entendê-lo,o levará mais a sério. E para finalizar, melhore seus argumentos. A primeira coisa é não digitar tudo em letras maiúsculas,elas tem o seu propósito; se no seu caso era chamar atenção, com certeza funcionou, só que VOCÊ ficou parecendo um louco (que é sinônimo de lunático). Melhore seus argumentos. Além de confuso, misturando fatos, épocas e denominações, você escreveu sem uma linha de raciocínio lógico. A única coisa que se consegue (relativamente) concluir com o que você tentou expor é : não acredita nos dogmas da Igreja Apostólica Romana (?) ,crê em Deus em todas as coisas naturais. É o início para uma boa exposição de sua crença,mas novamente,mal escrita,mal embasada,parecendo discurso de réu culpado. Espero ter ajudado. Mais em www.portuguesnapontadalíngua.com.br Prof

Anônimo disse...

É isso aí, Anonimo kkkkk

Anônimo disse...

Como explica que o Senhor Deus de israel ficava irado quando ela era adorada pelo seu povo, como se explica que todos os profetas derrubavam os portes feitos para adoração a ela... Bom a biblia afirma isso