Translate this blog

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

O Exu Interior

por Marcelo Galvan


Cada homem traz um Exu dentro de si. O Exu é o ser que melhor conhece as sombras, portanto nada se esconde dele. O Exu conhece as grutas e a ilusão, conhece muito bem uma miragem, uma enganação, uma enrolação. O Exu é capaz de perceber, de farejar o cheiro de uma armadilha, pois conhece os desfiladeiros e os abismos dos desejos e das fissuras que nos prendem na roda quase infinita da agonia.

O verdadeiro Exu,  aquele que tem outorga,  aquele que trabalha sob a égide de Ogum e Oxalá, sob os preceitos de Aruanda, é um Exu de Lei, um Exu Coroado,  ou seja,  é um agente da Luz para as sombras. Ele é capaz de chegar a vales sombrios inacessíveis a seres mais sutis, mas ao mesmo tempo é capaz de resgatar e trazer à luz seres que se arrastam nesses charcos, portanto, os autênticos Exus, são seres infinitamente respeitados nas esferas do Alto e não há Preto Velho ou Caboclo que não peça licença ao adentrar os domínios vibratórios de Exu.

Podemos ver nisso algo simbólico também, mais subjetivo e interior. Podemos pensar em Exu, ou qualquer outra entidade espiritual como algo interno, inerente a nosso ser. Nessa perspectiva, nossos Mentores Internos,  nossos Eus Superiores, nossos Pretos Velhos Interiores e Caboclos Interiores devem pedir licença a nosso Exu Interior para  adentrar  nas grutas e abismos  de nosso ser. E ir até essas sombras com a tocha da luz da consciência nas mãos.

Que o nosso Exu Interior possa estar sempre vivo e alerta nas encruzilhadas dos nossos corações, lá onde somos testados, lá onde fervem nossas emoções, lá onde brota a ira, a raiva e os desejos insaciáveis. Que nessas encruzilhadas internas de nossos corações possamos depositar as oferendas para nossos Exus Interiores e pedir que Exu transforme toda agonia em prosperidade, em construção sadia, em caminhos abertos sempre.

E essas oferendas são:  Um alguidar límpido contendo flores de nossa alma e sobre essas flores o nosso coração,  sincero e honesto. Também depositaremos uma grande vontade de transformação e entrega ao serviço em prol de todos os seres. Exu dará uma gargalhada de esperança e dançará de alegria na batida do tambor do nosso coração.

Que nossos caminhos estejam sempre abertos por Exu. O do astral e o do Interior.

Laroyê!

por: Marcelo Galvan,
discípulo do todo, por inspiração dos queridos mentores, com respeito a todas as falanges que trabalham na Luz, mesmo sendo incompreendidas.


Nota:
Antes de pensarmos em “doutrinar Exu ou doutrinar Pomba-Gira” que baixem no terreiro, devemos nos perguntar com sinceridade:  “E o meu Exu Interior está devidamente doutrinado?” “E minha Pomba-Gira Interior, está devidamente doutrinada?”... Até que ponto estou investigando e iluminando as sombras presentes em mim e colocando-as à serviço da Luz, para a Luz....???

Nenhum comentário: