Translate this blog

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

A CARTA DE UMA MÃE PARA A MADRASTA DA FILHA (viral da web)



Para a madrasta da minha filha:

Eu nunca quis você aqui. Você simplesmente nunca fez parte dos meus planos. Cresci e sonhei com a minha família, mas eu nunca inclui você. Eu não queria a ajuda de outra mulher para criar minha filha. O plano era uma família que incluísse a mamãe, o papai e os nossos filhos, não você. Eu duvido que você me queria na sua vida. Eu duvido que você planejou ser mãe de uma criança que você não deu à luz . Posso apostar que o seu plano para a sua família incluía você, papai e seus filhos juntos, não eu e minha filha. Eu quase posso apostar que quando você sonhava em se tornar uma mãe este dia seria aquele em que você daria à luz e não o dia em que se casou com o seu marido. Eu tenho certeza de que você nunca planejou para eu estar aqui.

Mas Deus tem planos que excedem em muito o nosso próprio e quando a minha pequena família se dissolveu para formar duas famílias, eu sabia que você estaria vindo.

Na minha mente, você seria uma fera terrível e minha filha não iria querer de jeito nenhum que você fosse mãe dela! Eu estava esperando que você fosse muito pouco atraente e pedia a Deus para a minha filha nem olhar pra você. O pai dela saberia que ele teria que se contentar com esta situação. Eu estava transtornada porque eu nunca quis encarar o fato de que outra mulher seria mãe da minha filha na minha ausência.

Então você chegou.
Quando eu te conheci, vou admitir que você não era o que eu tinha em mente e senti uma pontada de ciúmes. Você deveria ser repugnante, lembra? Mas você não era, você era belíssima. Era para ser uma bruxa de meia idade, lembra-se? Mas você não era, você era uma mulher jovem, doce.

Meus planos foram frustrados.
Percebi pelo olhar no seu rosto que me encontrar foi tão difícil para você quanto foi para mim lhe conhecer. Meu coração imediatamente se suavizou. Eu tinha realmente pensado em odiar você. Por que você arruinou o meu plano?! Eu queria ter ressentimentos, mas você tornou isto impossível e rapidamente cresceu em mim uma sensação de gratidão por você.

Você aceitou a nossa filha desde o início e ter amado tanto ela quanto seu pai, de forma incondicional, foi um verdadeiro presente para todos nós. Você inclui a nossa filha em tudo que faz e por isso ela se sente amada e aceita. Você coloca o relacionamento dela com o pai acima do seu e apenas uma mulher valente e corajosa sabe como fazer isto com tanta doçura.


Eu sabia que quando o pai dela e eu decidimos nos divorciar e viver em casas separadas, haveria momentos em que ela iria precisar da mamãe e eu não estaria lá. Estou tão agradecida de você estar lá na minha ausência. Eu sou grata por você ter paciência com a adolescência dela e nunca rejeitá-la. Ela precisa ter uma mãe na sua casa e você faz um trabalho incrível sendo uma para ela.

Você respeitou minha posição de mãe desde o início. Compreendo a maneira como você se preocupa em verificar sempre comigo se está tomando a decisão certa com ela. Eu sei que a nossa situação é rara. Não é sempre que uma mãe e uma madrasta ficam trocando mensagens de texto para lembrar uma a outra como se amam e se respeitam mutuamente. Você é um presente.

Por sua causa e por sua coragem de ser mãe da nossa filha da mesma maneira que eu sou, ela vai ser uma mulher melhor. Ela vai crescer com mais amor que eu jamais poderia ter imaginado. Não foi a escolha dela ter pais divorciados e eu também nunca quis isso para ela, mas eu sou tão grata porque agora ela tem quatro pais que a amam e a respeitam e também uns aos outros. Ela tem entendimento de que uma falha em uma área pode se transformar em uma bênção em outra.

Eu não vejo você apenas para preencher um espaço para quando eu não estou lá. Você é mãe dela quando ela está com você e quando ela está comigo. Ela fica animada para lhe telefonar e contar histórias quando ela está na minha casa e isso faz meu coração querer saltar do meu peito de alegria. Eu me encho de orgulho quando você envolve seus braços em volta de mim e me aperta para um abraço genuíno e amoroso cada vez que nos encontramos.

Tenho a consciência de como dever ser quando uma mãe não aceita emocionalmente a madrasta de seu filho em sua vida. A sensação de gratidão transborda em mim por sermos capazes de superar qualquer coisa assim e fazer o que é realmente certo para a nossa filha. Obrigada por sua maturidade e respeito na criação dela.

Comprometo-me a sempre respeitar as suas contribuiçōes para a nossa filha. Prometo nunca diminuir a posição que você tem em sua vida ou admitir situaçōes em que você não se sinta como mãe dela. Comprometo-me a ser sempre agradecida por sermos duas mulheres fortes e corajosas na vida dela, pois temos a coragem de sermos mãe juntas. Mesmo que a gente viva em paz, eu rezo para que ela não precise passar por isso na vida adulta dela, mas se por acaso isso ocorrer, eu prometo dar o exemplo para ela de como criar um filho nesta situação de pais separados.

Mulher preciosa, você é uma jóia rara e bela.
Deus lhe abençoe e eu te amo.

Esse texto foi traduzido com consentimento da autora. O original em inglês pode ser lido no blog da querida Candice Curry: Women with Worth

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...