Translate this blog

domingo, 6 de novembro de 2016

Chá de papoula e suas propriedades

Papoula, nome científico: Papaver rhoeas

Descrição


Planta da família das Papaveraceae, também conhecida como Borboleta; dormideira; dormideira-silvestre; papoula-das-searas; papoula-dos-cereais; papoula-ordinária; papoula-solitária; papoula-vermelha. Dessa planta se extrai o ópio, é uma flor vermelha e muito bonita, que desabrocha em hastes brilhantes. A sua família pertence a dormideira, qual partilha as propriedades narcóticas.

Origem e Habitat

Nativa da Europa, a papoula-comum foi introduzida no Brasil como ornamental. Por ser uma planta que não necessita de muitos cuidados, é comum ser encontrada em campos de cereais, não raro em abundância. E como tomam o lugar de outras plantas e retiram os sais minerais do solo, é considerada erva daninha pelos agricultores. A fama negativa da papoula-comum aumenta com o fato de, por ser venenosa, provocar a morte de animais que a ingerem. Nas pétalas das flores encontram-se traços de morfina, o que as torna levemente narcóticas.

Princípios ativos

Alcaloides e rhoeadine.

Propriedades medicinais

Antiespasmódica, emoliente, hipnótica, peitoral, sedativa, narcótica, sudorífera.

Indicações

As pétalas da papoula-comum são consideradas emolientes, levemente calmantes e sudoríferas, sendo recomendadas nos casos de afecções das vias respiratórias, como catarros, tosse, coqueluche, bronquite, bem como nas febres eruptivas, excitação nervosa e insônia. Suas sementes, esmagadas com mel, conciliam o sono.

Modo de usar

- pétalas secas, por infusão: asma, antiespasmódica, emoliente, hipnótica, peitoral, sedativa, tosse;

- sementes secas, amassadas com mel: conciliar o sono.

- xarope

Posologia

Contra os catarros dos brônquios, beba o líquido à noite, antes de deitar. Nos casos de excitação e insônia, beba-o em duas vezes, uma a tarde e outra a noite. 

Contra-índicação

Recomenda-se seguir à risca as doses indicadas, para que não ocorram distúrbios orgânicos. 

Modo de usar

Emprega-se sob forma de infusão 2 a 3 gramas (cerca de 7 pétalas) em meia xícara de água fervente, deixando em infusão por cerca de 10 minutos, na dose de duas a três xícaras por dia. Lavagem com a mistura de óleo de oliva e tisana para estancar a diarreia.

O xarope pode ser feito com a infusão preparada com 170 ml de água e 10 g de pétalas secas. O preparo é igual ao citado anteriormente, devendo ser coado em seguida. Acrescente 340 g de açúcar mascavo e misture até adquirir consistência de xarope. Consuma entre duas e quatro colheres de sobremesa antes de dormir.

Nenhum comentário: