Translate

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Yemanjá e Omolú

Hoje, lendo o blog da minha amiga, a Escritora,  Andréa Destefani, me deparei com a bela postagem 'Yemanjá': http://coisasdecasados.blogspot.com/2011/02/yemanja.html . Amei o que ela escreveu e lá teci o seguinte comentário:

Tem razão Andréa, grande sacada irmã. Todos os seres biológicos que habitam esta esfera, incluindo nossos corpos carnais, tem origem na mãe Yemanjá. Somos seres vivos irmãos nas águas do mar. Somos todos filhos de Yemanjá e um dia ao Filho dela, Omolú, que é a terra, seremos todos entregues para que nossos corpos carnais sejam consumidos

Nossas almas precisando também encontram nEla a mãe, afinal como diz a mitologia africana, Omolú foi abandonado por Nanã na praia, porque havia nascido coberto de chagas. Nesse contratempo, um caranguejo provocou graves ferimentos na sua pele.

Yemanjá em sua infinita bondade O adotou. Com folhas de bananeira curou as suas feridas e pústulas e transformou-a num grande guerreiro e hábil caçador, que se cobria com palha-da-costa, não porque ainda escondesse as marcas de sua doença, como muitos pensam, mas porque se tornou um ser de brilho tão intenso quanto o próprio Sol.

A relação de Omolú com a morte dá-se pelo fato de ele ser a terra, que proporciona os mecanismos indispensáveis para a manutenção da vida. O homem nasce, cresce, desenvolve-se, torna-se forte diante do mundo, mas continua frágil diante de Omolú, que pode devorá-lo a qualquer momento, pois Omolú é a terra, que vai consumir o corpo do homem por ocasião da sua morte.

Odo-Yá! Atô-tô!

Um comentário:

Andréa Deren Destefani disse...

É uma honra você me citar mano. Creio que tudo nesta vida está interligado mesmo e de alguma forma encontraremos nesta vida todos os Orixás, em determinado ponto de nossas vidas. Você por exemplo está numa fase bem Yansã, apesar de ser de Oxalá! Saravá a todos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...