Translate this blog

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Encontrando a vida através da morte

A morte é uma grande revelação. Se não houvesse morte não haveria nenhuma religião. É por causa da morte que a religião existe. É por causa da morte que um Buddha nasceu. Todos os Buddhas nascem devido à realização da morte.

Quando você estiver sentado ao lado de uma pessoa em seu leito de morte lamente por você mesmo. Você está no mesmo barco, no mesmo apuro. A morte baterá na sua porta qualquer dia. Esteja pronto. Antes que a morte bata, volte para casa. Você não deve ser apanhado no meio; senão toda essa vida desaparece como um sonho e você fica numa tremenda pobreza, uma pobreza interior.

Vida, vida real, nunca morre. Então quem morre? Você morre. O "Eu" morre, o ego morre. O ego é parte da morte; a vida não é. Assim se você puder ser sem ego, então não existe morte para você. Se você puder abandonar o ego conscientemente, você conquistou a morte. Se você estiver realmente consciente que pode abandoná-lo com um
simples passo. Se você não estiver tão consciente você terá que abandoná-lo gradualmente. Isso depende de você.

Mas uma coisa é certa: o ego tem que ser abandonado. Com o desaparecimento do ego, a morte desaparece. Com o abandono do ego, a morte também é abandonada.

Não lamente pela pessoa que está morrendo, lamente por você mesmo. Deixe que a morte lhe cerque. Sinta o gosto dela. Sinta-se desamparado, impotente. Quem está se sentindo desamparado e quem está se sentindo impotente? O ego, porque você percebe que não pode fazer coisa alguma. Você gostaria de ajudá-la e você não pode.
Você gostaria que ela sobrevivesse, mas nada pode ser feito.

Sinta essa impotência tão profundamente quanto possível e desse desamparo, uma certa consciência, uma devoção e uma meditação surgirão. Use a morte da pessoa; é uma oportunidade. Use tudo como uma oportunidade.

Fique do lado disso. Sente-se silenciosamente e medite. Deixe que a morte deles seja uma indicação para você, para que você não prossiga desperdiçando sua vida. O mesmo vai acontecer com você.

Vida Real Nunca Morre - Osho

Fonte: http://holosgaia.blogspot.com/2009/07/vida-real-nunca-morre-osho.html



Osho was asked for his ten commandments. This was his response:

"You have asked for my Ten Commandments. It's a difficult matter, because I am against any kind of commandment. Yet, just for the fun of it, I write:"

1.Never obey anyone's command unless it is coming from within you also.
2.There is no God other than life itself.
3.Truth is within you, do not search for it elsewhere.
4.Love is prayer.
1.To become a nothingness is the door to truth. Nothingness itself is the means, the goal and attainment.
2.Life is now and here.
3.Live wakefully.
4.Do not swim - float.
5.Die each moment so that you can be new each moment.
6.Do not search. That which is, is. Stop and see.

PS: Numbers 3, 7, 9 & 10 were underlined by Osho in his original letter.


Nenhum comentário: